domingo, 16 de março de 2008

A semelhança entre árvores e mulheres

Foto (Anna Jailma): a árvore coração, árvore mulher, está um pouco depois do Itans, lado direito, no sentido Caicó-São João. Um encanto na paisagem.
Recebi via e-mail, linda mensagem homenageando as mulheres, de autoria de Herberto Palmeira, o "Beto de Maria Ilza Brito". A mensagem foi lida na Igreja Matriz, em 08 de março, no Dia Internacional da Mulher. Eu não estava presente na celebração, mas, minha mãe Ermita Lucena comentou que ficou encantada com a mensagem, que destaca a semelhança entre a mulher e a árvore. Maria Ilza, gentilmente me enviou a mensagem e agora divulgo no À Flor da Terra, para nosso encantamento.
Anna Jailma - jornalista e blogueira



Homenagem ao Dia Internacional da Mulher


Autor: Herberto Palmeira


As mulheres são como as árvores: elas fincam raízes no solo dos nossos corações, têm paciência e capricho com o próprio crescimento, seus braços são poderosos e, ao abraçá-las, nossos espíritos recebem renovadas energias. Elas amam e cuidam dos seus frutos, mesmo sabendo que um dia o mundo os levará para longe. Outras mulheres são como as árvores que não dão frutos, mas oferecem sua sombra àqueles que necessitam de descanso.
Quando açoitadas por fortes ventos da vida, elas emanam o perfume da força, trazendo calma por mais assustadora que seja à noite. Seus corações assim como suas folhas voam alto o suficiente para escutarem mais de perto os recados do céu. Elas oxigenam as ruas das cidades, as avenidas, os acostamentos de estradas, as beiras de rios e até as matas. Elas entendem o canto dos passarinhos e, mais do que ninguém valorizam e protegem seus ninhos. Suportam melhor a solidão e as dificuldades da vida. Elas nascem em maior número para que o verde da esperança jamais empalideça.
Todas as mulheres são árvores e sem elas o mundo não teria cor. As mulheres assim como as arvores dão sustentação à sobrevivência humana. As árvores e as mulheres tão cantadas em versos e prosas sendo fontes de inspiração aos poetas e os paisagistas. As mulheres de incontestável bravura lembram as árvores da caatinga que sobrevive mesmo na adversidade.
Algumas mulheres lembram espécies de árvores. Quem não reconhece a semelhança entre plantas e algumas mulheres em nosso convívio? Mulheres que abrigam e alojam lembram frondosas árvores. Mulheres que alimentam e curam assemelham-se às plantas que além de fornecer seus frutos colaboram com nossa flora farmacêutica. Enquanto pode-se dizer que a mulher tem charme à planta tem porte, a mulher tem beleza à planta nobreza, a mulher sensualidade a planta aroma, a mulher tem simpatia à planta sombra, a mulher tem graça à planta harmonia, a mulher tem carisma à planta atração, a mulher tem ternura a planta frescor.
As flores das plantas assim como as mulheres embelezam e perfumam nosso mundo. As flores das plantas irradiam a glória e a beleza de Deus-Mãe, pois assim ela caminha sobre a terra em cada mulher. Assim como as mulheres às plantas levam em seu ventre o poder de perpetuar a espécie, ou seja, conduz a semente sagrada que provê a vida.
Mulher! Não te deixes corromper pela futilidade e mediocridade do mundo, pois o homem em seu afã de poder está destruindo as nossas florestas, como fez com as 129 operárias têxteis norte-americanas. Aumenta ainda mais tua força, aprendendo as virtudes dos homens, mas nunca os vícios. A regeneração do mundo depende de ti, pois tens o poder de moldar o caráter de um ser, desde o teu ventre e por toda a sua vida.

Nenhum comentário: