quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Exposição destaca história de vida de Zé Ramalho




O renomado fotógrafo Aurílio Santos, famoso pelas fotografias que faz pelo sertão e vencedor de prêmios no Brasil e Exterior, está realizando exposição de fotografias de seu acervo, na cidade de São José de Brejo do Cruz, na Paraíba; homenageando o cantor e compositor Zé Ramalho.
A exposição acontece amanhã, dia 05 de dezembro, no Teatro Poeta João Dorico, no horário das 8h às 20h, sob organização do próprio fotógrafo Aurilio Santos; com objetivo de levar ao povo, a obra musical do cantor e compositor Zé Ramalho, propondo a valorização da memória do artista paraibano.
A exposição contém mais de 300 peças que pertencem a Aurílio Santos e são distribuídas em discos de vinil, revistas, livros, CDs, documentos, jornais , cartazes, clips, shows, entrevistas, fotografias antigas da família e outras atuais do artista; em shows, cordéis e outros.
O fotógrafo Aurilio Santos acredita que este acervo da Memória Musical de Zé Ramalho, é o 3º maior do pais, conforme consulta feita entre outros colecionadores e fã-clubes distribuídos em vários lugares do Brasil.
Zé Ramalho nasceu em Brejo do Cruz e aos 8 meses de nascido foi morar em São José de Brejo do Cruz, quando sua mãe Estelita Torres Ramalho, professora primária, foi nomeada para lecionar naquele lugarejo no Grupo Escolar Olívia Saraiva Maia.
Naquela cidade Zé Ramalho permaneceu até 1951, quando foi para Teixeira, Campina Grande e João Pessoa; enquanto a família Ramalho permaneceu em São José.
A mostra tem raridades que nem mesmo a família tem, como fotografias registrada da época em que os Ramalhos moravam no sertão de Brejo do Cruz e fotografia de Zé Ramalho jogando basquete, provavelmente na capital; além de documentos e objetos que pertenceram a família.
A exposição também retrata gravações dos shows de Zé Ramalho, quando veio a sua terra natal Brejo do Cruz nos anos 80 e deste último show, realizado neste ano de 2008.
A exposição tem a patrocínio da Prefeitura Municipal de São José de Brejo do Cruz, sendo uma solicitação da Prefeita e Professora Maria da Natividade Saraiva Maia.
Aurilio Santos como garimpador da cultura de Brejo do Cruz, esta muito preocupado com a preservação deste acervo, pois não tem como guardar todo o material. “Acredito que alguém tenha a preocupação de manter a memória do artista vivo e que dê condições da gente manter esse material preservado para as futuras gerações conhecerem o que fizeram os artistas da sua terra,” disse ele.

Informações e fotografias cedidas por Aurílio Santos.
Anna Jailma - jornalista e blogueira

Nenhum comentário: