terça-feira, 31 de março de 2009

Milagre!


Uma gestação gerada fora do útero desafiou a ciência. A dona de casa Izabel Aparecida Rodrigues, de 32 anos, mãe de três filhos descobriu que por algum motivo desconhecido, o óvulo fecundado, estava instalado na cavidade abdominal, perto do intestino.
A placenta, ficou do lado de fora e poderia deixar o feto sem nutrição ou provocar uma hemorragia fatal para mãe e filho. Mesmo consciente dos riscos, Izabel decidiu que teria aquele quarto filho e seguiu com a gravidez.
Como por um milagre, a placenta encontrou um jeito de nutrir o feto, expandindo-se mais do que o normal em busca de vasos sanguíneos por fora do útero e durante a gestação, o órgão sofreu pequenos descolamentos que geraram hemorragias, mas foram controladas com transfusões.
Izabel sentiu muita dor e teve que ser internada para receber sangue e repousar quase todo mês. O marido e alguns amigos chegaram a aconselhar o aborto, devido o sofrimento e o risco de vida que ela própria corria, mas Izabel não levou em consideração.
A barriga cresceu inclinada para a esquerda e finalmente nasceu Maria Vitória, em 12 de fevereiro deste ano, de um parto cesárea, com 2 quilos e 200 gramas, completamente saudável. O obstetra, Dr. Roberto Bastos, da Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo, tem 22 anos de trabalho e nunca tinha acompanhado nenhum caso semelhante.
Maria Vitória desafia a ciência e comprova que como disse William Shakespeare "existe mais mistério entre o céu e a terra do que imagina nossa vã filosofia".



Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto ilustrativa: Imotion
Li a notícia em http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u542769.shtml

Nenhum comentário: