quinta-feira, 22 de maio de 2008

Zélia Gattai partiu no sábado

Foto (divulgação): Zélia e Jorge viveram um amor eterno
Foto Ag. O Globo: "Continuo achando graça nas coisas, gostando cada vez mais das pessoas, curiosa sobre tudo, imune ao vinagre, às amarguras, aos rancores..." Zélia Gattai

No último sábado, partiu Zélia Gattai, eterna namorada de Jorge Amado. Zélia despediu-se da terra, em Salvador, Bahia, e foi cremada. As cinzas de Zélia, assim como de seu Jorge Amado, estão aos pés da mangueira, na Casa do Rio Vermelho, em Salvador; onde conversavam horas a fio...
Militante comunista, Zélia Gattai era viúva de Jorge Amado, e partiu com 91 anos bem vividos. Com Jorge Amado construiu uma família de dois filhos – João Jorge e Paloma – além de muitos livros. Cabia a Zélia o trabalho de revisar e corrigir os textos do esposo escritor, um dos mais lidos no Brasil e no mundo.
O amor entre Zélia e Jorge Amado assemelha-se ao amor sólido descrito em romances e poesias. Eles eram companheiros, cúmplices e eternos admiradores um do outro. Autora de Anarquistas, Graças a Deus, Zélia Gattai integrava a Academia Brasileira de Letras, ocupando o lugar de seu Jorge (muito) Amado, sendo conhecida pelos seus treze livros, de cunho autobiográfico e familiar.
Estive em Salvador, Bahia, no ano de 2002, ocasião em que tive oportunidade de conhecer acervo de obras literárias de Jorge Amado e Zélia Gattai. O povo baiano refere-se a Salvador como “Terra da Felicidade” e descreviam Zélia como “uma senhora feliz, uma autêntica moradora da Terra da Felicidade, de bem com a vida e com todo mundo”.
Um comentário de Zélia traduz este sentimento de “bem com a vida”: “"Continuo achando graça nas coisas, gostando cada vez mais das pessoas, curiosa sobre tudo, imune ao vinagre, às amarguras, aos rancores..."
Os filhos do casal, pretendem transformar a Casa do Rio Vermelho em memorial, homenageando seus pais.
Que Zélia e Jorge Amado encontrem uma mangueira frondosa para continuarem as conversas poéticas, no plano superior.



Anna Jailma - jornalista e blogueira

Nenhum comentário: