sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Choveu granizo no sertão!

Ontem a tarde choveu granizo na zona rural de Caicó e zona rural de São João do Sabugi.
Depois da chuva em Serra Negra do Norte que fez transbordar a Barragem Dinamarca, choveu granizo na Comunidade Manhoso, à 24 quilômetros de Caicó, por volta das 4 horas da tarde de ontem e no Sítio Quixeré, município de São João do Sabugi.
Conforme o líder comunitário Gilvan Costa, da Comunidade Manhoso, a chuva teve granizo e vento. Ele tem 42 anos e nunca tinha visto pedras de gelo caindo em telhados. A chuva lá foi de 15 milímetros e apesar do granizo e vento, não houve prejuízos; apenas o susto dos moradores.
Em São João do Sabugi choveu no período da tarde e à noite. Na cidade a chuva foi tranqüila e não houve granizo.
No Sítio Quixeré, pertencente a meus familiares, a chuva foi por volta das 15h30 de ontem e houve granizo. Entrei em contato com minha prima Gorete Assis, filha de tio Chagas e fui informada que na tarde de ontem, choveu por cerca de 30 minutos e as crianças do sítio brincaram com pedrinhas de gelo da chuva.
Ainda não tive informação sobre a quantidade de milímetros em São João e no Sítio Quixeré.
Para quem acredita na experiência do homem do campo, dizem que dia 08 de dezembro, Dia de Nossa Senhora da Conceição, corresponde a janeiro na previsão de chuvas; de forma que dia 09 é fevereiro, dia 10 é março e assim por diante.
Considerando esta experiência vai chover em março porque dia 10 foi a chuva de Serra Negra do Norte e região de Patos, na Paraíba; e em maio, porque ontem, dia 12, corresponde a maio. Será hein? Na verdade estou na torcida para a chuva começar logo neste mês e que venha com tranqüilidade, garantindo canjica, pamonha, milho verde, feijão verde, banho de açude e barragem, banho no rio Sabugi...Êtaaa...tudo isso é bom demaisss...
Anna Jailma - jornalista e blogueira

2 comentários:

Marcilio Medeiros disse...

Jailma,
Vamos torcer pela chuva, para que tenha tudo isso.
Abs

ANNA JAILMA - annajailma@yahoo.com.br disse...

Pois é, Marcílio!
E que nossa chuva seja de bonança e não de tempestade...Que o granizo não traga prejuízos.

Abraços.