sábado, 17 de janeiro de 2009

Dia 13 de janeiro - Dia de Juca Bala!













Dia 13 de janeiro é dia de Elismar, Juca Bala, o Juquinha da Rádio Caicó AM.
Juca é iluminado, dessas pessoas raras que gosta de todo mundo, sorri pra todo mundo, se emociona no dia-a-dia com as coisas mais simples; e de uma forma bem espontânea, transmite "alegria de viver" para todos que o conhecem.



O Juca Bala que os ouvintes escutam pelas ondas do rádio ou pela net, é o mesmo do círculo de amizades, do trabalho, da família. Ele é exatamente como demonstra ser.
Neste ano, pela primeira vez, ele comemorou o aniversário na Rádio Caicó AM e como diz o Rei Roberto Carlos "são tantas as emoções..." Houve arquivo confidencial, secretamente montado pela rainha do Rádio, Suerda Medeiros; onde assistimos a história emocionante de Juca Bala contada pela avó e pelos amigos; houve visita de amigos, inúmeras mensagens, vários presentes.
Juca Bala, o menino que pastoreava o gado, o adolescente que trabalhou em bonelaria, o jovem produtor e radialista nato; cheio de talento que brota da alma, emocionou os que estavam dentro e fora do estúdio. Juca Bala é especial, é dessas pessoas que conseguem sorri e chorar ao mesmo tempo, porque o coração dele sempre, incondicionalmente, fala mais alto.
Fotografei momentos do aniversário de Juca Bala, e compartilho esta alegria e emoção como todos os internautas; visitantes do blog À Flor da Terra.
Juca Bala, sou sua fã. Parabéns e tudo de abençoado e bom, pra você.

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos: Anna Jailma

2 comentários:

Anônimo disse...

eu sou o criador da história do saci de duas pernas e que ele é indio
www.oliviojekupe.blogspot.com
meus livros sãop- o saci verdadeiro e outro =ajuda do saci...

ANNA JAILMA - annajailma@yahoo.com.br disse...

Caro Olívio,
Pelo que entendi você refere-se a matéria que postei sobre o livro "O Saci de Duas Pernas", de autoria de Djair Galvão. Bem, pelo que vi em seu blog você tem um livro "O Saci Verdadeiro" que fala de um saci de duas pernas que é índio, que preza pela natureza.
Amigo, pelo que li no livro de Djair e pelo que você escreveu no seu blog sobre seu livro, o livro O Saci de Duas Pernas, escrito por Djair Galvão é completamente diferente da sua obra. A única coincidência é que o personagem das duas histórias é um saci de duas pernas, mas a história é completamente diferente. O foco principal da história de Djair é o fato do saci sofrer discriminação por ter duas pernas e o livro passa uma mensagem de igualdade na sociedade.
Já na sua história, a idéia central é o fato do saci, também de duas pernas, ser índio e ter todo um trabalho em prol da natureza.
Pode ser que você tenha sido a primeira pessoa a falar num saci de duas pernas, mas a história criada por Djair Galvão é completamente diferente da sua - pelo que entendi ao acessar seu blog.
Como você vê, o mundo encantado do saci tem espaço para todos, sem ninguém precisar interferir ou questionar o espaço de ninguém.

Grande abraço e volte sempre ao blog. Seja bem-vindo.