segunda-feira, 11 de maio de 2009

18 de maio - Dia do Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes


Dia 18 de maio é a data em que a menina Araceli Cabrera Crespo, de 9 anos incompletos, desapareceu da escola onde estudava para nunca mais ser vista com vida. Ela foi violentada sexualmente, drogada e morta numa orgia de drogas e sexo, inclusive seu corpo e o rosto foram desconfigurados com ácido.
Seis dias depois do massacre, o corpo foi encontrado num terreno baldio, próximo ao centro da cidade de Vitória, Espírito Santo.
O fato ocorreu nos anos 70 e chocou o Brasil e o mundo. Em agosto de 1977, o juiz Hilton Sily determinou a prisão de Dante de Brito Michelini e Paulo Constanteen Helal, acusados do assassinato de Araceli, e também determinou a prisão de Dante Barros Michelini, acusado de tumultuar o inquérito para livrar o filho Dante de Brito.
Em outubro de 1977, eles já estavam livres e o juiz foi promovido a desembargador...
Em 1980, Dante e Paulo foram julgados e condenados, mas a sentença foi anulada e em novo julgamento, realizado em 1991, os reús foram absolvidos. O crime já prescreveu.
A história de Araceli é uma ferida aberta na história do Brasil e da violência contra crianças e adolescentes. Seu martírio significou tanto que esta data se transformou no “Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, dia 18 de maio.



Informações do blog: http://www.sidneysilva.com.br/



Anna Jailma - jornalista e blogueira.
Foto: arquivo da família de Araceli Cabrera

Nenhum comentário: