segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Gringo, um atleta da terra da gente

Foto (cedida): Gringo na Corrida de São Silvestre, em São Paulo, em dezembro de 2007

Foto (cedida): Gringo com Franco Caldeira e com quenianas
Amante do atletismo, Adriano Araújo de Azevedo, conhecido como Gringo de Chico de Zé de Rita, já está providenciando patrocínios para participar de novas corridas neste ano de 2008. Está nos planos de Gringo integrar a renomada Corrida da Pampulha neste ano e em 2009, ir a Maratona de New York nos EUA.
No final de 2007, pela sexta vez, ele participou da Corrida de São Silvestre, realizada em São Paulo. Para participar, ele contou com significativos patrocínios de comerciantes, principalmente de caicoenses, que colaboraram com patrocínio e disponibilizaram apoio para permanência dele em São Paulo. “Fiquei num estacionamento, através de “Zé de Paizinho”, que recebe cargas dos caminhões do Seridó e ele, com caminhoneiros de Caicó, me deram apoio. Consegui patrocínio suficiente para a ida de avião até São Paulo, mas, voltei de caminhão com “Dedei”, de Caicó e esse apoio é gratificante pra mim”, destaca.
Os patrocinadores de Caicó organizaram uma faixa de um metro e vinte, onde destacava a imagem de Sant’Ana e o nome de Caicó. Segundo ele, durante o percurso, ouvia gritos entusiasmados. “Levei a faixa dada pelos patrocinadores caicoenses, com a imagem de Sant’Ana. As pessoas daqui que moram lá, gritavam o nome de Caicó: “Valeu Caicó!”, “É minha terra, é Caicó”. Eles ficavam emocionados e minha adrenalina ia a mil. Também levei o nome da minha cidade, sempre destacando São João do Sabugi nas entrevistas que dei lá. Sei que não chego em primeiro lugar numa corrida como a São Silvestre, mas, meu objetivo é levar o nome do meu município, da região Seridó, do nosso Estado e incentivar talentos, que gostam deste esporte”, comenta Gringo, com entusiasmo.
Gringo é vendedor de picolé em São João do Sabugi e usa esta profissão como aliada a prática da corrida. Ele diz que diariamente, percorre de 09 à 12 km, oferecendo picolé e quando aproxima-se as corridas, treina indo e vindo, na estrada de São João do Sabugi à Ipueira. “Faço o treino indo e voltando até Ipueira, que corresponde a 20 km quando soma ida e volta”, confirma.
Durante o ano, o atleta integra as corridas da região, como a Corrida da Fogueira, em São João do Sabugi, Currais Novos e em cidades da Paraíba como Campina Grande e Patos. “De corrida oficial, pretendo ir neste ano para a Pampulha; novamente para a São Silvestre; Circuito da Caixa, em Fortaleza, CE; Meia Maratona e Circuito Filho, em João Pessoa, PB. Ainda tenho o sonho de participar da Maratona de New York, em novembro de 2009, como sabugiense, seridoense e potiguar. Quero destacar que é importante o incentivo para que as crianças pratiquem esporte. A criança no Esporte não se envolve com drogas nem com violência”, diz ele.
Sobre a convivência com outros atletas, ele afirma que são muitos os participantes que divulgam a cultura e a arte de seu lugar e todos eles são respeitados e prestigiados pelos renomados atletas, brasileiros e estrangeiros. “Tive oportunidade de conversar com as quenianas, fiquei bem próximo a elite brasileira como Franco Caldeira, a brasileira Lucélia e eles nos incentivam”, conclui.

Anna Jailma - jornalista e blogueira

Nenhum comentário: