quarta-feira, 25 de junho de 2008

PROCISSÃO DE ENCERRAMENTO DOS FESTEJOS E DESCIDA DA BANDEIRA

































A Procissão de Encerramento dos festejos em honra a São João Batista, aconteceu na tarde desta terça-feira, dia 24, iniciando às 16h30. A Procissão de São João levou uma multidão as ruas da cidade, sendo esta a maior procissão dos últimos anos em São João do Sabugi.
Os acordes da Filarmônica Honório Maciel emocionavam a multidão, que cantando e chorando, seguia São João com devoção. No carro de som, que pela primeira vez integrou a procissão, estava o Ministério de Música O Profeta, que cantava no percurso: "...o povo de Deus/no deserto andava/ e a sua frente, Jesus caminhava..."
Entre os fiéis, crianças que fizeram a Primeira Eucaristia nos festejos do padroeiro, neste ano; as associações religiosas como Legião de Maria, Apostolado da Oração, Equipe de Nossa Senhora.
Pe. Janilson Alves e Pe. Everaldo Lucena, estavam presentes e emocionados com a forte presença do povo de Deus. Na Igreja Matriz, a multidão aplaudiu São João Batista e houve benção do Santíssimo Sacramento.
O administrador paroquial Pe. Janilson Alves agradeceu a todos que se envolveram e integraram a Festa de São João Batista. Sob acordes da Filarmônica Honório Maciel, o candidato a Diácono Permanente, Egnaldo Medeiros, realizou a descida da bandeira, enquanto, emocionados, os fiéis acenavam com lenços de São João Batista, cantando o hino do padroeiro: "...Vós que gozais na glória/De Deus trino a presença/Recebei as nossas preces/ E atendei-as sem detença..."


Fotos: Anna Jailma e Ana Karla
Anna Jailma - jornalista e blogueira

2 comentários:

Dalva disse...

Jailma, adoro as suas imagens e a " coisas" que você escreve. Elas são muito expressivas. Somente você para enxergar tão longe... coisas que nossos olhos " míopes " não enxergariam sem a sua ajuda. Elas tocam a alma e o coração, os olhos ? ...estes ficam extasiados com tão belas imagens. Parabéns.

ANNA JAILMA - annajailma@yahoo.com.br disse...

Muitíssimo obrigada, Dalva. Nossa terra têm uma beleza expressiva, singular, que vem da essência.

Abraço.