segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Homenagem Póstuma


A fé é como uma bússola que direciona os navios incertos para o mar da serenidade. Neste momento de despedida, é a fé que nos fortalece, para a continuidade de nosso cotidiano, entregando a Deus os nossos passos e tendo a certeza da existência da vida eterna, na Casa do Pai.
As pessoas boas não morrem, ficam encantadas”, disse Guimarães Rosa. É assim, encantada, que permanece nossa Bibiu Galvão. Seus gestos e seu riso estão encantados e podem ser vistos em cada criança e em cada coração aberto, desta terra sertaneja.
Sua despedida nos remete a complexa mistura de pranto e riso. Nosso pranto é de dor e de saudade mas a lembrança mais forte que Bibiu nos deixa é de riso, de alegria, de felicidade.
A alegria de Bibiu sempre foi intensa em todos os momentos e ela soube deixar entre nós a marca de uma personalidade ímpar, inesquecível. Será lembrada por todos os sabugienses, porque soube ser amiga de todas as gerações, desde a criança até o idoso; e alegria de viver, foi sua maior lição deixada aqui na terra.
Como integrante do Apostolado da Oração do Sagrado Coração de Jesus, Bibiu foi exemplar. Ingressou e permaneceu atuante até os nossos dias, participando inclusive, dos Congressos do Apostolado da Oração, em outras cidades do Seridó. Também em reuniões da associação, na Festa do Coração de Jesus, Bibiu foi testemunho de fé, amiga de todos os sacerdotes da nossa Paróquia, atuante e fervorosa, exemplo até mesmo para as zeladoras mais antigas do Apostolado.
Bibiu, siga em paz, segura na mão de Deus! Seja acolhida pelo Menino Jesus e pela Mãe do Céu. Sua missão foi cumprida e sua lembrança está eternizada em nosso coração.
P.S esta mensagem, com pequenas alterações, também feitas por mim, foi lida no sepultamento de Bibiu Galvão, por D. Eliene Medeiros, como homenagem de D. Eliene e do Apostolado da Oração; em 26/11/2007.


Anna Jailma - jornalista e blogueira

2 comentários:

Suzete disse...

JAILMA, BIBIU FOI UM ANJO LINDO AQUI NA TERRA, AGORA ELA APENAS ENCANTOU-SE, MAS CONTINUARÁ SUA MISSÃO DE ANJO BOM, LÁ NO CÉU.

Thais disse...

Jailma,

Você tem razão, São João do Sabugi está mais triste com a partida de Bibiu e Primo ivo, duas figuras cativas da nossa querida cidade.

Mas, neste momento palavras perdem o sentido diante das lágrimas contidas na imensa saudade que nós sentimos e, se por um instante Deus nos presenteasse com mais um pouco de vida ao lado dessas pessoas tão queridas,possivelmente não diríamos tudo o que pensamos, mas definitivamente pensaríamos em tudo o que dissemos.

Portanto, pensando no que dissemos, fizemos e sentimos, percebemos que os momentos de história que eles realizaram aqui na terra foram mais grandiosos do que pequenos.

Dizem que apenas a nossa língua possui uma palavra para expressar este tão intenso sentimento: SAUDADE.

Penso que saudade é muito mais do que uma expressão, a palavra fica mais pobre diante da grandiosidade do que se sente.

Saudade, essa dor tão doida é muito mais que falta, ausência, nostalgia ou qualquer outro substantivo.

Saudade é perda, é a certeza da impossibilidade de resgatar algo já vivido, saudade é a dor algumas vezes quase insuportável, diante daquilo que já foi e que nunca mais poderá ser retomado.

Saudades de verdade, apenas sentimos quando tomamos consciência, de que o tempo não existe, o movimento nos transporta pelos dias, anos e vamos passando pela vida como um filme diante de uma platéia estática. E como areia fina essa vida vai escoando-se entre os dedos, deixando pelo caminho o rastro das dores, alegrias, perdas e conquistas. Caminho esse que nunca mais voltaremos a trilhar.

Saudade é muito mais do que morte, saudade é vida, é o agora que já deixou de ser presente, mas deixou na memória o registro da intensidade do instante vivido. É a lembrança gravada de forma perene dos pequenos e grandes fatos de nossa história.

Portanto ao menos resta-nos o consolo de sabermos que, quanto maior for a saudade que sentirmos, com certeza, mais rica terá sido nossa vida vivida.

Assim ficamos felizes por que: Quanto maior a saudade que sentimos por Bibiu e Primo Ivo, mais certos ficamos de quão rica foi a nossa amizade, quão ricos os momentos partilhados.

Que ao lado do Pai, eles façam mais histórias maravilhosas e intensas como foram suas vidas aqui na terra.


Natal/RN,, 27de novembro de 2007.

Thais Úrsula