quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Sabugienses residentes em Florianópolis falam sobre as chuvas em Santa Catarina

Rilma Mariz e esposo
Marinalda Alves e filha
Marinalda Alves e o esposo Damião, ambos sabugienses, residentes em Santa Catarina


O Estado de Santa Catarina está passando por um período de fortes chuvas, causando alagamentos, desabamentos e mortes; além de outros prejuízos para os habitantes.
Algumas pessoas de São João do Sabugi residem em Santa Catarina, precisamente na capital, Florianópolis e em contato com Marinalda Alves e Rilma Mariz, sabugienses que residem na capital catarinense, foi possível obter informações sobre os sabugienses que lá residem.
Marinalda informou que uma barreira muito grande caiu em direção ao centro de Florianópolis; de forma que o centro está interditado, dificultando o trânsito; mas, afirma que todos os sabugienses de seu círculo de amizades, residentes em Santa Catarina, estão bem.
"Devido uma queda de queda de barreira muito grande em direção ao centro, o trânsito está difícil no centro. É preciso desviar por outro local e o centro está interditado, então, estamos levando até 3 horas para chegar ao trabalho. Mas isso não é nada, comparado as dificuldades de cidades alagadas e pessoas desabrigadas; sem comida e água. A Rilma Mariz mora pertinho de mim e também está bem. Todos os sabugienses que moram aqui estão bem. As enchentes estão ocorrendo com maior intensidade em outros locais do Estado", tranqüiliza Marinalda Alves.
Sobre o clima, a sabugiense afirma que a temperatura não está muito baixa. Segundo ela o clima está agradável.
Marinalda Alves é filha de Antônio Medeiros, conhecido como Antônio Rato, e seu esposo é Damião, também sabugiense, filho de Maria de Nelson.
Depois do contato com Marinalda, Rilma Mariz, também sabugiense, que reside em Florianópolis. falou que há dois meses chove direto e já foi a locais onde houve desabamento. "Graças a Deus, estamos todos bem. Há dois meses que chove direto. Mas é uma tristeza, o que acontece, principalmente em Blumenau, Ilhota e outros Municípios. Estamos fazendo arrecadações de roupas, comidas, etc...Ontem houve o desmoronamento na Ilha. Fica próximo ao meu trabalho e na última segunda-feira, na hora do almoço fui lá ver. Cheguei a ver uma pedra enorme no meio da pista. Na terça encontraram um motorista de caminhão, embaixo de uma pedra. Meu colega de trabalho conseguiu ver. Coisa que só se ver em filme e estamos vendo ao vivo..."disse Rilma Mariz, que é irmã de Bagai e filha de D. Luzia e Sr. Nilton Mariz.

Anna Jailma - jornalista e blogueira

Fotos - cedidas

Nenhum comentário: