domingo, 11 de novembro de 2007

Mons. João Agripino Dantas completa 83 anos de idade

Foto (Anchieta França): Mons. João Agripino Dantas, 83 anos de idade, celebrados hoje na Igreja Matriz


Foto (Anchieta França): Mons. João Agripino e o adm. paroquial, Pe. Janilson Alves


Foto (Anchieta França): Mons. João Agripino e parte dos ministros da Eucaristia

Foto (arquivo de Ermita Lucena): Mons. João Agripino, em janeiro de 1968, no Monte de S. Sebastião, de S. João do Sabugi, em celebração. De joelhos, com seta indicativa, está meu avô José Romão; que na época, já era sacristão.

Na manhã de hoje houve celebração de Missa em Ação de Graças, pelo aniversário de Monsenhor João Agripino Dantas; ocorrido em 09 de novembro, na última sexta-feira.
A Igreja Matriz de São João Batista esteve repleta de fiéis que, em oração, agradeceram à Deus pelos 83 anos de Mons. João Agripino e pela sua presença na Paróquia de São João Batista. Na homilia, o administrador paroquial, Pe. Janilson Alves de Oliveira enfatizou seu exemplo de vocação sacerdotal.
Monsenhor João Agripino Dantas, nosso pároco emérito, destacou que "quem não serve para servir, não serve para viver" e agradeceu a todas as comunidades, de todas as paróquias, nas quais ele já trabalhou; em especial, as cidades de Serra Negra do Norte, São João do Sabugi e Ipueira, onde dedicou-se como pároco por maior período.

Anna Jailma - jornalista

3 comentários:

João Quintino disse...

Jailma, Papino é o Papa de São João, como eu disse no livro Mestres do Seridó, na verdadeira acepção da palavra: pai! Louvá-lo sempre é pouco. Gostaria de ter acesso à fotografia de 1968, lembrou-me até daquela tela neoclássica da primeira missa do Brasil. Vou fazer matéria com a capelinha de S. Sebastião, daí que ela seria bastante ilustrativa. Abraço!

Anônimo disse...

Sou natural de Currais Novos-RN, mais especificamente, nascido no sítio Trangola, de Vivaldo Pereira, pai do Dr Cortez Pereira. De 1958 a 1964 morei em Caicó. Alí, já adolescente, estudei no Ginásio Diocesano Seridoense,GDS, então dirigido pelo Monsenhor Walfredo Gurgel. Pela manhã frequentava o curso ginasial; à tarde, trabalhava na gráfica do GDS. No curso ginasial tive a alegria de conhecer o então Padre João Agripino Dantas, que nos lecionava Matemática. Já no serviço militar, o Exército me transferiu para Três Corações-MG, onde me formei sargento e depois para o Rio de Janeir, onde vivo atualmente há já 49 anos. Lendo a revista Minha Caicó,edição de Julho de 2010, vejo alí uma reportagem sobre o querido amigo (ele nem me conhece mais) agora Monsenhor João Agripino. Eu gostaria de abraçar esse homem de quem guardo grata lembrança, do professor amigo, de didática eficiente e agradável, paciente ao extremo com as nossas dificuldades de aprender. Como isso é-me bastante difícil, deixo aqui registrado o meu abraço carinhoso e a minha saudação ao meu querido amigo (gosto de chamá-lo assim) Monsenhor João Agripino Dantas.

Arnaldo Ribeiro da Silva
Duque de Caxias-RJ

Anônimo disse...

Sou natural de Currais Novos-RN, mais especificamente, nascido no sítio Trangola, de Vivaldo Pereira, pai do Dr Cortez Pereira. De 1958 a 1964 morei em Caicó. Alí, já adolescente, estudei no Ginásio Diocesano Seridoense,GDS, então dirigido pelo Monsenhor Walfredo Gurgel. Pela manhã frequentava o curso ginasial; à tarde, trabalhava na gráfica do GDS. No curso ginasial tive a alegria de conhecer o então Padre João Agripino Dantas, que nos lecionava Matemática. Já no serviço militar, o Exército me transferiu para Três Corações-MG, onde me formei sargento e depois para o Rio de Janeir, onde vivo atualmente há já 49 anos. Lendo a revista Minha Caicó,edição de Julho de 2010, vejo alí uma reportagem sobre o querido amigo (ele nem me conhece mais) agora Monsenhor João Agripino. Eu gostaria de abraçar esse homem de quem guardo grata lembrança, do professor amigo, de didática eficiente e agradável, paciente ao extremo com as nossas dificuldades de aprender. Como isso é-me bastante difícil, deixo aqui registrado o meu abraço carinhoso e a minha saudação ao meu querido amigo (gosto de chamá-lo assim) Monsenhor João Agripino Dantas.

Arnaldo Ribeiro da Silva
Duque de Caxias-RJ