terça-feira, 13 de novembro de 2007

Mundo Abstrato IV - Coragem


Coragem


A coragem é a fonte de nossas melhores qualidades. Quando falta, elas definham...Sem coragem não podemos se quer ser suficientemente prudentes.
É claro que devemos ponderar, refletir, calcular, pesar prós e contras; mas, em seguida, é preciso tomar uma decisão e agir, sem dar demasiada atenção à direção do vento ou às nuvens passageiras.

(Franz Lizt)

A coragem anda junto a escolha. Sempre repito que a vida é feita de escolhas e delas dependem nosso presente e futuro. Para se fazer a escolha você passa por vários processos, inclusive, o de ouvir a opinião de pessoas que julga importantes na sua vida, mas a escolha final é sua. A partir disso, surge a necessidade de ter coragem: coragem de não abrir mão da sua escolha, mesmo que para isso você precise discordar dos pensamentos de pessoas importantes na sua vida.
Como diz a música: "Nem por você, nem por ninguém, eu me desfaço dos meus planos, quero saber bem mais que os meus 20 e poucos anos..." É a coragem que ajuda a pesar os prós e os contras e é a escolha que define o que pesou mais para você.
Muitas pessoas crescem e morrem sem ter a coragem de optar por suas escolhas e depois, ao longo da vida, apontam para outras pessoas a responsabilidade por algo que deu errado na sua própria vida. Não é por aí...Se você optou em não enfrentar a decisão de alguém, se preferiu "sucumbir" sua opinião, então, esta foi sua escolha.
Nossa vida é uma conseqüência das nossas escolhas e da coragem de lutar por cada uma delas. Se acertar ou errar, cada um arca com as conseqüências das próprias decisões. É a lei da vida.


Anna Jailma - jornalista e blogueira.

Nenhum comentário: