quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Ciranda Elétrica


Ciranda Elétrica - de Geraldo Anízio



Ciranda, Cirandinha
Neste lindo apagão
Vamos todos bem depressa
Acender o lampião!

A luz que tu me deste
Nunca veio de turbina
Veio do pavio branco
Que acende a lamparina.

Depois que o querosene
Se derramou pelo chão
Apagou a labareda
Do pavio de algodão.

Eu me lembro de Caicó
O motor não fez borrão
Antes veio o carboreto
Pra não ter nunca apagão.

Vamos todos Cirandar
Brincando aqui no chão
No claro da lua cheia
Por causa do apagão.

Vamos brincar de brasa?
Cada um na sua casa.
Foto - Anna Jailma

Nenhum comentário: