sábado, 31 de maio de 2008

"Tem anjos voando neste lugar/No meio do povo e em cima do altar..."









Ocorreu hoje, a última novena de maio deste ano, contando com presença de muitos fiéis, ocupando toda a Igreja Matriz; inclusive, com muitas pessoas vestidas de branco, uma tradição que persiste em nosso mês de maio. Pe Janilson Alves celebrou a novena, havendo durante a celebração exposição do Santíssimo Sacramento e ao final, uma justa homenagem a Lica de Jesus, que por muitos anos foi responsável pelos anjos de maio e abrilhantou a novena com sua voz; principalmente cantando "Ave Maris Stella/Dei mater alma..."
Nossa Igreja Matriz repleta de anjos, com cestas de flores, nos lembrava a música cantada por Pe. Marcelo Rossi: "Tem anjos voando neste lugar/No meio do povo e em cima do altar/Subindo e descendo em todas as direções/Não sei se a igreja subiu ou se o céu desceu/Só sei que está cheio de anjos de Deus/Porque o próprio Deus está aqui/Quando os anjos passeiam a igreja se alegra/Ela canta, ela chora, ela ri e congrega..."
No altar-mor, Nossa Senhora estava ladeada pelos anjos iluminados por uma luz azul, parecendo refletir do céu. E a novena iniciou com o canto tradicional "A nós descei divina luz...em nossas almas acendei o amor, amor de Jesus..."
Quando no final da celebração, é anunciado a coroação, os fiéis permanecem emudecidos, com olhos e ouvidos atentos, direcionados para o altar. De todo o templo ouvimos o canto angelical, que nos conduz a todas as novenas de maio de hoje e de outrora: "Ò Virgem pura, maternal e boa/Entrelaçadas vão nesta coroa/As nossas almas, pequeninas rosas/Que ao teu olhar se tornam mais viçosas.../Que ao teu olhar se tornam mais viçosas..." e o templo cobre-se de flores:
"Flores e flores e flores, ó Maria/Cuja glorificação/Nesta noite de alegria/Enche os nossos corações..."
Não há como não lembrar dos anos 80, quando eu cheia de cachos jogava flores em Nossa Senhora. Minha maior preocupação era com a quantidade de flores. Quanto mais flores coubesse na cesta melhor...Se pudesse levar num balaio certamente eu ficaria mais satisfeita...

Fotografias: Anna Jailma.

Anna Jailma - jornalista e blogueira

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Pe. Lucena é nomeado Bispo Diocesano de Guarabira, PB


Na manhã de hoje foi anunciado em toda a Diocese de Caicó, que o Pe. Francisco de Assis Dantas de Lucena foi nomeado Bispo Diocesano de Guarabira, no Estado da Paraíba. A Ordenação Epíscopal de Pe. Lucena será dia 17 de agosto, na Catedral de Sant’Ana em Caicó e a posse como Bispo Diocesano, será dia 31 de agosto, na Catedral de Nossa Senhora da Luz, em Guarabira, PB.
Atualmente a Diocese de Guarabira é administrada por Dom Jaime Vieira Rocha, Bispo Diocesano de Campina Grande, PB. Na Ordenação Episcopal de Pe. Lucena, estarão presentes bispos diocesanos dos Estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas; sendo que os bispos ordenantes são: Dom Heitor de Araújo Sales, Arcepisbo em Natal; Dom Jaime Vieira Rocha, Bispo Diocesano de Campina Grande e Dom Manoel Delson, Bispo Diocesano de Caicó.
Pe. Lucena é natural de Jardim do Seridó e ordenou-se sacerdote em 1991, inclusive na época foi o primeiro filho de Jardim do Seridó a tornar-se padre. Hoje toda a Diocese comemora sua nomeação como Bispo, pois, ele também é o primeiro sacerdote da nossa Diocese que torna-se Bispo Diocesano. Entre as muitas atuações na Diocese de Caicó, Pe. Lucena foi Pároco em Jardim do Seridó, Pároco em Jardim de Piranhas, Reitor do Seminário Santa Cura D’Ars, Presidente do Departamento Diocesano de Ação Social, Coordenador da Cúria Diocesana, Vigário paroquial em São Fernando, Administrador paroquial da Paróquia Sangue de Cristo no Rio de Janeiro, RJ, Pároco de São José do Seridó, Coordenador da Comissão Diocesana de Ministérios e Vocações, Articulador da Comissão Regional Nordeste II para os ministérios ordenados e a vida consagrada, administrou a Diocese de Caicó antes da determinação de um Bispo para nossa Diocese, é professor de Direito Canônico na Faculdade de Teologia Cardeal Eugênio Sales, membro do Colégio de Consultores, membro do Conselho Presbiteral, Assistente Espiritual das Religiosas da Diocese em Caicó e Pároco de São Francisco de Assis, em Lagoa Nova.
Em entrevista divulgada pela Rádio Caicó, Pe. Lucena declarou que está tranqüilo por ter a certeza que está atendendo um chamado de Deus. “Recebi a notícia com muita emoção e tranqüilidade. Estou tranqüilo porque primeiramente rezei muito e sei que foi um chamado de Deus. Vou para Guarabira como enviado de Deus”, disse Dom Lucena.
Pe. Lucena visitou nossa Paróquia, em diversas ocasiões, inclusive, durante o período que administrou a Diocese de Caicó, antes da chegada do Bispo Diocesano Dom Manoel Delson. É reconhecido por todo o povo seridoense, pela sua dedicação aos trabalhos da Diocese, gentileza no tratamento com o povo de Deus, vocação sacerdotal, firmeza nas ações e na fé.
Parabéns Dom Lucena! Que Deus o abençoe e o ilumine na caminhada.
Fotografia: Anchieta França
Anna Jailma - jornalista e blogueira

Mais Bela Voz Católica acontece em Caicó em junho


Haverá concurso de Mais Bela Voz Católica, em Caicó. As inscrições acontecem até o próximo dia 30, no Centro Pastoral Dom Wagner, com Dalva Dantas, integrante do grupo Shalom. As inscrições são grátis, mas, é necessário que cada concorrente leve um músico para acompanhá-lo com instrumento.
Estou torcendo para que tenha muitos participantes e espero sinceramente, que sabugienses participem. Temos muitos talentos na música.
O evento será dia 1º de junho ao lado da Catedral de Sant’Ana e os três primeiros classificados, serão premiados. Será um grandioso evento, revelando talentos da nossa região Seridó e o melhor, com músicas que levam a palavra de Deus, músicas que alimentam a alma com bons sentimentos, sobretudo, com o amor de Deus.
Vamos prestigiar!



Anna Jailma - jornalista e blogueira

terça-feira, 27 de maio de 2008

Forúm do UNICEF ocorreu hoje em São João
















Nesta terça-feira, dia 27, ocorreu Forúm Comunitário do UNICEF, no Centro de Treinamento Eunice de Assis Fonseca, para avaliação das políticas públicas direcionadas para crianças e adolescentes. A avaliação destas políticas públicas é realizada pela sociedade civil organizada, de forma, que estavam presentes os representantes de diversos segmentos: agentes de saúde, professoras, pastor evangélico, mães de família, direção de escolas, membros de conselho escolar, membros de associações rurais e sindicato, líderes de classe estudantil, adolescentes, comerciante, jornalista, representante de PSF, representante da Pastoral da Criança, representante do administrador paroquial, membros de conselho tutelar, delegado de polícia, vereador do município e diversos outros representantes da sociedade em geral.
O cerimonial foi realizado pelo turismólogo Egnaldo Medeiros. Houve pronunciamento do prefeito municipal Dr. Elísio Galvão, da Secretária de Ação Social Fátima Bezerril, da Assistente Social Ângela Paiva e da mediadora do UNICEF, Ileuma de Aquino, que esteve presente presidindo o Forúm Comunitário. Em seguida, houve apresentação artística de adolescentes do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI, que apresentaram a dança carimbó.
Para explanação sobre as questões em avaliação e votação das opções, apenas os representantes da sociedade civil organizada permaneceram no Centro de Treinamento.
O Forúm iniciou às 8h e foi concluído às 12h, conforme determinação do UNICEF. Conforme a pesquisa quantitativa, que refere-se aos dados oficiais e a pesquisa qualitativa, que inclui a avaliação do Forúm Comunitário, o município de São João do Sabugi concorre ao Selo do Unicef 2008 – Município Aprovado; que é um reconhecimento internacional, concedido a municípios do Semi-árido brasileiro, que alcançaram importantes melhorias na qualidade de vida de crianças e adolescentes.
Fotografias: Anna Jailma

Anna Jailma - jornalista e blogueira

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Artista da Terra VI - Manoel Felipe Nery


Chamado pelos músicos de Filipim, e de Menezim, pelos sobrinhos, Manoel Felipe Nery, ou “Tio Felipe” como eu o chamava, integrou a Filarmônica Honório Maciel, desde a sua fundação, tocando bombardino e trombone, posteriormente assumindo a regência e tornando-se exímio maestro. Dedicado a música, Manoel Felipe era compositor e foi professor de música em São João do Sabugi e em Ouro Branco.
Constituiu família com Severina, com quem teve uma filha, Mina, já falecida. Viúvo, casou-se com Maria do Carmo, da cidade de Ouro Branco, com quem teve 10 filhos. Morou em Ouro Branco, onde transmitiu seu conhecimento sobre música; inclusive, a filarmônica daquela cidade tem seu nome: Filarmônica Manoel Felipe Nery.
Após 16 anos de vivência em Ouro Branco, retornou para nossa terra, São João do Sabugi. Na época escreveu a letra da música “Voltei a Minha Terra”, numa referência ao desejo de voltar a nossa São João do Sabugi; onde permaneceu até o último de seus dias.
Tio Felipe é lembrado pelos que conviveram com ele pela sua sabedoria na música e sua grandiosa característica, a paciência. Não havia nada que desmontasse aquele semblante de paz. Mesmo nas tempestades da vida, ele era bonança. Como maestro, como pai, como ser humano, Tio Felipe sempre foi sinônimo de calmaria, tranqüilidade e humildade. Sábio de coração, ele transmitia seus conhecimentos com todo amor, porque o grande sábio é aquele que multiplica seu talento, que planta o que aprendeu, rendendo bons frutos.
Lembro-me que se o encontrasse duas, três, dez vezes ao dia, todas as vezes eu dizia “minha benção, Tio Felipe” porque eu sentia sua benção como algo especial. Tio Felipe era a paz e bem, o Gandhi do meu Sabugi.
Hoje, 26 de maio, é data de seu aniversário. Aqui ele permanece vivo na música e em muitos de seus discípulos, que com ele aprenderam os primeiros solfejos. Já não posso dizer-lhe parabéns, então, digo "saudades, eternas saudades..."


Anna Jailma - jornalista, blogueira e sobrinha-neta de Manoel Felipe Nery

Monsenhor Agripino é homenageado em Caicó

Em 29 de maio, próxima quinta-feira, Monsenhor João Agripino Dantas, de 83 anos de idade e 58 anos de sacerdote, recebe homenagem em solenidade da Câmara de Vereadores de Caicó pela sua atuação como sacerdote e educador na região Seridó. O evento ocorre às 8h e várias pessoas da nossa cidade irão comparecer.
O blog À Flor da Terra parabeniza Monsenhor João Agripino pela sua vida sacerdotal e pelo seu exemplo como educador do Seridó. Aos vereadores de Caicó, parabéns pela iniciativa.
BREVE HISTÓRICO - Monsenhor João Agripino nasceu em 1924, em Cruzeta, numa família de cinco filhos, sendo que dois faleceram ainda crianças. O menino João e suas duas irmãs iniciaram seus estudos em Cruzeta, sendo que ele encantou-se com as letras, através do ensino de sua mãe; que em casa, o alfabetizou, até que ele pudesse ingressar no ensino primário da época. Os três irmãos ingressaram na vida religiosa, sendo que Olympia e Estanislava ingressaram na Congregação das Filhas do Amor Divino, na década de 1940 e João Agripino, ordenou-se padre na Basílica de São João de Latrão, em Roma, no ano de 1950.
Em Roma, Pe. Agripino aprofundou seu conhecimento em Teologia, na Pontifícia Universidade Gregoriana, entre 1946 e 1950. Sua vivência em Roma permitiu convívio com colegas de setenta e cinco nações; favorecendo a troca de conhecimentos sobre os mais diversos assuntos. Além da Itália, Monsenhor Agripino conheceu Portugal, Espanha, França, Bélgica, Suíça, Alemanha, Itália, Turquia, Egito, Jordânia, Israel, Grécia, África do Sul, Angola, México e Estados Unidos da América. Além de Teologia, ele estudou Sociologia Pastoral, no Centro Internacional para a Formação Social do Clero, em Roma. Em Caruaru, PE, cursou Letras, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras; e em Recife, capital pernambucana, cursou Filosofia na Universidade Católica. Além disso, vários outros cursos foram concluídos; principalmente cursos da área pedagógica, sendo priorizados os cursos relacionados à Língua Portuguesa e Latim. Também integrou estudos parapsicológicos no Centro Latino-Americano de Parapsicologia, em São Paulo.
Como educador sempre foi reconhecido como exímio educador, de profunda sabedoria, sobretudo tratando-se da Língua Portuguesa e Latim. Monsenhor João Agripino foi professor no Ginásio Diocesano Seridoense, antigo GDS, hoje CDS; no Seminário Santo Cura D’Ars, Colégio Normal de Caicó, Colégio Comercial de Caicó, e Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, no Campus de Caicó.
Monsenhor Agripino chegou em São João do Sabugi em agosto de 1967, atendendo nossa comunidade como Pároco da Paróquia de Nossa Senhora do Ó, em Serra Negra do Norte, que incluía as cidades de Serra Negra, São João do Sabugi e Ipueira. No ano de 1996, precisamente na data de seu aniversário, em 09 de novembro, foi fundada a Paróquia de São João Batista e ele foi o primeiro pároco da nossa Paróquia, permanecendo hoje como Pároco Emérito. Além de São João do Sabugi, Monsenhor João Agripino ou simplesmente Pe. Agripino, como é chamado pelos sabugienses, foi vigário em Jucurutu, auxiliar do pároco da Catedral de Sant’Ana, de Caicó, atendendo as cidades de Jardim de Piranhas, Timbaúba dos Batistas, São Fernando, Lajinhas e Palma.
Monsenhor João Agripino, permanece residindo na nossa pacata São João do Sabugi, terra por ele escolhida como seu porto seguro. E nós, sabugienses, nos sentimos privilegiados por isso.

Foto: Anchieta França
Anna Jailma - jornalista e blogueira

Blog da Paróquia de São João Batista está no ar!

Foto: Dercílio Morais
A Paróquia de São João Batista criou o blog http://www.paroquiasjs.blogspot.com/ para divulgar os eventos religiosos e trabalhos realizados no âmbito de toda a paróquia.
Atualmente o blog conta com as primeiras postagens publicadas, tendo iniciado com mensagem do administrador paroquial Pe. Janilson Alves de Oliveira.
Na Festa de São João Batista deste ano, a Paróquia já conta com mais esta forma de divulgação e valorização de nossa festa maior, a festa do padroeiro, o São João em São João.
Parabéns ao Pe. Janilson por mais esta iniciativa louvável!



Anna Jailma - jornalista e blogueira

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Arraiás do nosso São João em São João

Foto: Dercílio Morais - Quadrilhas do nosso São João

Neste ano, a programação destaca Arraiá da Ipueirinha, Arraiá do Novo Horizonte e Arraiá do Príncipe, além da quadrilha do bloco carnavalesco Bad Boys. O bloco carnavalesco Virou Mania também marca presença nos festejos juninos com animada quadrilha, que percorre as ruas da cidade.
As quadrilhas levam o povo sabugiense às janelas e calçadas, ao Espaço de Eventos onde ocorre o tradicional Casamento Matuto. As quadrilhas enchem de festa todo o ambiente, enaltecem e dão vida ao São João em São João.
Peço aos coordenadores de quadrilhas juninas que ainda estejam recebendo nomes dos casais, que entre em contato comigo para divulgarmos telefones de contato para participação dos arraiás. Assim, os sabugienses que residem em outras cidades, mas estarão em São João no período junino, poderão participar de mais este momento junino da nossa festa maior – a Festa de São João Batista.


Anna Jailma - jornalista e blogueira

Programas das Festa do Padroeiro estão impressos

Programa religioso

Foto-Dercílio Morais: O glorioso padroeiro São João Batista

Foto - Dercílio Morais: Nosso clima junino
A programação religiosa e social da Festa de São João Batista foi impressa e já encontra-se na terra de São João Batista. Neste ano, por orientação do bispo diocesano Dom Manoel Delson e do administrador paroquial Pe. Janilson, temos dois programas, sendo um religioso e outro social.
No programa religioso, sobressai a imagem do São João do Príncipe, de outrora, cortejando a Serra do Mulungu, majestosa. O coordenador da Secretaria Municipal de Cultura e Lazer, Dercílio Morais está divulgando a programação dos festejos em honra ao padroeiro.
A mensagem do administrador paroquial, Pe. Janilson Alves de Oliveira, traduz o entusiasmo dos devotos de São João Batista em celebrar com júbilo a festa do padroeiro, o agradecimento pela chuva que banhou nosso Rio Sabugi e vestiu de verde a Serra do Mulungu, fala sobre a fé que move montanhas, a fé que conduziu São João Batista – o precursor:

“... A fé nos faz crer em realidades que ainda não vemos nem tocamos, em coisas que ainda não temos nem possuímos, mas de que já cremos ser herdeiros. Foi esta fé que levou São João Batista a pregar no deserto, preparando os corações dos crentes para receberem o Cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo.”

“...Temos a grata satisfação de louvar a Deus pelos inúmeros benefícios que Ele ricamente nos favoreceu, traduzidos pelas chuvas derramadas sobre nosso sertão. Nós nos alegramos com a cheia do Rio Sabugi, com a Serra do Mulungu, verde e exuberante – como uma noiva que se enfeita para as núpcias – com os campos férteis, com as ruas decoradas, com os filhos ausentes que se achegam para rever os familiares, amigos e conhecidos. Nós nos alegramos, enfim porque sentimos um clima diferente no ar. Sentimos uma atmosfera divina de Festa, é a Festa de São João Batista. A 'Festa de Junho', chegou.”


A programação religiosa registra abertura oficial da festa, às 17h, em 14/06, com Procissão, palavras de abertura e hasteamento da bandeira. Após a abertura, será realizado o Jantar de São João Batista, ao lado da Igreja Matriz, organizado pelo Clube das Samaritanas.
As novenas ocorrem de 15 à 23 de junho, às 19h, havendo presença de sacerdotes da Diocese, todas as noites. Na manhã do dia 15, é celebrada Missa às 7h30. Nos dias 17, 18, 19, 21 e 23, haverá Missa na Igreja Matriz, às 6h30. Dia 19 acontece Hora da Graça ao meio-dia; dia 20 haverá Missa dos Enfermos às 9h. Dia 22, Missa Dominical às 7h30 e Missa das Crianças às 9h30.
Em 16/06, é a Festa do Agricultor, o agradecimento pela boa colheita, pelo inverno cheio de bonança. Acontece passeata, às 9h, com agricultores conduzindo a colheita pelas ruas da cidade, com as associações rurais conduzindo carroças enfeitadas com frutos do campo. Em seguida é celebrada a Missa do Agricultor na Igreja Matriz.
Dia 24/06 ocorre encerramento da Festa de São João Batista com Missa Solene, às 10h, presidida presidida pelo Revmº Bispo Diocesano Dom Manoel Delson. Ao meio-dia acontece o Almoço de São João Batista, seguido de Leilão, sob organização do Conselho Paroquial e Econômico. Não consta local do Almoço de São João Batista, mas, acredito que será no Espaço de Eventos, como no ano anterior.
A Procissão de Encerramento será às 16h30, seguida de benção do Santíssimo Sacramento, palavra de agradecimento e descida da bandeira.
O coordenador da Secretaria Municipal de Cultura e Lazer, Dercílio Morais está divulgando a programação dos festejos em honra ao padroeiro. O blog À Flor da Terra agradece o recebimento da programação, para divulgação.
Que a fé em São João Batista ilumine nossos corações e nossas ações!
Anna Jailma - jornalista e blogueira

Programa Social dos festejos juninos

Foto:Danilo Medeiros- As Rainhas de nossos festejos

Foto: Dercílio Morais - "Olhe pra o céu meu amor/ veja como ele está lindo..."

Foto: Dercílio Morais - Auto de São João Batista será dia 24/6
Programa Social


O programa social da Festa de São João Batista está impresso e registra os festejos sociais de 14 à 24 de junho, envolvendo vaquejada, quadrilhas, Noite Cultural, Festa da Rainha, Feirinha de São João Batista, Auto de São João Batista, o tradicional Jantar , a Festa do Agricultor e muito forró em 10 dias de festejos.
A mensagem do Prefeito Municipal Dr. Elísio Galvão enfatiza a satisfação do reencontro entre amigos e familiares, entre os que aqui estão e os que chegam. É o reencontro, a alegria do abraço mais forte e caloroso, que acontece em cada São João em São João – o melhor do sertão:


Em junho, São João é só festa, é só alegria, é reencontro de velhos e novos amigos, é abraço familiar. Temos a honra de convidar Vossa Senhoria e familiares a virem participar do melhor São João do Sertão, aqui em São João do Sabugi, RN.” (Dr. Elísio Galvão – Prefeito Municipal)

Programação confirmada no Programa Social:
14/06 – Bolão de Vaquejada e Jantar de São João Batista
15/06 – Forró dos Idosos ( forró pé-de-serra) e Quadrilha do bloco carnavalesco Bad Boys
16/06 _ Dia do Agricultor – Show com Assisão e Banda Aryaxé
17/06 – Arraiá da Ipueirinha – festa com Boanerges e Banda
18/06 – Noite Cultural Sabugiense
19/06 – Arraiá do Novo Horizonte – festa com Caravana do Forró
20/06 - Arraiá do Príncipe e festa com Forrozão Valeu Boi e Banda Aryaxé
21/06 – Festa da Rainha – às 21h e festa com bandas Telengo-Tengo e Flor da Pele
22/06 – Feirinha de São João Batista – às 22h e festa com Max & Banda Estrelar e Forrozão Ferro na Boneca
23/06 – Festa com Elvandro e Banda, Solteirões do Forró e Trio Aruanda
24/06 – Auto de São João Batista na Igreja Matriz – festa com Cowboys Fora da Lei, Cinzeiro de Motel e Markinhos Carrêra & Banda Sakulejo.

Deu vontade de dançar forró e baião? Então, apareça no nosso São João!

Anna Jailma - jornalista e blogueira

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Corpus Christi














Na noite de hoje, além da novena de maio,ocorreu Missa e Procissão de Corpus Christi.
Logo antes de subir os degraus da Matriz, os fiéis surpreendiam-se pela decoração no chão do adro da Igreja. A Igreja estava repleta de paroquianos e percebe-se grande quantidade de pessoas usando branco, uma tradição que permanece viva entre os sabugienses durante todo o mês de maio.
A procissão prosseguiu pelas principais ruas da cidade, com o Santíssimo Sacramento conduzido pelo Pe. Janilson Alves de Oliveira, no palium. O seminarista Raul rezava e cantava, junto aos fiéis. Houve significativa participação, contando principalmente com integrantes das associações religiosas como Apostolado da Oração e Legião de Maria, além dos coroinhas, anjos de maio e Ministros da Eucaristia.
É tradição antiga que os moradores das ruas, por onde o Santíssimo passa em Procissão, ornamentem as janelas com toalhas brancas, crucifixo, flores, imagens sacras e velas; fazendo uma saudação ao Santíssimo Sacramento. Neste ano, registramos a casa de Zé Romão, onde Zeneide Lucena preservou a tradição, saudando a passagem do Santíssimo na Avenida Honório Maciel.
Após a Procissão, houve benção do Santíssimo Sacramento no patamar da Igreja Matriz.
Fotografias: Anna Jailma

Anna Jailma - jornalista e blogueira

Zélia Gattai partiu no sábado

Foto (divulgação): Zélia e Jorge viveram um amor eterno
Foto Ag. O Globo: "Continuo achando graça nas coisas, gostando cada vez mais das pessoas, curiosa sobre tudo, imune ao vinagre, às amarguras, aos rancores..." Zélia Gattai

No último sábado, partiu Zélia Gattai, eterna namorada de Jorge Amado. Zélia despediu-se da terra, em Salvador, Bahia, e foi cremada. As cinzas de Zélia, assim como de seu Jorge Amado, estão aos pés da mangueira, na Casa do Rio Vermelho, em Salvador; onde conversavam horas a fio...
Militante comunista, Zélia Gattai era viúva de Jorge Amado, e partiu com 91 anos bem vividos. Com Jorge Amado construiu uma família de dois filhos – João Jorge e Paloma – além de muitos livros. Cabia a Zélia o trabalho de revisar e corrigir os textos do esposo escritor, um dos mais lidos no Brasil e no mundo.
O amor entre Zélia e Jorge Amado assemelha-se ao amor sólido descrito em romances e poesias. Eles eram companheiros, cúmplices e eternos admiradores um do outro. Autora de Anarquistas, Graças a Deus, Zélia Gattai integrava a Academia Brasileira de Letras, ocupando o lugar de seu Jorge (muito) Amado, sendo conhecida pelos seus treze livros, de cunho autobiográfico e familiar.
Estive em Salvador, Bahia, no ano de 2002, ocasião em que tive oportunidade de conhecer acervo de obras literárias de Jorge Amado e Zélia Gattai. O povo baiano refere-se a Salvador como “Terra da Felicidade” e descreviam Zélia como “uma senhora feliz, uma autêntica moradora da Terra da Felicidade, de bem com a vida e com todo mundo”.
Um comentário de Zélia traduz este sentimento de “bem com a vida”: “"Continuo achando graça nas coisas, gostando cada vez mais das pessoas, curiosa sobre tudo, imune ao vinagre, às amarguras, aos rancores..."
Os filhos do casal, pretendem transformar a Casa do Rio Vermelho em memorial, homenageando seus pais.
Que Zélia e Jorge Amado encontrem uma mangueira frondosa para continuarem as conversas poéticas, no plano superior.



Anna Jailma - jornalista e blogueira

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Caravana Ecológica despede-se de São João











Encerrou-se hoje a visita da Caravana Ecológica em São João do Sabugi. Foi um sucesso!
Com muita criatividade e alegria, a equipe da Caravana Ecológica, sob coordenação de Potyra Pinheiro, realizou contação de histórias, teatro e oficinas de arte com as crianças e adolescentes do município; inclusive, confeccionando brinquedos. Além disso, a Central de Atendimento esteve a disposição do público todos os dias, em tenda montada na praça pública e o Cinema na Praça alertou os adultos sobre a necessidade de ações urgentes em prol do meio ambiente.
Diante da contação de histórias, as crianças ficaram encantadas com a magia e o encantamento do teatro. Todas as noites, o Espaço de Eventos da praça pública, permaneceu lotado diante do Cinema na Praça; que apresentou produções nacionais, com artistas renomados como Fernanda Torres, Paulo José, Camila Pitanga e tantos outros.
O curso de capacitação para os professores plantou a semente do saber em torno do meio ambiente, de forma que os educadores estão aptos a multiplicar a educação ambiental, transmitindo o tema em sala de aula.
No Espaço de Eventos, o olhar atento das crianças comprova o sucesso da Caravana Ecológica. São João do Sabugi agradece o empenho da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e de toda a equipe da Caravana Ecológica.
Fotografias: Anna Jailma


Anna Jailma - jornalista e blogueira