sábado, 29 de março de 2008

Minha terra tem coqueiro gêmeo






Coqueiros gêmeos são raridade, mas, em São João do Sabugi tem. Fiquei sabendo graças a Edgar Medeiros, "Edgar Januário", que conhece São João do Sabugi como a palma da mão.
O coqueiro gêmeo de nossa terra é localizado na Rua José Permínio. Consiste em um só tronco para duas copas, em formato de "estilingue"; inclusive, ambas as copas estão cheias de cocos. Uma raridade, uma beleza!
Pesquisando pela net, obtive notícias de outros coqueiros gêmeos. No site http://www.galeria.brfoto.com.br/ o fotógrafo Antonio Preggo, de Caruaru, Pernambuco, comenta sobre coqueiro gêmeo localizado na Praia de Diogo Lopes, aqui no Estado do Rio Grande do Norte. Segundo ele, o coqueiro raro fica próximo do Restaurante do Rancho. Outra notícia sobre coqueiros gêmeos, encontrei no Portal de Boipeba, na Bahia, http://www.boipeba.org/ informando sobre o coqueiro de duas copas. Segundo o autor do texto, Kleberson Kavalo, o "coqueiro-gêmeo" de Boipeba, BA, é ponto turístico, visitado constantemente por turistas.
Procure conhecer e divulgar que esta raridade existe também aqui, na terra da gente, no pequeno príncipe São João do Sabugi.
Nossa terra tem palmeiras onde canta o sabiá, tem a Serra do Mulungu, é a terra da música, tem o raro coqueiro gêmeo! É como diz a música "abençoado por Deus e bonito por natureza...Mas, que beleza!".


Fotografias: Anna Jailma
Anna Jailma - jornalista e blogueira


4 comentários:

Zuli disse...

Oi Jailma, que alegria que você postou essa foto de um caso raríssimo. Edgar é cada dia mais fantástico! Lá em São Paulo, driblando doença, nos dá mais esta contribuição. O coqueiro é uma espécie (Cocus nucifera)que só tem uma gema apical. Se essa gema é destruída, o coqueiro morre. Só muito raramente, e deve ser o caso dessa planta, a gema apical sendo destruida, as gemas que produziriam as folhas, transformam-se em gemas apicais e o milagre acontece com a bifurcação da estirpe. Parabéns pelas belas fotos. Zuli

Zuli disse...

Por favor, onde leram estirpe, leia-se estipe. Estirpe refere-se ao tronco do caule.

ANNA JAILMA - annajailma@yahoo.com.br disse...

Zuli,
Muito obrigada pelo enriquecimento do conteúdo publicado e pela sua visita ao blog. Volte sempre!
Edgar é um grande conhecedor de nossa São João do Sabugi e sinto-me lisonjeada pelas constantes informações que ele transmite, para valorização deste blog.

Boipeba disse...

O lugar é lindo, Boipeba é fantástico, Boipeba é maravilhoso, conheci as lindas praias deste lugar e adorei, visitem Boipeba, vale a pena conhecer essa ilha maravilhosa, Em Boipeba não deixe de conhacer o vilarejo de Velha Boipeba.
Vivo aqui em Boipeba,faz cinco anos.