sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Musical "Brasileiras na Era do Rádio" acontece domingo em Caicó


Quem lembra das cantoras do rádio? As vozes de ouro que encantaram o Brasil?!
Caicó vai proporcionar uma viagem no tempo. No próximo domingo, acontece o musical “Brasileiras na era do Rádio".
O Centro Cultural Adjuto Dias será palco para este musical especial, a partir das 20h30, dia 1° de fevereiro. Quatro cantoras e sete músicos vão reviver a eterna glória das vozes de ouro do rádio, quando cantoras brasileiras viveram o auge do sucesso.
A platéia vai viajar no túnel do tempo, vivenciando a música brasileira, num repertório de 19 músicas, que marcaram o período da década de 20 até os anos 50.
O figurino e o cenário do musical prometem complementar o brilho da noite, com beleza e encantamento. Sem dúvida, uma viagem ao passado. E para os jovens, que não viveram esta época, sem dúvida, uma oportunidade de conhecer a beleza do ontem.
As senhas antecipadas estão a venda na Art Lab, na Av. Seridó, esquina com Banco Bradesco, no centro de Caicó.



Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto: Blog de F. Gomes

Eu hein? Nem pensar...Outra vez, nem pensar...

Bush - o que deixou o governo dos EUA...


Kledir - o que disse: "já vai tarde"

Quem lembra da dupla Kleiton e Kledir? Eles são do “meu tempo”, fizeram um sucesso enorme nos anos 80.
Eu adorava as músicas deles, em especial “Nem Pensar”, que diz “Eu hein ? /Nem pensar/Outra vez ,nem pensar/Já sartei ,foi demais/Dá um tempo pra miiiiimmm...”
Pois é, navegando pela net, encontrei a coluna do Kledir da dupla “Kleiton e Kledir”. Ele tem coluna no www.ofuxico.terra.com.br e adorei a Coluna do Kledir com o texto “ Já vai tarde”. O foco é a saída de Bush...Dei boas risadas.
Antes que eu esqueça: concordo com Kledir - "Bush já foi tarde".
Com a palavra, Kledir Samil:

“O que se pode esperar de um presidente, que declara que “uma das melhores coisas nos livros é que às vezes eles têm fotos fenomenais”? Não, não estou falando do Lula. Estou falando do Bush, que finalmente vai se aposentar. Já vai tarde!
Deixa os EUA, o mundo e especialmente o Iraque, num estado lamentável. Bem pior do que quando assumiu.
Para não ser injusto dizendo que o cara não fez nada, ele criou frases antológicas, que vão ficar para a História.
Divirta-se!
• “A grande maioria de nossas importações vem de fora do país”
• “Se não tivermos sucesso, corremos o risco de fracassar”
• “O futuro será melhor amanhã”
• “Eu gostaria de ter estudado latim, assim eu poderia me comunicar melhor com o povo da América Latina”
• “Eu fiz bons julgamentos no passado. Eu fiz bons julgamentos no futuro”
• “Nós temos um firme compromisso com a OTAN. Nós somos parte da OTAN. Nós temos um firme compromisso com a Europa. Nós somos parte da Europa”
• “Um número baixo de votantes é sinal de que menos pessoas estão indo votar”
• “Quando me perguntaram quem provocou as revoltas e as mortes em Los Angeles, minha resposta foi simples e direta: Quem devemos culpar pelas revoltas? Os revoltosos. Quem devemos culpar pelas mortes? Os matadores”
• “Nós estamos preparados para qualquer imprevisto que possa ocorrer ou não”
• “Para a NASA, o espaço ainda tem prioridade alta”
• "O país de vocês também tem negros?" - pergunta feita a Fernando Henrique Cardoso.
• “Japão e EUA mantêm uma relação pacífica há mais de 150 anos” - esquecendo de Pearl Harbor e da bomba de Hiroshima.
• “Não é a poluição que está prejudicando o meio ambiente. São as impurezas em nosso ar e na água que fazem isso”
• “É hora da raça humana entrar no sistema solar”

Essas são apenas algumas das pérolas. A coisa não tem fim. O que se poderia esperar de um presidente que gosta de ver as fotos, em vez de ler os textos dos livros?

Kledir Ramil.


Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos: da coluna do Kledir

Ontem foi noite de chuva no Seridó!


Como estou em Caicó, ainda não deu para fotografar o Rio Sabugi recebendo as primeiras águas das chuvas de 2009, mas, tenho notícias de que sábado passado, o Rio Sabugi recebeu água e já houve a tradicional visita dos sabugienses na ponte; para contemplar o leito do rio cheio de vida, renascendo com as primeiras águas do ano.
Na noite de ontem, foi noite de chuvas no Seridó. Logo ao entardecer, as pessoas percebiam que teria chuva à noite, com formação de nuvens escuras e leve garoa. Até lembrei que quando residi em Campinas, SP, eu de-tes-ta-va me molhar nas ruas; mas aqui no Seridó, molhar-se numa garoa, é gostoso! Aqui, chuva é tempo bom!
Em Caicó, foi notificado 30 mm de chuva, em São João do Sabugi, 17,5 mm, em Jardim de Piranhas, 6 mm e Ipueira, 3 mm.
Já houve quem tomasse banho de chuva pelo Seridó, na noite de ontem e o dia de hoje amanheceu com clima gostoso de início de inverno.
O homem do campo já comemora e aposta na chegada de um bom inverno. Eu boto fé: este ano tem chuva e tem boa colheita...já sinto cheiro da pamonha e canjica, quentinhas, chegando na mesa do café; logo pela manhã cedo.

Anna Jailma - jornalista e blogueira

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Casamos!

Casamos em 21 de janeiro de 2009
Ata-me

Perder-se
Achar-se
Enlace
Receio
Anseio
Devaneio
Só vejo
Solfejo
Seu beijo
Um passo
Veio o abraço
Eis o laço


(Ata-me - Anna Jailma)

domingo, 18 de janeiro de 2009

Flamboyant...







Desde dezembro, o pé de Flamboyant da casa de meus avós, embeleza a avenida principal de nossa São João do Sabugi.
Aquela árvore foi plantada por tio Bastinho, não sei exatamente o ano, mas foi na década de 70, quando ele residia em Brasília, DF. Certa vez chegou de viagem, à passeio, e minha avó materna, Zulmira Lucena, o pediu que plantasse o belo pé de flamboyant.
Minha avó adorava plantas. Lembro que na área da casa, no popular "bêco", ela cultivava um jardim e todas as manhãs lá estava, regando cada uma delas; repetindo o nome e a história de cada planta: onde tinha conseguido, se era presente ou não, qual o nome de origem...
Com o tempo, minha avó Zulmira se foi; precisamente em 1994. O jardim deixou de existir, mas o pé de flamboyant continua lá.
Além da sombra na calçada, ele traz uma doce lembrança da minha avó; lembrança perfumada, cheiro de flamboyant...
Ao flamboyant da minha vó Zulmira, a música Flor de Flamboyant, da dupla sertaneja, Zezé di Camargo & Luciano.

Enquanto o mundo girar/Enquanto uma estrela brilhar/Enquanto existir uma vida, vou te amar...
Enquanto uma chuva cair/E o calor da terra subir/Enquanto uma nuvem chorar/vou te amar
Você, meu bem, meu talismã/ meu cheiro, mel do meu bombom/A minha cor, a voz, meu som/ a minha busca, meu viver/
Você, meu sol dourado/ lua cheia, brisa da manhã/Brisa da manhã, flor de flamboyant/Paixão que entra pelos poros, vai parar no coração/
É um tiro certo na saudade, pra matar a solidão/É chuva em pleno deserto/ sol em pleno inverno, neve no verão/Paixão que entra pelos olhos/ nunca sai do coração...


Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos: Anna Jailma

Saudades nas calçadas...








Andei por aí a vagar
A observar as calçadas...
Calçadas que fazem sonhar
Calçadas do meu lugar
Senti saudade nos recantos
Senti um vazio aqui e acolá
Sumiram alguns encantos
Pessoas que não estão mais lá
Cadê Nimô, o poeta da gente,
Na cadeira a descansar?
E Felipe Nery, o regente,
Sereno a conversar?
Onde está Primo Ivo?
Na calçada não está...
Mas são imortais do lugar
Vivos na história, no lembrar...

(Saudades nas Calçadas - Anna Jailma)
Não tenho a pretensão de julgar-me poetisa. Não tenho conhecimento sobre métrica, portanto, que os poetas perdoem minha ousadia de "arriscar" na construção dos versos.
As palavras surgiram depois de um breve e cotidiano passeio; nas calçadas de São João do Sabugi, RN.


Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos: Anna Jailma

sábado, 17 de janeiro de 2009

Conheci o "Saci de Duas Pernas" e adorei







Compareci ao lançamento do livro O Saci de Duas Pernas, do jornalista Djair Galvão Freire.
O evento foi realizado na ADESE, com apresentações culturais; envolvendo a poesia, o teatro e a música. Alexandre Freire, ator, deu um verdadeiro show; com uso da poesia, usando rimas e temas do sertão, ao som do pandeiro.
Enquanto Djair autografava os livros, os músicos Urbano Medeiros e Totó Medeiros, "emolduravam" o evento; com músicas infantis ou que remetiam a infância dos presentes.
O evento teve como cerimonialista, Ronaldo Carlos, que encantou o público cantando "Eu sei que vou te amar". Não foi somente uma noite de lançamento do trabalho literário de Djair Galvão, mas também uma noite de celebrar o reencontro, entre Djair e os amigos de outrora; dos grupos de jovens, dos fins de semana, dos festivais de ontem.
Entre os presentes, além da numerosa e alegre família Galvão Freire, estavam Suerda Medeiros, Ronaldo Carlos, Urbano Medeiros, Totó Medeiros, Gilmar Cardoso, Pe. Alexandre Lopes, Cícero Gomes e tantos outros.
Sobre seu trabalho literário, Djair Galvão frisou o grande objetivo do Saci de Duas Pernas: promover a igualdade entre as pessoas, fazer com que as crianças de hoje não sejam adultos preconceituosos e limitados.
O livro conta a história de um saci que, por ter duas pernas, é discriminado no mundo em que vive; onde todos os habitantes da floresta conheciam somente sacis de uma única perna. O Saci de Duas Pernas nos fala que os "diferentes" também são "iguais" a todos nós.
O evento foi espetacular. O livro, idem. Compareci, aprovei, trouxe um livro para integrar meu grupo de favoritos e recomendo!

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos: Anna Jailma

Dia 13 de janeiro - Dia de Juca Bala!













Dia 13 de janeiro é dia de Elismar, Juca Bala, o Juquinha da Rádio Caicó AM.
Juca é iluminado, dessas pessoas raras que gosta de todo mundo, sorri pra todo mundo, se emociona no dia-a-dia com as coisas mais simples; e de uma forma bem espontânea, transmite "alegria de viver" para todos que o conhecem.



O Juca Bala que os ouvintes escutam pelas ondas do rádio ou pela net, é o mesmo do círculo de amizades, do trabalho, da família. Ele é exatamente como demonstra ser.
Neste ano, pela primeira vez, ele comemorou o aniversário na Rádio Caicó AM e como diz o Rei Roberto Carlos "são tantas as emoções..." Houve arquivo confidencial, secretamente montado pela rainha do Rádio, Suerda Medeiros; onde assistimos a história emocionante de Juca Bala contada pela avó e pelos amigos; houve visita de amigos, inúmeras mensagens, vários presentes.
Juca Bala, o menino que pastoreava o gado, o adolescente que trabalhou em bonelaria, o jovem produtor e radialista nato; cheio de talento que brota da alma, emocionou os que estavam dentro e fora do estúdio. Juca Bala é especial, é dessas pessoas que conseguem sorri e chorar ao mesmo tempo, porque o coração dele sempre, incondicionalmente, fala mais alto.
Fotografei momentos do aniversário de Juca Bala, e compartilho esta alegria e emoção como todos os internautas; visitantes do blog À Flor da Terra.
Juca Bala, sou sua fã. Parabéns e tudo de abençoado e bom, pra você.

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos: Anna Jailma

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Urbano Medeiros está hoje na TV Canção Nova!


O músico sabugiense Urbano Medeiros é o convidado especial do programa "Academia do Som", da TV Canção Nova, nesta quinta-feira. O programa que destaca músicos cristãos, é exibido pela TV Canção Nova às 22h30 todas as quintas-feiras, com reprise aos domingos, às 20h.
Para quem está no horário de verão, o programa entra na telinha um pouco mais tarde: hoje às 23h30 e no domingo às 21h.
No site da Canção Nova, a notícia tem destaque informando que "com mais de 30 anos de caminhada e muito feliz por ser católico, Urbano Medeiros toca canções que Jesus, José e Maria ouviam. Para conseguir esse feito inusitado, seu último trabalho contou com muita pesquisa e com a colaboração de padres, bispos, exegetas e homens do Instituto Bíblico de Jerusalém".

Vamos prestigiar!

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fonte e Foto: www.cancaonova.com

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Jornalista lança em Caicó, O Saci de Duas Pernas

O jornalista Djair Galvão Freire, está em Caicó, onde será lançado seu livro "O Saci de Duas Pernas", da Editora Eureca. O lançamento será as 19h, na sede da ADESE.
O livro relata a história de um saci que tem dificuldades de ser aceito no mundo em que vive, justamente por ter duas pernas. No mundo do saci, as criaturas são "normais", exatamente porque são "diferentes" e por lá, habitam outros seres dos tradicionais contos de fada; como o Curupira, a Mula-Sem-Cabeça, a Caipora, a Cuca e o Lobisomem.
Todos estes nos pegam pela mão e nos convidam a fazer uma boa leitura. Como prêmio, ganhamos uma boa lição sobre o respeito as diferenças. Lição esta, que é fundamental para vivenciar a verdadeira essência do amor ao próximo.
O autor do livro, Djair Galvão, é professor e jornalista. Nasceu em Mossoró, viveu em Caicó por muitos anos e desde a década de 90, reside em São Paulo, capital paulista.
Sobre O Saci de Duas Pernas, Djair destaca que o livro serve como ferramenta de apoio para educadores e pais, na difícil tarefa de reforçar conceitos; como inclusão e respeito às diferenças na sociedade.
Estarei na ADESE, sexta-feira, prestigiando o brilhante trabalho.
Aplausos para o autor e sucesso!
Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto: autor desconhecido - google

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Notícias do Presidente

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai se reunir com os prefeitos eleitos e reeleitos do país nos dias 10 e 11 de fevereiro, em Brasília.
O encontro é organizado pelo governo federal. Na carta em que convida os prefeitos, Lula diz que quer estabelecer um compromisso para acelerar “os investimentos públicos” e enfrentar “os baixos indicadores sociais do país”.
Após as posses dos prefeitos, Lula chegou a criticar os novos gestores que anunciaram cortes de gastos ao assumir os cargos.
E por falar em Lula, ontem o presidente sancionou a lei que permite a realização de interrogatórios de presos por videoconferência. A lei foi publicada no Diário Oficial da União de hoje. Agora, cabe ao juiz avaliar o uso da videoconferência, como em casos de risco de segurança ou quando o réu estiver doente.
Também foram sancionados: o projeto que cria o regime de tributação única para importação de mercadorias do Paraguai, o chamado Projeto dos Sacoleiros; o projeto que cria a Superintendência do Desenvolvimento Sustentável do Centro-Oeste e o que institui o Dia Nacional da Leitura, em 12 de outubro.
Ele tem seus defeitos, mas é bem melhor que FHC...
Foto: Agência Brasil





Anna Jailma - jornalista e blogueira

Saudade que virou livro...


O título da obra literária já diz tudo: "Lições que aprendi com ele e o que a vida me ensinou". É este o livro de 122 páginas, com diversificadas fotografias, escrito pelo filho mais velho do ex-ministro Aluízio Alves, Aluízio Filho; conhecido como "Aluizinho".
O livro foi lançado na noite de ontem, na Livraria Siciliano do Shopping Midway Mall, de Natal, e Aluízio Filho destacou que o livro é uma mistura de saudade e de sofrimento pela perda do seu pai.
Parte da renda arrecadada com a venda do livro será doada ao Grupo de Apoio à Criança com Câncer e à Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva.
Aluízio Filho, que é empresário, comentou que sua família não concordou com a idéia de que ele escrevesse a história de seu pai, mas, mesmo assim, ele seguiu em frente e concretizou este projeto pessoal. Ele também afirmou que tem tem interesse em disputar um cargo eletivo, que pode ser pelo PMDB ou pelo PSDB.




Anna Jailma - jornalista e blogueira

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

A Posse dos Eleitos!
















Em 1° de janeiro, foi iniciada nova gestão municipal em São João do Sabugi, assim como em todos os municípios brasileiros.
Em São João do Sabugi houve Missa em Ação de Graças na Igreja Matriz de São João Batista e posse dos eleitos com presença da população.
No Poder Executivo, está o Prefeito Aníbal Pereira e Vice-Prefeito Vivarte Brito e no Legislativo, os vereadores: Cipriano Neto (Gugu), Wilson Mariz, Carlindo Júnior, Francisco Galvão, Isaías Fernandes, João Batista (Batista do Posto), Marcílio Dantas, Rutênio Medeiros e Yuri Medeiros.
Na votação para escolha do Presidente da Câmara de Vereadores, foi eleito Cipriano Neto.
Desejo a todos, sem exceções, que o olhar seja direcionado as necessidades reais do povo; e não ao partidarismo fanático, que cega.
Que as mãos assinem projetos em prol do bem-comum e não em prol de um grupo privilegiado e que as palavras venham com sensatez, serenidade e equilibrio, sem escravizar a verdade e sem subestimar a inteligência de seu povo, que é simples e sábio.
Que saibam sobretudo, ter a capacidade de valorizar o povo sabugiense, porque são agora representantes de todos; de toda a população e não somente daqueles que os elegeram. Democracia é isso!
À todos, os votos sinceros de uma bem sucedida administração, em prol da nossa São João do Sabugi e de todos os seus municípes.
As três primeiras fotos foram de autoria do fotógrafo Bezerra, de Caicó, RN, e as demais, foram cedidas por Kátia Maroni.

Fotos: Cedidas


Anna Jailma - jornalista e blogueira.