quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

A Paraíba diz adeus a Antônio Ivo, médico e político


Antônio Ivo de Medeiros, de 65 anos, que tinha o apelido de “Biscoitão”, cometeu suicídio ontem, atirando no peito; na sede da Controladoria Geral do Estado, em João Pessoa, PB, precisamente, na sala do secretário-adjunto da Casa Civil do Estado, Silvestre Almeida.
Ele ainda foi socorrido por funcionários e levado para o Hospital Unimed, de João Pessoa, mas sua morte foi confirmada pelo Hospital às 18h15. Não há informações claras sobre motivos específicos que o levaram a cometer o ato, mas divulgaram uma carta escrita à mão pelo próprio Antônio Ivo, direcionada ao governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima.
Na carta, o prefeito de Santa Luzia e ex-deputado declara que a vida tornou-se “um fardo pesado” para ele e espera que Deus tenha compaixão do seu espírito.
Antônio Ivo não tentou a reeleição para um segundo mandato, porque tinha um acordo político com o grupo do senador Efraim Morais, do DEM, através do qual cederia a vez para o deputado Ademir Morais; que inclusive, foi eleito prefeito nas últimas eleições e irá tomar posse em janeiro de 2009.
De João Pessoa para Santa Luzia, o cortejo recebeu inúmeras homenagens pelas cidades que passou, principalmente em Soledade, PB, onde uma multidão aguardou o cortejo em frente a Igreja Matriz, por volta das 14h de hoje, com muitas manifestações de emoção e agradecimento pelos serviços prestados de Antônio Ivo; como político e médico.
Da mesma forma outras cidades da Paraíba, como Junco e Juazeirinho saudaram o cortejo.
O corpo chegou a Santa Luzia por volta das 15h, sendo recebido por uma multidão na entrada da cidade. O corpo está sendo velado no Yayu Clube Sede Nova, no bairro Antônio Bento, e deverá sair para sepultamento amanhã às 9h.
Lembro-me que no início da década de 80, meus familiares de Santa Luzia, em especial minhas irmãs e primos, falavam com entusiasmo sobre o político da terra e até traziam posters do candidato apelidado de “Biscoitão” nas campanhas eleitorais. Eu era criança na época e achava engraçado o apelido simpático; até vibrava com os posters quando sabia de sua vitória.
Anos depois, estudando Jornalismo em Campina Grande, sempre tive boas notícias da trajetória política de Antônio Ivo, ressaltado pelos paraibanos como excelente médico e político trabalhador.
Há pouco tempo estive em Santa Luzia, em palestra de Urbano Medeiros aos músicos da cidade. Na ocasião, o prefeito pediu que a jornalista Janaína Patrícia, minha prima, pedisse desculpas por não poder participar do evento; uma vez que estava o dia todo fazendo cirurgias no hospital, atendendo pessoas de Santa Luzia e de outras cidades da Paraíba.
Infelizmente não tive oportunidade de conhecer pessoalmente este político de história marcada pela honestidade e trabalho. Que ele tenha PAZ e acolhimento de Deus.
Aproveito a oportunidade para deixar aqui minhas sinceras condolências ao povo de Santa Luzia e Paraíba, pela partida de Antônio Ivo de Medeiros.
Foto: Cedida
Anna Jailma - jornalista e blogueira

4 comentários:

Cláudia Queirós disse...

Falar de Antônio Ivo, para mim é falar de um ídolo de infância. Cresci, acompanhando aquele homem maduro e bonito que estava sempre na minha pequena Soledade (PB), visitando as casas dos mais simples, falando com todos da mesma forma serena, que o era peculiar, mandando remédio para uns, levando outros para cirurgiar, quer fosse em Santa Luzia, quer fosse em João Pessoa. Outras tantas, quando clinicava na fundação médica da pequena Soledade, ouvíamos falar que durante algumas cirurgias, descontraia a fragilidade e receio dos seus pacientes, cantando hinos católicos, se isso agradasse seu paciente, às vezes até o paciente o acompanhava cantando e depois todos riam daquele momento.
Quando a charanga de Santa Luzia adentrava a Princesa do Cariri, era comum ver pessoas de todas a s idades e classes sociais, saírem pelas ruas dizendo: " biscoitão chegou!!!" e já era alívio para quem padecia de algum mal, parecia q metade dos problemas já tinham acabado, a cura já estava a caminho.
Saúde ou estética, ele sempre tava pronto a cuidar. A alegria de tantas mulheres da minha pequena cidade,foi vista nos olhos, a alto estima feminina daquelas que não estavam bem com a estética ou muitas vezes com a saúde das suas mamas, foi devolvida, pois essas não tinham condições, por ser um valor muito alto de submeter-se a uma cirurgia plástica, então logo lembravam de” biscoitão”, que faria de forma gratuita e eficaz. Via migrar para Soledade pessoas de todos os recantos do município para serem consultadas por ele e que saiam dali muitas vezes chorando de alegria por terem sido atendidos depois muitas vezes de longas estadias em filas de espera em porta de hospitais.
Algumas vezes fique servindo de voluntária, recepcionando pessoas que seriam por ele consultadas ou atendidas de alguma forma e era impressionante e encantador vê-lo passar horas atendendo, sem abuso, soltava uma brincadeira entre uma queixa e outra do seu paciente e todos riam, muitas horas até sem alimentar-se, só tomando seu forte café e vez por outra o cigarro de sempre.
Vi em várias eleições onde os candidatos estavam fazendo seus comícios, pedindo votos, Antônio Ivo passar a noite fazendo cirurgias e no dia da eleição, quando todos estavam correndo, “procurando voto” ele chegar do fim de uma noite de várias cirurgias e se recostar nas cadeiras da sala da sua amiga Rosa Gouveia para tirar um “cochilo” pq estava muito cansado.
Eu passaria semanas e não conseguiria cessar a fonte de predicados do meu eterno Deputado.
Diz um hino católico: “ prova de amor maior não há , que doar a vida pelo irmão”.
Se assim o é, Ivo foi amor, pq deu toda sua vida e recobrou a vida muitos irmãos.
A ele, minha gratidão como paraibana, minha gratidão como soledadense, minha gratidão como cristã.
Tenho certeza que Deus o acolheu, suas virtudes, são abundantemente maiores que seus fracassos.

Cláudia Queirós

ANNA JAILMA - annajailma@yahoo.com.br disse...

Recebi neste momento uma mensagem de minha sobrinha Suely, de Santa Luzia, PB, sobre o momento vivido naquela cidade.
Suely diz: "Tia... A cidade está em desespero! As pessoas nas calçadas chorando, correndo...
Acabei de chegar do enterro...Todo mundo vestindo as camisas das politicas passadas, o carro de som tocando a musica da campanha, o pessoal com bandeira e foto...
É inacreditável ...
A angustia é grande...A saudade maior ainda!!!"

ANNA JAILMA - annajailma@yahoo.com.br disse...

Cláudia, seu belíssimo comentário sobre o profissional, político e ser humano que foi Antônio Ivo será publicado no blog.

Muito grata.

JOSÉ FRANCISCO DE SOUZA disse...

POETA ZÉ DE LOLA: CIDADE: EQUADOR RN.

POESIA:
CONVERSANDO COM OS PÁSSAROS.

I
Mim diga o motivo
Conseqüência ou razão
Algum crime eu pratiquei?
Ou serei algum ladrão?
Se não sou um delinquente
Mim diga aí seu demente
Por que estou na prisão?
II
Existem organizações
Pra cuidar dos animais,
Mas permite uma licença
Veja só o que se faz
Você paga um tostão
O bicho vai pra prisão
Não se solta nunca mais.
III
Não há motivo qualquer
Que possa justificar
Tirar nossa liberdade
Que a natureza nos dá
É uma grande covardia
Praticada dia a dia
Quando isso vai parar?
IV
Ninguém por preço nenhum
Quer que viver engaiolado
Até mesmo um criminoso
Contrata um advogado
Pra fazer sua defesa
E às vezes com sutileza
Ele solta um culpado.
V
“Coloque-se” em nosso lugar
Use sua consciência
Fique preso numa gaiola
Faça uma experiência
Pra burrice tem limite
Por que você não admite
Essa sua incoerência?
VI
O pássaro vive feliz
Em seu habitat natural
Os homens ignorantes
Que gostam de fazer mal
Tira sua liberdade
E esta imbecilidade
Eles acham que é normal.
VII
Se eu fosse funcionário
Da defesa ambiental
Ficaria muito triste
Por ver como é natural
O crime que é praticado
Como está sendo depredado
O nosso reino animal.
VIII
Oh! Como seria bom
Que o homem se ligasse
Respeitasse a diferença
Que existe em outra classe
Depredar a natureza
É uma indelicadeza
Seria bom que mudasse