segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

...E que Deus nos livre do "AAAtchimmm"!

Rio Grande do Norte ainda tem mais de 300 casos suspeitos de gripe suína
A Secretaria Estadual de Saúde Pública divulgou nesta segunda-feira o boletim epidemiológico da Influenza A (H1N1) no Rio Grande do Norte.
Até o momento foram notificados pela Secretaria Estadual de Saúde Pública 556 casos suspeitos da nova gripe. Desses casos, 160 foram descartados e 317 aguardando resultado laboratorial do Instituto Evandro Chagas, em Belém.
O número de confirmados continua sendo 79 casos e dentro desses casos houve 10 mortes. Ainda segundo a análise, 72% das notificações de gripe suína aconteceram em Natal e a maior concentração está na faixa etária entre 10 e 39 anos.
Segundo análise, dos 79 casos confirmados 83,54% foram curados e no referente as 10 mortes, 80% eram mulheres e mais da metade estavam com idade entre 20 a 39 anos de idade.
Aqui no Seridó há informações de que um rapaz, seridoense, estudante da UFRN em Natal, esteve na semana passada internado em Caicó apresentando os sintomas da nova gripe. Ele teria sido encaminhado para Natal no último final de semana.


Do blog:
Não podemos esquecer que além do Carnatal, todos os dias, há pessoas indo e vindo do interior para Natal e vice-versa. O risco da proliferação da nova gripe não era restrito ao Carnatal, inclusive, o aumento de casos no Estado iniciou antes do Carnatal, festa esta que infelizmente deve contribuir para o acréscimo dos casos; segundo os profissionais de Saúde.
Se o problema existe, o trabalho de prevenção e combate por parte da Saúde Pública deve existir também. Então fica no ar:
De que forma as Secretarias de Saúde – do Estado e dos Municípios - estão se preparando na prevenção da gripe suína?
Está havendo campanha de orientação sobre prevenção nas escolas, nos postos de saúde, nos estabelecimentos comerciais, nos locais de maior circulação de pessoas?
Agentes de Saúde estão visitando as famílias e dando orientações?
Existe algum tipo de panfleto informativo sobre a doença, sendo distribuído junto a população?
O medicamento usado no tratamento - Tamiflu – está disponível nos municípios em caso de algum caso surgir?
Os profissionais de Saúde receberam algum tipo de capacitação sobre o assunto?



Anna Jailma - jornalista e blogueira

Nenhum comentário: