domingo, 30 de novembro de 2008

Dia do Músico - 22 de novembro

Filarmônica Honório Maciel, em outrora...
Os irmãos músicos: da esquerda pra direita, Sebastião Cristino, José Isidoro (vovô), Manoel Felipe e Francisco Aurélio. Sentados, João Batista e Egídio Nestor

Filarmônica Honório Maciel

Filarmônica Recreio Caicoense, de Caicó RN,
sob a regência do sabugiense Totó Medeiros.

O sabugiense Urbano Medeiros,
reconhecido como um dos melhores saxofonistas do mundo

Filarmônica Eco da Terra, de João Câmara, RN,
sob a regência do sabugiense Ubaldo Medeiros

O Dia do Músico foi comemorado dia 22 de novembro, que é Dia de Santa Cecília; padroeira dos músicos.
Para todos os sabugienses o Dia do Músico é especial, afinal, a música corre nas veias do nosso povo...Deveria ser incluso no calendário de eventos da cidade, uma grande festa, reunindo filarmônicas da região nesta data...É uma idéia que surgiu agora; enquanto escrevia esta mensagem...
Todos nós somos movidos pelos acordes e temos a capacidade de se deixar embalar pelo som da boa música. Temos um coração que se irmana e se emociona ao som de dobrados, valsas, marchas...Sobretudo, temos uma história de vida com trilha sonora, e os artistas são gente da terra da gente.
Parabéns à todos os músicos, em especial, aos músicos sabugienses.
Fontes:
Canção Nova -
Enciclopédia Livre Wilkipédia:
Ordem de Santa Cecília:

Anna Jailma - jornalista e blogueira.

Oração do Músico

Senhor, Jesus Cristo, Somos notas diferentes na mesma pauta do Reino de Deus.
Nós Te Louvamos por este tempo de pausa, de silêncio.
Lembramos que a quietude de Tua mãe, Maria, permitiu que ela respondesse, sim! E a Canção se fez gente, e habitou no meio de nós (Jo 1,14).
Temos timbres diferentes e exatamente por isso podemos cantar a trinitária harmonia dos acordes da fé, da esperança e do amor.
Que possamos unir nossas diferenças para que a canção seja mais santa e mais bela. Sabemos que na vida há acidentes.
Mas não nos deixes cair na desafinação.
Que possamos ouvir a voz uns dos outros, seguindo as Tuas orientações e movimentos, nosso maestro maior!
Alerta-nos para que saibamos obedecer os sinais de expressão: Desde o pianíssimo e oculto serviço da composição, até a fortíssima visibilidade de nossa canção nos Meios de Comunicação.
Acima de tudo nós Te pedimos: Lembra-nos que a clave é quem dá o nome, a altura e o significado de tudo o que cantamos.
E a nossa clave és Tu, Sol nascente, Luz do Alto, que veio nos ensinar a profetizar pela canção, com os olhos para o alto e com os pés firmes no chão.
De todas as verdades És o supremo cantor.
Senhor Jesus, Nossa boca cantará o ritmo do Teu coração.
Unidos cantaremos a Tua eterna canção de Amor.
Amém!

Consciência Negra - 20 de novembro


Quero ainda comemorar o Dia da Consciência Negra, que foi dia 20 de novembro. E a mensagem para lembrar a data vem através da Oração Negra que encontrei; enquanto navegava, nas páginas da internet.
Rezemos...

Anna Jailma - jornalista, blogueira e negra.


ORAÇÃO NEGRA
Por Bispo Pedro Casaldáliga

Deus sempre negro e até branco às vezes,
Deus de todas as cores e de nenhuma cor,
Proximidade fraterna em Jesus de Nazaré
E sempre mistério insondável:
Concede ao Povo Negro desta nossa Afroamérica
E da África Mãe
E de todo o Mundo
A perseverante lucidez de seus ancestrais
E a teimosa resistência de seus lutadores e mártires,
Para conquistarem plenamente seus direitos
Como pessoas e como Povo;
E concede-nos a todos
De todas as cores
Uma infinita negra solidariedade
Axé, Amém, Aleluia!

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Ditado de Palavras...

Os vencedores do Ditado de Palavras: Juscelino, que pretende ser matemático; Ana Caroline e Naara Karla, que pretendem atuar na Medicina.


Fiz agora uma viagem para a época de estudante nas primeiras séries...Quem nunca fez um ditado de palavras na escola? Eu adorava e agora estou revivendo isso com o quadro Ditado de Palavras apresentado pela Rádio Caicó AM.
A Rádio Caicó, trouxe o ditado de palavras para dentro do estúdio, no Programa Muito Mais Você, apresentado por Suerda Medeiros e Juca Bala. Pelas ondas do rádio, em todos os recantos, as pessoas integram o ditado, escrevendo em casa e analisando o próprio desempenho na Língua Portuguesa... Minha mãe Ermita está acompanhando o ditado todas as quartas-feiras de lápis e papel na mão.
Durante três semanas, 21 crianças e adolescentes de escolas públicas de Caicó participaram da disputa. A última eliminatória do Ditado de Palavras ocorreu na última quarta-feira, dia 26.
Foram três eliminatórias e agora, três participantes estão classificados para a grande final; que acontece na próxima quarta-feira, dia 03 de dezembro.
O quadro Ditado de Palavras tem semelhança com o Soletrando apresentado na Rede Globo, no Programa do Luciano Huck. Há um sorteio de palavras e na presença dos professores, pais, apresentadores do programa e colegas, o participante escreve a palavra sorteada e lê, sendo em seguida, avaliado pelos professores. Quem escrever mais palavras, corretamente, vence!
O ganhador da grande final, vai levar para casa um computador ofertado pela Infotec e Slup.
Estão classificados para a final: Ana Caroline da Silva, de 11 anos, que estuda o 6° ano da Escola Estadual Edmund Kagerer; Naara Karla da Silva, de 13 anos, que estuda o 8° ano da Escola Estadual Manoel Fernandes Jorge e Juscelino Pereira de Araújo, de 14 anos, que cursa o 9° ano da Escola Estadual Zuza Januário.
O Ditado de Palavras é um sucesso! A iniciativa tem objetivo de valorizar a dedicação aos estudos e principalmente, o conhecimento da Língua Portuguesa.
Para quem quiser ouvir a grande final do Ditado de Palavras, na próxima quarta-feira, dia 03, via internet, aqui vai o link: http://www.radiocaico.com.br/


Anna Jailma - jornalista e blogueira.
Foto: Juca Bala - cedida por F. Gomes

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Chuvas fortes já causaram 97 mortes em Santa Catarina







No Estado de Santa Catarina, 78 mil pessoas tiveram que deixar suas residências, devido as fortes chuvas dos últimos dias.
A Defesa Civil informou que desde o fim de semana, foram registradas 97 mortes no Estado, em conseqüência das chuvas e 19 pessoas estão desaparecidas. Dezessete helicópteros colocados à disposição da coordenadoria-geral de operações aéreas da Defesa Civil levaram cerca de 15 toneladas de mantimentos e água potável para áreas atingidas pelas chuvas no Vale do Itajaí, que é uma das regiões mais prejudicadas.Os rastros da enxurrada cobrem 30% do território de Santa Catarina e segundo o governo estadual, em dois dias de operação, foram feitas 145 viagens até os pontos de distribuição.
Como vários hospitais foram atingidos pela enxurrada, os pacientes são levados para Florianópolis, capital do Estado, e para reforçar o atendimento, no fim de semana, o Exército vai erguer um hospital de campanha no Vale do Itajaí.
O presidente Lula já foi até o Estado de Santa Catarina de helicóptero e assinou uma Medida Provisória liberando 1 bilhão de reais para a recuperação de um terço do Estado de Santa Catarina, região atingida por enchentes e deslizamento de barreiras.

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos: net

Sabugienses residentes em Florianópolis falam sobre as chuvas em Santa Catarina

Rilma Mariz e esposo
Marinalda Alves e filha
Marinalda Alves e o esposo Damião, ambos sabugienses, residentes em Santa Catarina


O Estado de Santa Catarina está passando por um período de fortes chuvas, causando alagamentos, desabamentos e mortes; além de outros prejuízos para os habitantes.
Algumas pessoas de São João do Sabugi residem em Santa Catarina, precisamente na capital, Florianópolis e em contato com Marinalda Alves e Rilma Mariz, sabugienses que residem na capital catarinense, foi possível obter informações sobre os sabugienses que lá residem.
Marinalda informou que uma barreira muito grande caiu em direção ao centro de Florianópolis; de forma que o centro está interditado, dificultando o trânsito; mas, afirma que todos os sabugienses de seu círculo de amizades, residentes em Santa Catarina, estão bem.
"Devido uma queda de queda de barreira muito grande em direção ao centro, o trânsito está difícil no centro. É preciso desviar por outro local e o centro está interditado, então, estamos levando até 3 horas para chegar ao trabalho. Mas isso não é nada, comparado as dificuldades de cidades alagadas e pessoas desabrigadas; sem comida e água. A Rilma Mariz mora pertinho de mim e também está bem. Todos os sabugienses que moram aqui estão bem. As enchentes estão ocorrendo com maior intensidade em outros locais do Estado", tranqüiliza Marinalda Alves.
Sobre o clima, a sabugiense afirma que a temperatura não está muito baixa. Segundo ela o clima está agradável.
Marinalda Alves é filha de Antônio Medeiros, conhecido como Antônio Rato, e seu esposo é Damião, também sabugiense, filho de Maria de Nelson.
Depois do contato com Marinalda, Rilma Mariz, também sabugiense, que reside em Florianópolis. falou que há dois meses chove direto e já foi a locais onde houve desabamento. "Graças a Deus, estamos todos bem. Há dois meses que chove direto. Mas é uma tristeza, o que acontece, principalmente em Blumenau, Ilhota e outros Municípios. Estamos fazendo arrecadações de roupas, comidas, etc...Ontem houve o desmoronamento na Ilha. Fica próximo ao meu trabalho e na última segunda-feira, na hora do almoço fui lá ver. Cheguei a ver uma pedra enorme no meio da pista. Na terça encontraram um motorista de caminhão, embaixo de uma pedra. Meu colega de trabalho conseguiu ver. Coisa que só se ver em filme e estamos vendo ao vivo..."disse Rilma Mariz, que é irmã de Bagai e filha de D. Luzia e Sr. Nilton Mariz.

Anna Jailma - jornalista e blogueira

Fotos - cedidas

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

100 Anos de Monsenhor Walfredo...


Caicó e região Seridó festeja os 100 anos de Monsenhor Walfredo Gurgel, no período de 01 à 06 de dezembro.
A programação dos festejos é ampla e transmite a história de vida do saudoso Monsenhor Walfredo; que permanece enaltecido, vivo e admirado na memória do povo seridoense e potiguar.
Dentro da programação está o Seminário 100 Anos de Walfredo, de 03 a 05 de dezembro, que apresenta as conferências “Walfredo, o padre”, “Walfredo, o político”; e “Walfredo, o educador”. Os conferencistas são os renomados José Celestino Galvão, professor e colega de Mons. Walfredo Gurgel no sacerdócio; Agnelo Alves, jornalista e correligionário do Governador Walfredo Gurgel; e José Lucas de Barros, poeta e ex-aluno do Mons. Walfredo Gurgel no antigo GDS, hoje CDS.
Monsenhor Walfredo, além de sacerdote e educador, foi político; inclusive, governador do Rio Grande do Norte. Sua história é perpetuada pelas virtudes de seu caráter exímio tanto como sacerdote, quanto como educador e político.
Segue programação, que me foi gentilmente enviada por Padre Gleiber Dantas de Melo, segundo padre da Família Dantas das Oiticicas, família de Monsenhor Walfredo Dantas Gurgel.
Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto: layout oficial do evento - cedido



PROGRAMAÇÃO
Centenário “Monsenhor Walfredo Dantas Gurgel”


Dia 01/12 - segunda-feira -
19h30 - Na Casa da Cultura Popular, de Caicó:
Abertura Oficial do Centenário de Nascimento de Monsenhor Walfredo Gurgel.
Lançamento da Revista “MONSENHOR” e Abertura da Exposição Fotográfica.
Noite da Cultura com Apresentação da Filarmônica Recreio Caicoense, do
Clube de Trovadores do Seridó e dos Violeiros do Seridó.

Dia 02/12 - terça-feira-
5h – Na Praça Monsenhor Walfredo Gurgel:
Alvorada com a Filarmônica Recreio Caicoense, girândolas de fogos e o repicar dos Sinos da Catedral de Sant’Ana.
9h - Plenário Inácio Bezerra, Câmara Municipal:
Sessão Solene com presença de autoridades políticas, religiosos e familiares do Monsenhor Walfredo Gurgel.
Pronunciamento do Dr. José Daniel Diniz, sobrinho e ex-assessor político.
19h - Catedral de Sant’Ana:
Missa em Ação de Graças, celebrada pelo Bispo Diocesano de Caicó, Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, OFMCap.
Lançamento do Selo Postal e Aposição de Placa Comemorativa.

Dia 03/12 - quarta-feira –
19h - Centro Pastoral Dom Wagner:
Abertura do Seminário “100 ANOS DE WALFREDO”.
Conferência: WALFREDO, O PADRE.
Conferencista: José Celestino Galvão – professor e colega de Mons.Walfredo Gurgel no sacerdócio.
Presidente da Mesa: Pe. Gleiber Dantas de Melo – segundo padre da
Família Dantas das Oiticicas.

Dia 04/12 - quinta-feira-
17h Colégio Diocesano Seridoense:
Aposição de Placa Comemorativa.
19h Centro Pastoral Dom Wagner:
Segunda noite do Seminário “100 ANOS DE WALFREDO”.
Conferência: WALFREDO, O POLÍTICO.
Conferencista: Agnelo Alves – jornalista, correligionário do Governador Walfredo Gurgel.
Presidente da Mesa: Dr. Francisco de Assis Medeiros – prefeito de Caicó no Governo Monsenhor Walfredo.
Presença do Senador Garibaldi Alves Filho – Presidente do Senado, correligionário do Governador Walfredo Gurgel.

Dia 05/12 - sexta-feira-
19h - Centro Pastoral Dom Wagner:

Encerramento do Seminário “100 ANOS DE WALFREDO”.
Conferência: WALFREDO, O EDUCADOR.
Conferencista: José Lucas de Barros – poeta e ex-aluno do Mons. Walfredo
Gurgel no antigo GDS; hoje Colégio Diocesano Seridoense, CDS.
Presidente da Mesa: Monsenhor Ausônio Tércio de Araújo – atual Diretor do Colégio Diocesano Seridoense.

Dia 06/12 – sábado -
10h - Catedral de Sant’Ana:
Missa em Ação de Graças pela Família Dantas das Oiticicas, celebrada pelo Bispo Diocesano de Caicó, Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, OFMCap.
12h – Clube Pingo d’Água:
2º Encontro da Família Dantas das Oiticicas, até 22 horas.


REALIZAÇÃO:
Diocese de Caicó,
Paróquia de Sant’Ana,
Colégio Diocesano Seridoense,
Associação do Ex-Aluno,
Prefeitura de Caicó
e Família Dantas das Oiticicas.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Sentimentos do milho...


Neste final de semana, por ocasião da confraternização da Filarmônica Recreio Caicoense, de Caicó, RN, conheci a Oração do Milho, de Cora Coralina.
Transcrita pelo artista Jonas Tito, a oração estava no alpendre da casa da Chácara de Aparecida Medeiros e Sarinho, onde houve a confraternização nos dias 22 e 23 de novembro.
Deixo aqui a Oração do Milho, para conhecimento dos leitores do blog.
Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto: Hercílio

Oração do Milho


Senhor, nada valho!
Sou a planta humilde dos quintais pequenos e das lavouras pobres.
Meu grão perdido por acaso, nasce e cresce na terra descuidada.
Ponho folhas e hastes e se me ajudardes, Senhor, mesmo planta de acaso solitária, dou espigas e devolvo, em muitos grãos, o grão perdido inicial, salvo por milagre, que a terra fecundou.
Sou a planta primária da lavoura, não me pertence a hierarquia tradicional do trigo e de mim não se faz o pão alvo universal.
O Justo não me consagrou o pão da vida, nem lugar me foi dado nos altares, sou apenas o alimento forte e substancial dos que trabalham a terra onde não vinga o trigo nobre; sou de origem obscura e de ascendência pobre, alimento dos rústicos e animais de jugo.
Quando os deuses da Hélade corriam pelos bosques coroados de rosas e espigas; quando os hebreus iam em longas caravanas buscar na terra do Egito o trigo dos faraós; quando Rute respigava cantando nas searas de Booz e Jesus abençoava os trigais maduros, eu era apenas o Bró, nativo das tabas ameríndias.
Fui o angu pesado e constante do escravo na exaustão do eito,
Sou a broa grosseira e modesta do pequeno sitiante, sou a farinha econômica do proletário,
Sou a polenta do imigrante e a miga dos que começam a vida em terra estranha,
Alimento de porcos e da triste mula de carga, o que me planta não levanta comércio, nem avantaja dinheiro,
Sou apenas a fartura generosa e despreocupada dos paióis,
Sou o cocho abastecido donde rumina o gado,
Sou o canto festivo dos galos na glória do dia que amanhece,
Sou o cacarejo alegre das poedeiras à volta dos seus ninhos,
Sou a pobreza vegetal agradecida a vós, Senhor, que me fizeste necessário e humilde.
Sou o milho!


(Cora Coralina)

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Rádio Caicó saiu do ar devido sabotagem nos transmissores

A Rádio Caicó esteve fora do ar a partir do amanhecer de hoje, devido sabotagem nos transmissores. A Rádio chegou a ficar fora do ar por cerca de quase 5 horas, a partir das 4 horas da manhã.
A programação inicia às 4 horas com o programa de F Silva. Logo nesse horário foi percebido que o programa não estava indo ao ar; então, funcionários foram verificar o que aconteceu, na casa onde permanecem os transmissores.
Chegando lá, detectaram que quatro fios de energia elétrica tinham sido cortados. A fiação liga um poste à casa onde estão os transmissores.
A direção da emissora não sabe a quem atribuir o ato criminoso, mas o fato foi comunicado às polícias Civil e Militar, para que as providências cabíveis sejam tomadas.
A Rádio Caicó voltou ao ar depois da Cosern fazer a religação do sistema elétrico,e mesmo após o conserto, já ocorreu falha na transmissão. O problema está sendo verificado para devida correção.
Anna Jailma - jornalista e blogueira

Caicó apresenta sua concorrente a Miss RN 2009








Caicó já escolheu sua representante para o concurso de Miss RN 2009, que acontece em março.
A Miss Caicó 2009 é Larissa Layerr Oliveira de Medeiros, caicoense, filha do casal Francisco das Chagas de Oliveira e Maria Oliveira. Ela tem 1,75 de altura e 58kg, e estuda o 3° ano do Ensino Médio no Colégio CUCA de Caicó.
O concurso de Miss RN 2009, será dia 10 de março em Natal; contando com transmissão da Rede Bandeirantes de Televisão. A organização do evento tem a responsabilidade de George Azevedo, colunista do conceituado jornal Tribuna do Norte.
A belíssima Miss Caicó conta com apoio da Prefeitura Municipal de Caicó, do deputado Álvaro Dias e dos vereadores Nildson Dantas e Raimundo Inácio.
Larissa veste Depozzito Boutique, Nira Vest e Couro Fino e contou com a impecável produção da cabeleireira Marina Alfredo e Herberson.



Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos: Danilo Medeiros

Maria vai à imprensa, na busca pelo seu pai.


A costureira Maria do Socorro Gonçalves, conhecida em São João como “Maria de Raimunda”, está a procura de seu pai Manoel Gonçalves do Nascimento, que ela viu pela última vez quando tinha 3 anos de idade, em Caicó.
Maria procurou ontem o jornal Diário de Natal e hoje sua história amanheceu em destaque nas páginas do jornal impresso, bem como, na Internet. Ela não sabe se seu pai está vivo, mas tem esperança de encontrar parentes.
Na matéria divulgada no Diário, ela explica que em 1949 seu pai e sua mãe, Raimunda Pereira Neves casaram-se no civil, mas, se separaram cinco anos depois, quando Maria tinha três anos e seu irmão Gilson, quatro anos. Depois da separação, seu pai foi morar em Natal e a mãe dela ainda chegou a ir na capital, com os dois filhos crianças, mas não conseguiram encontrá-lo e voltaram para Caicó; retornando para a terra de sua mãe, nossa São João do Sabugi, onde Dona Raimunda, conhecida como Raimunda de Tonico, criou os filhos trabalhando como lavadeira de roupa.
As únicas informações concretas que Maria tem sobre seu pai é que ele nasceu no município de Esperança, na Paraíba em 10 de dezembro de 1920, e estaria com 87 anos atualmente. Manoel Gonçalves foi policial militar entre os anos de 1945 e 1955 e atuava no município de Caicó.
Na entrevista ao Diário de Natal, Maria deixa claro que sua intenção é rever seu pai e conhecer sua família, e não está cobrando nada. Ela ainda acrescenta que sente-se sozinha, porque sua mãe e irmão morreram, ela também separou-se do esposo, que hoje mora em São Paulo e seus dois filhos já são casados. “Tenho meus filhos, mas estão casados. Minha mãe e meu único irmão já são falecidos. Sou sozinha no mundo, e queria muito conhecer meu pai. Caso ele não esteja mais vivo, quero conhecer meus possíveis irmãos, sobrinhos, e outros parentes”, afirmou Maria.
Quem tiver alguma informação sobre o Sr. Manoel Gonçalves do Nascimento, ou de algum familiar dele, deve entrar em contato com Maria do Socorro ou Fátima, através dos números: (84) 3223-4614 ou 8839-0314.
Maria também fez um apelo à Polícia Militar do Estado, para que, caso possua em seus arquivos alguma informação de seu pai, ex-policial, entre em contato.



Anna Jailma - jornalista e blogueira

Foto: DN Online

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Urbano Medeiros apresenta novo site na net!

Foto cedida - Uma fotografia especial, do novo site: Urbano Medeiros e sua muito amada Regina Álvares Medeiros.
Passei por aqui hoje, especialmente para divulgar o novo site de Urbano Medeiros: http://www.urbanomedeiros.com/
O site tem downloads de MP3 para você baixar músicas gratuitamente; além de constar biografia do músico sabugiense, discografia, orações, livro de autoria de Urbano, entrevistas concedidas em meios de comunicação, palestras realizadas por ele em áudio, vídeos divulgados no youtube, fotografias, e outras informações que transmitem o seu trabalho.
Aos 8 anos, Urbano Medeiros já tocava instrumentos na nossa São João do Sabugi e desde esta época ele vem trilhando a caminhada de homem dedicado a boa música, que leva mensagem de paz e bem, ao mundo inteiro. Um trabalho gerado em São João do Sabugi, que ganhou o mundo à fora, inclusive, sendo reconhecido no Exterior.
Destaco aqui uma fotografia especial que consta no site: Urbano Medeiros e sua muito amada esposa, Regina.
Vale a pena navegar pelo site.


Anna Jailma - jornalista e blogueira.

domingo, 16 de novembro de 2008

A Viagem no Tempo, com Pery Lamartine...

A lembrança de Pery Lamartine...
...percorre cenários de São João...

...nas festas da terra sabugiense, com gente da terra da gente...


Recebi via e-mail, uma mensagem do Sr. Hiperides Lamartine, escritor de Serra Negra do Norte, RN, residente em Natal, onde ocupa a 33ª cadeira da Academia Brasileira de Letras do Rio Grande do Norte.
Sr. Pery Lamartine esteve em agosto, visitando São João do Sabugi, quando veio em cavalgada que homenageava Juvenal Lamartine; inclusive, no À Flor da Terra divulgamos um pouco da história de Juvenal Lamartine, assim como, poesia de Pery Lamartine e fotografias que marcaram a passagem da cavalgada em terra sabugiense ( para quem quiser rever, está no arquivo de agosto deste blog).
Para minha grata surpresa, recebi email do nobre escritor, onde ele cita que conheceu o blog através de um filho que reside em Minneápolis, nos Estados Unidos, e encantou-se com a Serra do Mulungu. Ele ainda destaca que é primo dos filhos do Sr. Basílio Gorgônio, inclusive, corresponde-se constantemente com Ivan Gorgônio, residente aqui em São João.
Na oportunidade, Pery Lamartine, me encaminhou linhas escritas sobre memórias que ele guarda da década de 30; quando freqüentava festas sabugienses, como amigo de José Geraldo Moura da Fonseca, irmão dos saudosos José Honório e José da Penha.
Segue a crônica feita pelo Sr. Pery depois de reencontrar o amigo José Geraldo, casualmente, em Natal; onde residem.
Deleite-se com a viagem no tempo, transportando-se, de "carona", no pensamento de Pery Lamartine - o cavaleiro, o poeta, o escritor e sobretudo, o sertanejo do Seridó.

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto de Pery - Dercílio Morais
Fotos antigas: Enoque Pereira/arquivo de Ermita Lucena

SÃO JOÃO DO SABUGI

Encontrei Zé Geraldo no caixa do Supermercado. Quando me viu, deixou Alicinha na fila e veio estar comigo. Um "papo" agradável sobre a vida em São João, dos anos 30, do "nosso tempo" dizia ele. Voltou ao Caixa para pagar a conta, aí aproveitei e segui empurrando o carrinho das compras.
Enquanto caminhava entre as "ruas" do Supermercado o pensamento evadiu-se e voltou-se para aquele distante período, de quando éramos meio criança e meio adolescente, em São João do Sabugi, que nos deu tantas boas recordações.
Para mim, que sou dos antigos da região, Zé Geraldo é a imagem daquela localidade. O meu conhecimento com ele vem desde a nossa infância, quando eu morava em Serra Negra e não perdia as festas animadíssimas daquela cidade sertaneja. Ele, bem novo ainda, já participava da banda de musica dirigida pelo seu irmão mais velho. Eu, filho de fazendeiro em Serra Negra, cujas festas eram mais voltadas para os católicos fervorosos e adultos, a alternativa era ir para São João, onde eu podia encontrar os meus avós Zuza Gorgônio e D. Nanú, meus tios Gorgônio Artur e Basílio com seu pelotão de filhos, mas só convivi com Kival, da minha faixa etária, e o casarão (Vila Nanú) bem na Praça principal, de frente ao local onde se realizavam as festas.
As Noites de São João, ajudadas pela época, muitos fogos de artifícios e toda natureza era favorável; o milho verde produzido nas fazendas fazia a alegria do povo assim como todo tipo de comida típica que iam desde a canjica, a imbuzada até ao doce seco grande guloseima que todos nós apreciávamos.
As quadrilhas bem animadas eram dançadas em plena praça pública com grande participação dos munícipes. Os artesãos apresentavam os seus produtos e os Quininos eram os mais admirados pelas miniaturas de animais domésticos, feitos com um canivete em pedaços de imburana.
O grupo musical da família de Zé Geraldo composto de seu irmão (Zé da Penha e outro cujo nome que não lembro), um moreno Atanázio, Luiz Massilon com o seu "sax", e outros, eram o responsável pelo sucesso da Festa.
São João era assim, uma pequena comunidade, 99 % classe média onde todos se conheciam e se respeitavam; algumas poucas pessoas se sobressaíam da população, D. Nanú e o velho Zuza meus avós, que moravam na Fazenda Timbaúba dos Gorgônios, município de Ouro Branco, mas freqüentadores de Caicó; Noé Lucena um empresário do algodão que enriqueceu e mudou-se para Natal.
Gente formada, na época, só existia Dr. João de Brito, advogado que também morava em Natal e finalmente o meu tio Gorgônio Artur formado em odontologia morador do casarão Vila Nanú.
Havia um certo individuo, solteirão, que durante os dias festivos, andava desfilando pelas ruas, rigorosamente com traje festivo, um relógio no bolso no colete, com uma corrente de ouro aparente, distribuindo galanteios para as jovens casadoiras da cidade; se não me engano ele começava a palrear dizendo: "cobra verde não me morda!..".(*) e seguia por aí.
Existia uma querela entre Serra Negra e São João por conta da Sede Municipal. Com a Revolução de 30 o governo central fazia tudo para desclassificar Serra Negra, a terra de Juvenal Lamartine, o governador banido do país. Uma das ações foi transferir a Sede Municipal de Serra Negra para São João e nomeando Zé Maria, que não perdia a oportunidade de nos alfinetar.
Chegaram até a levar a imagem de Nossa Senhora do Ó, a padroeira de Serra Negra, como se a santa participasse de política partidária. Quando a política virou, a sede municipal retornou ao seu lugar certo. Apesar deste mal estar entre as duas localidades, havia respeito mútuo e as festas sabugienses eram prestigiadas pelo povo serra-negrense.
Bons tempos aqueles, em que se respeitavam à cultura seridoense.

(*) - Posteriormente José Geraldo me informou o nome do "poeta." Era "Joaquim Batista de Lucena" e a quadra completa era assim: "Cobra verde não me morda / Aqui não tem curador / Nos braços das moreninhas / Eu morro e não sinto a dor."

Pery Lamartine
Em 17/out/2008

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Novo olhar...


O professor Josimar Araújo de Medeiros vai lançar amanhã, em São José do Seridó, o livro “Convivendo com a seca e combate à desertificação: novos olhares”.
O trabalho analisa conseqüências sociais e econômicas da seca no nordeste brasileiro, mostrando a relação do clima com a desertificação e as iniciativas dos governos, desde a época do império.
A obra destaca lições de vida da história do povo nordestino, com ensinamentos, sabedoria popular, exemplos de convivência com o semi-árido e compreensão da caatinga. Também são analisadas experiências sobre a convivência com a seca e o combate a desertificação existente aqui no Estado, relacionadas com educação ambiental e projetos de infra-estrutura, pensados e executados pelas associações comunitárias rurais da região.
Josimar Araújo é graduado em Geografia, mestre em Engenharia Sanitária e especialista em Bioecologia.
O lançamento será às 19 horas, amanhã, dia 13, no Centro Social da Paróquia de São José, em São José do Seridó.


Anna Jailma - jornalista e blogueira

Foto: Blog de F. Gomes

Escritor caicoense será homenageado pela Câmara Municipal de Caicó.

Ney Leandro de Castro
A Câmara Municipal de Caicó irá homenagear o escritor caicoense Ney Leandro de Castro, através de Decreto Legislativo do presidente Nildson Dantas (PR).
Ney Leandro de Castro é considerado um dos maiores autores contemporâneos do Rio Grande do Norte e irá receber uma Comenda de Honra ao Mérito Vila do Príncipe.
O escritor escreveu obras nas áreas de romance e poesia, como Era uma vez Eros (1993) e Diário Íntimo da Palavra (2000). Uma de suas obras mais conhecidas intitulada de As Pelejas de Ojuara (1986), conta a história do herói sertanejo mesclando humor e aventura.
A trama ganhou as telas do cinema em produção de Luiz Carlos Barreto com direção de Moacyr Góes, com título de "O Homem que Desafiou o Diabo" e as filmagens foram realizadas aqui na região Seridó.
Recentemente, em agosto deste ano, Ney de Castro relançou O Dia das Moscas, primeiro romance de sua autoria; que foi relançado durante o II Festival Literário de Natal, no Natal Shopping, em agosto deste ano.
O Dia das Moscas foi escrito na década de 80, quando ele atuava como publicitário no Rio de Janeiro e escrevia para o famoso Pasquim. Na época ele largou tudo e voltou para Natal com objetivo de escrever o romance. Depois, retornou para o Rio de Janeiro mas desde 2005 voltou a morar na capital potiguar, onde concluiu recentemente um romance político intitulado de "A Fortaleza dos Vencidos".

Fonte: Câmara Municipal de Caicó e página de Marcílio Medeiros, no site www.overmundo.com.br

Anna Jailma - jornalista e blogueira

Selo Unicef será entregue no Rio Grande do Norte dia 9 de dezembro.


O Comitê do "Pacto Mundo Melhor para Crianças e Adolescentes do Semi-Árido" esteve reunido na manhã de ontem, na SETHAS - Secretaria Estadual do Trabalho, Habitação e Assistência Social, para discutir a situação do Selo do Unicef, aqui no Estado.
Ficou definido que em 9 de dezembro será feita a entrega do Selo para as cidades aprovadas, com a presença da governadora Wilma de Faria.
Durante o encontro, a coordenadora de projetos do Unicef, Tati Andrade, apresentou propostas de homenagem dos municípios e destacou que, segundo o IBGE, o Rio Grande do Norte é o Estado do Nordeste com o menor percentual de crianças e adolescentes vivendo em situação de pobreza
O Selo Unicef é um projeto desenvolvido em onze estados do país, tendo como maior objetivo, incentivar os gestores municipais na implementação de políticas públicas voltadas para a criança e o adolescente.
Destacamos que São João do Sabugi está entre os municípios que concorrem a premiação aqui no Estado. Vamos aguardar o resultado e torcer por uma resposta positiva.


Anna Jailma- jornalista e blogueira

Classe Hospitalar do Hospital do Seridó tem o nome de uma sabugiense

Em Caicó, um projeto de extensão intitulado de “Cuidando da Criança Internada e de Seus Acompanhantes” gerou a Classe Hospitalar Sulivan Medeiros, que tem desenvolvido atividades de caráter pedagógico no Hospital do Seridó.
O projeto é mantido com apoio financeiro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, através do CERES e PROEX, além das doações de material feita pela comunidade e voluntários.
A classe hospitalar dispõe de brinquedoteca, cantinho de leitura voltado para literatura infantil, cantinho do artista para trabalhos artesanais e cantinho pedagógico, atendendo uma média de 400 crianças ao ano e contando com 14 voluntários, alunos do curso de Pedagogia e Matemática; que recebem orientação da Profª Drª Tânia Cristina Meira Garcia.
O coordenador da sala e idealizador do projeto Professor Anderson Clayton Duarte de Medeiros, acompanha, participa da avaliação e orienta o trabalho dos alunos voluntários.
A rotina da classe hospitalar envolve atividades de apoio escolar, recreação, leitura e teatro; no horário das 14h as 16h, de segunda à sábado.
Além de funcionar em Caicó, a classe hospitalar foi também implantada em Parelhas, no hospital Dr. José Augusto Dantas; onde tem o nome de Classe Hospitalar Dr. Sérvulo Azevedo Dias, também vinculada a UFRN/CERES sob a coordenação da mesma equipe.
SOBRE SULIVAN MEDEIROS - A SABUGIENSE: Vale destacar que Sulivan Medeiros que tem o nome na classe hospitalar do Hospital do Seridó, em Caicó, é natural de São João do Sabugi. Sulivan Medeiros nasceu em São João do Sabugi, no dia 25 de setembro de 1940, sendo filha de Xisto Quintino de Medeiros e Joana Massilon de Medeiros.
Do casal, nasceram nove filhos e aqui viveram até o ano de 1949. A partir daí moraram em Macaíba (RN), Souza (PB), Jucurutu (RN), Currais Novos (RN), Mina do Bonito e finalmente, Caicó.
Em 1962, Sulivan Medeiros estava com 22 anos e dedicou-se ao trabalho como costureira; trabalhando no ateliê das “Deodatos”. Nesse mesmo ano dedicou-se a capela de São José, hoje Paróquia, como catequista ao lado de Irmã Melânia e outras religiosas.
Em 1965 passou em concurso para trabalhar no SESP, dedicando-se de corpo e alma aos trabalhos de copeira na cozinha daquela Casa de Saúde.
Em 1969 com a implantação da Fundação Dr. Carlindo Dantas, Sulivan Medeiros foi convidada pelo Dr. Vivaldo Costa para trabalhar na pediatria ao lado de Dr. Valdemar Cordeiro Filho.
A partir daí dedicou sua vida aquela casa de saúde onde trabalhou no berçário e no centro cirúrgico, auxiliando médicos e parteiras; terminando seu trabalho como administradora na cozinha do hospital.
Nas horas vagas, Sulivan se dedicava aos trabalhos voluntários na comunidade caicoense, verificando pressão arterial, aplicando soro e injeção, dormindo em casa de pacientes, acompanhando a consultas médicas e fazendo curativos.
Algumas pessoas relatam que muitas vezes Sulivan angariava recursos e donativos para pessoas carentes que se internavam no Hospital do Seridó.
Em 19 de janeiro de 1987 aos 46 anos após uma sessão de quimioterapia quando recebia a visita de um padre e uma freira, Sulivan Medeiros faleceu sorrindo, vítima de Leucemia Aguda.
Está aqui registrado um testemunho de vida, de uma sabugiense que deixou exemplo de solidariedade e amor ao próximo, com espírito de total doação, enxergando todos como irmãos.
Anna Jailma - jornalista e blogueira

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Nossa Serra do Mulungu


Recebi hoje no meu e-mail, uma fotografia da majestosa Serra do Mulungu, que me foi enviada por Zildete Pereira de Araújo. Um ângulo diferente da Serra do Mulungu, um dos primeiros que vemos, quando nos aproximamos de São João do Sabugi.
A fotografia me lembrou a música dos Filhos d'Aldeia, "De Volta Pra Minha Serra", uma composição de Fernando Otz.
Quando o sabugiense, seridoense, nordestino está fora de seu ninho, está música é uma verdadeira viagem pela estrada de volta ao sertão nosso de cada dia...
Encantem-se com a Serra do Mulungu e embarquem na música "De Volta Pra Minha Serra"...



De Volta Pra Minha Serra
Canta Filhos D'aldeia
Composição: Fernando Otz

Já estou cansado de viver nessa cidade
Vou voltar pro interior
O intenso movimento aqui, me sufoca
Faz muito calor

Carros voando nas ruas
Pessoas desesperadas
Sem saber o que fazer
Vivem correndo contra o vento
Relógio marcando o tempo
Que tudo pode acontecer

Que tudo pode acontecer
E tudo que pode acontece
E tudo que pode acontece

(Bala perdida, assalto, escândalo, corrupção)

Vou voltar pra minha serra
Vou cuidar do meu roçado
Plantar arroz, milho e feijão

Vou convidar os meu amigos
Pra dançar nas noites belas
De São João

Fogueira, foguetes e balão
Xaxado, forró, xote e baião...



Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto: cedida por Zildete Araújo

domingo, 2 de novembro de 2008

Dia de Finados

Houve missa na Praça das Almas, ao lado do Cemitério, às 16h30
No cemitério, muita gente rezando e acendendo velas até o anoitecer...

Na missa, muitos fiéis compareceram, rezando pelos mortos...









"Eu sou nuvem passageira
Que com o vento se vai...
Eu sou como um cristal bonito
Que se quebra quando cai ...
Não adianta escrever meu nome numa pedra
Pois essa pedra em pó vai se transformar!
Você não vê que a vida corre contra o tempo ?!
Sou um castelo de areia na beira do mar... "
(Hermes de Aquino)

Anna Jailma - jornalista e blogueira

Fotos: Anna Jailma

Rádio Caicó irá sortear um carro com os ouvintes!

Lá vem a Filarmônica Recreio Caicoense com Sidney Silva transmitindo ao vivo...
Os dobrados fizeram a festa no amanhecer de 1º de novembro...

E a galera toda na maior animação...


O maestro Totó e a prima muito amada Maria Suzana Medeiros

Já ouviu falar em Alcilene, Maria José e a filha Bruninha, Gizelda, Lucineide e Anna Jailma?! Somos nós!

Olha o presentão aí genteee...

...o clima é de festa

F Silva nos festejos do amanhecer...

Juquinha fazendo um olhar 43...

F Gomes, Marcos Dantas, Suerda e Lucineide: todo mundo entrevistando e sendo entrevistado...



Precisamente as 4 horas da manhã de ontem, toda a equipe da Rádio Caicó estava presente no estúdio, em descontraído e animado clima de festa!
Os ouvintes chegaram a Rádio Caicó participando dos festejos e as 5 horas, os acordes da Filarmônica Recreio Caicoense anunciavam pelas ruas que o dia era especial, festivo!
A promoção grandiosa foi anunciada às 8 horas e a festança continuou, com entrevistas, mensagens e os cumprimentos de todos os clientes e ouvintes da preferida de todo Seridó, a Rádio Caicó - seridoense como você!
E agora divulgar a promoção pooodeee: A Rádio Caicó AM vai sortear com seus ouvintes um CARRO FIAT UNO FIRE ECONOMY FLEX, 2008/2009, COR PRATA BARI, ÁLCOOL E GASOLINA.
Os ouvintes têm 2 meses para participar da promoção. Basta enviar carta respondendo "Qual o nome dos clientes da Rádio Caicó que estão patrocinando o carro 0 km?"
A resposta correta, é: Novogás, Eletrocenter, Bonelaria Dantas, Panificadora Seridó, Otica Brilhante, Bolachas Samanaú, Casa Bela/Maré Mansa, Hiper dos Colchões, GlobalCell Claro, Jota Jorge Corretora, Ótica Rio e Drogaria Central.
Dentro do envelope o ouvinte deve colocar um cupom fiscal ou recibo de uma dessas empresas, datada entre 01 de novembro a 30 de dezembro de 2008. Para a Bolacha Samanaú, vale colocar qualquer embalagem da mesma.
O sorteio ocorre dia 31 de dezembro deste ano e o ganhador ou ganhadora já inicia o ano, num carro novinho em folha.
Os proprietários da Rádio, deputado federal João Maia e deputado estadual Vivaldo Costa anunciaram, em entrevista ontem, que a potência do transmissor da emissora irá aumentar para 5 quilowatts. Atualmente a Rádio Caicó AM funciona com apenas 1 kwhz e com o aumento irá alcançar quase todas as cidades do Rio Grande do Norte.
O resultado das nossas fotografias continua em suspense...E a festa continua...O sucesso também!
Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos: Anna Jailma.