quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Pacto pela Saúde reúne prefeitos do Seridó em Caicó

Nos dias 12 e 13 de julho,prefeitos dos municípios do Seridó estão reunidos no Centro Pastoral Dom Wagner, em Caicó, em oficinas pelas implementação do Pacto pela Saúde. O Secretário Estadual de Saúde Pública (Sesap) do Rio Grande do Norte, Adelmaro Cavalcanti, está visitando todo o Estado, junto a equipe de técnicos. Já ocorreu está reunião com prefeitos em Mossoró, e irá ocorrer em Pau dos Ferros e em Natal, abrangendo a região metropolitana. O Pacto pela Saúde está ocorrendo em todo o Brasil, sendo uma proposta do governo federal que visa debater e melhorar a assistência dada pelo SUS à população. O Pacto é subdividido em metas que abrangem várias prioridades, sendo uma delas a descentralização da assistência. “Nossa luta é pela melhoria da qualidade de vida. Um paciente com problemas ortopédicos,por exemplo, precisar se deslocar do Seridó para Natal é inconcebível. É preciso descentralizar e regionalizar a assistência”, disse o secretário estadual Adelmaro Cavalcanti. Outro assunto comentado pelo secretário estadual na entrevista, foi a vinda do SAMU para Caicó. “ Já temos ambulâncias já estamos em contato com a coordenação nacional do SAMU e já temos uma coordenadora estadual. Nesta semana tivemos contato com o ministro da saúde e foi confirmado que no segundo semestre, Caicó terá SAMU atendendo a população”, conclui Adelmaro Cavalcanti. O prefeito de São João do Sabugi, Dr. Elísio Galvão, está participando das reuniões e oficinas do Pacto pela Saúde e opinou sobre a situação da Saúde no Seridó, inclusive dando sugestão de melhorias que possibilitem o crescimento neste setor. “ Hoje a região Seridó é a que mais sofre no Estado com problemas de saúde porque temos um hospital regional com dupla gestão, que dificulta o nosso trabalho e o trabalho dos profissionais de lá. Se a governadora Wilma de Faria, que veio aqui na campanha e nos prometeu a estadualização do Hospital Regional, cumprir com sua promessa, então teremos um crescimento na saúde da região”, comentou Dr. Elísio.
Anna Jailma - jornalista

Nenhum comentário: