domingo, 10 de agosto de 2008

Dia dos Pais

Eu e meu pai, presença constante na minha vida, pelas nossas semelhanças (que são muitas), pelo seu exemplo de vida e pela saudade, que é constante.

Para todos os pais, em especial ao meu pai João Ursulino (in memorian), dedico a música "Meu querido, meu velho, meu amigo", de Roberto e Erasmo Carlos. Feliz Dia dos Pais!!!


Meu querido, meu velho, meu amigo

Esses seus cabelos brancos, bonitos, esse olhar cansado, profundo
Me dizendo coisas, um grito, me ensinando tanto, do mundo...
E esses passos lentos, de agora, caminhando sempre comigo,
Já correram tanto, na vida,
Meu querido, meu velho, meu amigo
Sua vida cheia de histórias, e essas rugas marcadas pelo tempo,
Lembranças de antigas vitórias ou lágrimas choradas ao vento...
Sua voz macia me acalma e me diz muito mais do que eu digo
Me calando fundo na alma
Meu querido, meu velho, meu amigo
Seu passado vive presente, nas experiências contidas,
Nesse coração consciente, da beleza das coisas da vida.
Seu sorriso franco me anima seu conselho certo me ensina,
Beijo suas mãos e lhe digo
Meu querido, meu velho, meu amigo
Eu já lhe falei de tudo,
Mas tudo isso é pouco
Diante do que sinto...
Olhando seus cabelos tão bonitos,
Beijo suas mãos e digo

"Meu querido, meu velho, meu amigo..."




Anna Jailma - jornalista e blogueira

2 comentários:

Anônimo disse...

Geraldo de Caicó
A foto de vocês, trouxe lembranças de seu pai.Como já deixei dito em outros comentários, o bem que seu pai tinha por vc, e, o engraçado Jailma, era a forma de tratamento carinhoso. Jailma minha filha!Muito bom. Tempo bom esse vivido aí em São João. Parabéns aos nossos pais por também serem amigos da terra.Final do ano estarei por aí.Abraços.

ANNA JAILMA - annajailma@yahoo.com.br disse...

Obrigada Geraldo.
Gosto muito de suas visitas aqui no blog. Em dezembro virá ao sertão? Que bom! Desde já, seja muito bem-vindo. E parabéns pelo seu dia dos pais.