sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

SÓ CULTURA!


BALAIO - Acari vai realizar neste mês, através do IPHAN/RN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Balaio Cultural do Seridó, com apoio da Prefeitura Municipal de Acari. O evento é parte da política de acautelamento do Patrimônio Imaterial desempenhada pelo IPHAN aqui no Estado, e especialmente no Seridó.
O Balaio Cultural será realizado em 15 de dezembro, a partir das 13h30, no Municipal Clube de Acari, seguindo, posteriormente, para o Largo do Museu do Sertanejo. O objetivo é disseminar informações sobre o patrimônio cultural brasileiro e regional e constituir redes de parceiros com vistas à preservação, valorização e ampliação dos bens que fazem este patrimônio, além de possibilitar o acesso das comunidades locais a informações e caminhos de dialogar com as políticas e os projetos do IPHAN.
MOSTRARTE - A Casa de Cultura Popular de Caicó, vai realizar dia 19 de dezembro, a I Mostrarte, no Centro Cultural Adjuto Dias. Logo na entrada vai haver exposição de artes plásticas criadas na Casa de Cultura. A Mostrarte vai mostrar toda a arte desenvolvida na Casa de Cultura o ano inteiro, fechando o ano de 2010 com chave de ouro: terá apresentação das crianças do grupo de contação de histórias, com cantigas e brincadeiras populares; apresentação de verso e prosa com desafio de mamulengo; Coral Meninas do Encanto e Coral Canto Caá; e para encerrar os 90 minutos de espetáculo, haverá apresentação das cordelistas, mostrando a arte de fazer Literatura de Cordel. A Mostrarte é imperdível! Dia 19/12 - preço: 5 reais.


TALENTO - Poesia Diversa é o nome do blog do filósofo Hilton Valeriano, que divulga poesias dos mais diversos - e renomados - poetas. Entre as poesias lá estão várias de Marcílio Medeiros, e 'raptei' PÉS para registrar aqui. Se quiser conhecer mais: http://poesiadiversidade.blogspot.com/


PÉS


[Marcílio Medeiros]


Escassez de nuvens
sobre o piso.
Tez inchada de pés sem
o alarido
dos passos.
Descalços
todavia presos
Crassos
mas não tesos
Em vão
será suficiente
supor
que movimentos
de dedos
sustarão
termo, memória, medo
do rumor.
Anna Jailma - jornalista e blogueira

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Rio de Janeiro ao encontro da Paz!


Com muita coragem e sobretudo planejamento eficiente, as forças armadas e policiais militares, civis e federais, conseguiram ocupar ontem o Conjunto de Favelas do Alemão no Rio de Janeiro. O Brasil parou para observar pela televisão a ação dos policiais que subiram o Morro, junto aos jornalistas que mostraram, passo a passo, um momento histórico do Rio e do Brasil: a Polícia enfrentando os traficantes com segurança da ação que colocavam em prática. “Alguns foram presos tentando sair da comunidade vestidos de religiosos, de mata-mosquitos..." disse o Comandante do Bope, Paulo Henrique Moraes.
Finalmente os moradores do Rio de Janeiro e todo o povo brasileiro presenciou uma ação eficaz no combate aos traficantes. Traficantes foram presos, outros se renderam. Drogas, armas, e o luxo financiado pelo tráfico foram apreendidos. Somente cocaína, foram 40 toneladas apreendidas.
O tráfico que dominou o Complexo do Alemão por 3 décadas foi rendido. A Igreja da Penha que foi usada pelos traficantes para observarem a entrada dos policiais no Morro, ontem surgiu iluminada em sinal de paz e voltou a ser templo de fé e oração do povo carioca.
Hoje pela manhã o governador Sérgio Cabral declarou que as Forças Armadas e as polícias do Rio vão continuar ocupando o Conjunto do Alemão até haver a instalação de uma UPP - Unidade de Polícia Pacificadora, naquela comunidade; a exemplo de outras já instaladas na capital carioca. Segundo o governador, a instalação da UPP deve acontecer no primeiro semestre de 2011. Também na manhã desta segunda-feira, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, afirmou que vai promover uma grande ação em prol de serviços públicos, na Comunidade da Penha e no Complexo do Alemão, e nos bairros do entorno dessas comunidades. Os primeiros serviços colocados em prática será o recolhimento de lixo e limpeza de ruas e logradouros públicos da comunidade. O prefeito garantiu que não serão poupados recursos humanos e financeiros.
Os caminhões de limpeza pública voltaram a entrar hoje no Alemão. Há montanhas de lixo pela comunidade. Além disso, os moradores ainda enfrentam a falta de energia. Desde sábado que falta energia elétrica mas a empresa responsável pelo fornecimento de energia na região, está trabalhando para normalizar o fornecimento de energia elétrica.
As aulas nas regiões dos conjuntos da Penha e do Alemão devem ser reiniciadas amanhã.
Outras ações contra o tráfico vão ser colocadas em prática no Rio. Mas o primeiro grande passo foi dado e valeu a pena. O povo do Rio de Janeiro, em especial das comunidades onde houve a megaoperação contra os traficantes, recomeça agora um novo tempo; tempo de esperança em dias melhores, de paz. Neste ano, e nos anos que virão, certamente o povo carioca terá um Natal mais feliz. O mundo inteiro torce por isso. Feliz Rio de Janeiro!
Não posso deixar de dizer que torço muito para que, um dia, nossos policiais realizem uma ação também eficaz contra as drogas, aqui no Seridó. Que um dia as chamadas "bocas de fumo" também sejam invadidas pelo compromisso de Justiça e que os traficantes que agem no seio do Seridó sejam rendidos, vencidos.


Anna Jailma - jornalista e blogueira

Equador está em festa!

Foto: Cássia Gomes - Equador, Seridó do RN
Equador, aqui no Seridó, está vivendo a festa do padroeiro São Sebastião; que iniciou dia 25 de novembro e permanece até 05 de dezembro.
Com clima agradável, bem diferente do calor de 30 graus do restante do Seridó, Equador costuma receber na época de festa, visitantes das cidades vizinhas da Paraíba e do Seridó potiguar. Na programação social já houve Jantar de Confraternização, Leilão, Noite dos Salgados, evento Moto Lama na Fazenda Demócrito, Noite dos Doces, Chá da Vovó, que reuniu grupos de terceira idade de Equador e cidades vizinhas; e a tradicional partilha do bolo de São Sebastião, no Centro Pastoral.
No próximo fim de semana, a festa acontece com Banda Ariaxé e Canindé Moreno, na noite do dia 04 de dezembro e dia 05, com Passageiros do Forró e Mibanda.
O novenário prossegue até sábado, dia 04. A Missa Solene e Procissão de Encerramento acontecem dia 05, no próximo domingo.
Na programação religiosa a Filarmônica Santa Cecília, com 70 componentes, se faz presente com regência do maestro Totó Medeiros.


Anna Jailma - jornalista e blogueira

sábado, 27 de novembro de 2010

Um novo Hit ...no braço!

Brinco e sorvete - delícia de mistura!

Crochè


A do coração é minha...nem adianta querer!

Maysa Úrsula - designer e jornalista

Um mundo novo de mil cores, corações, caveirinhas estilosas, cruz florida e outras peças cheias de estilo, fazem a nova coleção de pulseiras Hit Bijoux Maysa Úrsula. E como se não bastasse, pingos de mil sabores são lançados em brincos. Delícia de coleção!
Tudo que Maysa cria vem com um estilo diferente e marcante, atual, mas, ao mesmo tempo longe das "cópias" tão comuns.
As novas peças da coleção prometem fazer a cabeça - ou melhor, os braços - das mais antenadas com o verão 2011. Tecido florido, crochè e pedras misturam-se criando um "glamour" que é a cara das festas de fim de ano e do calor do verão.
As peças de Maysa Úrsula já ganharam o mundo. Vão para todos os recantos do Brasil e também para o Exterior. Quem quiser conhecer mais acesse o blog www.pilulasdemoda.wordpress.com

Use e não abuse!

Anna Jailma - jornalista e blogueira

Onde está o Rio que quero conhecer?


Foi um dia desses...eu tinha 7 anos e assistia aulas da 1ª série do Ensino Fundamental, na Escola Senador José Bernardo. Lembro-me que eu e Maxwel ficávamos atentos quando a professora, Dona Thadéa, carioca, nos falava sobre o Rio de Janeiro. E de tão encantados, todo mundo da sala se tornou fã da Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis. Como eu e Maxwell éramos os mais entusiasmados, volta e meia a gente acabava brigando, disputando quem iria conhecer o Rio de Janeiro primeiro... Década de 80 e hoje, aquele Rio de Janeiro parece tão distante da nossa realidade...
O Cristo Redentor de braços abertos, nos lembra o povo carioca sentindo-se rendido, refém de uma ação desgovernada dos bandidos, que determinam quando as pessoas podem ou não voltar às suas casas; quando podem ir as escolas, quando podem abrir seus comércios... A mata tão encantadora, sempre verde, lembra que ali pode ser refúgio de traficantes. Ir ao pão de açucar pode de repente não ser um passeio tão doce como imaginamos um dia...é provável que o cenário não seja nada encantador.
Conversando na net com Suely Rocha, "Suely de Livinha", ela comentou a situação de Nilópolis, onde mora. Estão longe dos tiros, mas, convivendo com o clima de medo; imposto pelos traficantes. "Anna, graças à Deus que não é perto daqui. Apesar de que, aqui em Nilópolis, ontem a bandidagem mandou fechar o comércio. E tinha muita polícia na rua. Nos bairros vizinhos, é que está preocupante. E é aquilo... estamos todos como reféns, sem poder sair de casa. Fica com Deus!!!!! ".
E aqui, fico a imaginar onde está aquele Rio de Janeiro, cidade maravilhosa...E outro pesadelo começa a rondar: até quando teremos um Seridó diferente do Rio de Janeiro? Não temos guerras semelhantes as do Rio mas aqui as batalhas já começaram. Já temos lágrimas e sangue derramados no Seridó, movidos pelo tráfico. Já temos o medo de ficar nas calçadas e já nos sentimos reféns da ação dos bandidos.


Anna Jailma - jornalista e blogueira

"Catedral de Sant'Ana: nossa Fé e Segurança"


Os caicoenses que residem em Natal, participaram do lançamento da Campanha: “Catedral de Sant’Ana: nossa Fé e Segurança”, na última quinta-feira, dia 25, na missa da Catedral Metropolitana onde foi dada uma benção especial para os caicoenses residentes na capital.
Estiveram presentes, presidindo a celebração, o pároco de Sant’Ana, Monsenhor Edson Medeiros, o pároco emérito, Monsenhor Antenor Salvino e outros sacerdotes do Clero de Natal. O Ministério de Música da Canção Nova também participou da celebração.
Os caicoenses foram convidados a integrarem a campanha de reforma da igreja, que está refazendo o teto e resolvendo problemas de estrutura da Catedral. Já foram executados os procedimentos de grampeamento de fissuras, preenchimento de lacunas com concreto e colocação de cintas de concreto armado sobre as alvenarias.
A cobertura terá em sua estrutura de aço galvanizado, por ter como característica a leveza, telhas termo acústicas fabricadas no sistema sanduíche (telha metálica + isopor + telha metálica), calhas impermeabilizadas e forro com gesso acartonado. A calçada vai contar com acessibilidade, e terá outros serviços no templo como instalações elétricas e pintura geral. A obra está orçada em 400 mil reais e o tempo estimado de execução é de 150 dias.



A Catedral de Sant'Ana é de todos nós, povo seridoense, povo de fé!

Faça também sua doação por depósito bancário:
BANCO DO BRASIL
Ag: 0128-7, C/C: 37.847-X
DC REFORMA CATED SANTANA

Reforma da Catedral de Sant'Ana, de Caicó






Fotos - enviadas por Diego Vale
Postagem - Anna Jailma

Que raiz tem você?


Iniciou ontem e permanece até amanhã, dia 28, o II Encontro Norteriograndense de Genealogia, no Centro Pastoral Dom Wagner, aqui em Caicó. O encontro conta com palestras, mesas redondas, homenagens, e outros momentos que valorizam a genealogia das famílias seridoenses. No evento Dom José Adelino Dantas é homenageado pelo seu centenário e Monsenhor Tércio vai presidir a palestra sobre um século de Dom Adelino. Entre as homenagens está a poesia em cordel, de Abaeté do Cordel, realizado através de pesquisa de Maria do Ceo Costa.
Todas as família do Seridó são convidadas a integrarem o Encontro, conhecendo e trocando idéias sobre a árvore das famílias do Seridó.
Quem somos? De onde viemos? Estas interrogações fazem parte da nossa vivência, de nosso processo de auto-conhecimento, que é tão importante para nosso crescimento pessoal.
A Genealogia que estuda a origem e ramificações das família, proporciona o conhecimento sobre nossas raízes, nossa história de vida, a partir de nossos ancestrais. E como é bom 'estender' e entender este conceito de família. Como é bom ir além dos avós, tendo também conhecimento de quem foram nossos bisavós, e assim descobrir novos tios, novos primos, novas histórias que circundam a nossa própria história de vida.
Atualmente a valorização da família está se perdendo em meio a outros vagos e ocos conceitos. Grande parte dos nossos jovens não têm conhecimento de quem são seus bisavós ou mesmo os avós. Os laços vão com isso, sendo reduzidos e o conhecimento sobre a própria família parece ser algo sem importância. É preciso valorizar e estender a vontade de conhecer nossos laços, nossa família, principalmente a família seridoense; que na verdade é uma só árvore, frondosa e de bons frutos.


Anna Jailma - jornalista e blogueira

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Roda Gigante


Hoje, sem nenhum motivo específico, lembrei da roda gigante do Parque Lima. Não estamos em junho mas a lembrança da roda gigante chegou de repente... Lembro que quando estava na fila de comprar o ingresso, sempre tinha um 'frio na barriga' porque um ou outro colega, fazia questão de botar medo em todo mundo; mas no fim, a gente enfrentava o medo e passeava naquela roda gigante, que parecia 'coisa do outro mundo'. Era enorme, nossa "montanha russa".
...E quando a cadeira ficava lááá em cima, balançando pra lá e pra cá, a gente segurava com muita força e o frio na barriga aumentava; mas, era tão bonito o São João visto lá de cima, que o medo num instante passava. Além do São João em São João, cheio de bandeirinhas coloridas para se olhar, ainda tinha as músicas do Parque Lima, com suas dedicatórias; e quando a roda gigante parava, todo mundo descia com um gosto de quero mais. Ainda tinha os mais atrevidinhos que diziam "já parou? Essa roda não foi completa não, moço..." [risos]
Hoje vejo que a roda gigante é bem semelhante a vida. Tem altos e baixos, momentos de alegria e de frio na barriga. Tem os balanços e a calmaria, tem o sobressalto do início da "rodada", a empolgação no percurso, a beleza que contemplamos e por fim, o freio na hora de descer...E quando a gente desce, sempre fica aquele gosto de "quero mais"...Certamente também há quem diga lá no outro plano: "já parou? Essa roda não foi completa não, moço..."
E a música deste Parque da Vida pode ser a de Chico Buarque, Roda Viva: "...Tem dias que a gente se sente/Como quem partiu ou morreu/A gente estancou de repente/Ou foi o mundo então que cresceu.../A gente quer ter voz ativa/No nosso destino mandar/Mas eis que chega a roda viva/E carrega o destino prá lá ...Roda mundo, roda gigante/Roda moinho, roda pião/O tempo rodou num instante/Nas voltas do meu coração...
A gente vai contra a corrente/Até não poder resistir/Na volta do barco é que sente/O quanto deixou de cumprir/Faz tempo que a gente cultiva/A mais linda roseira que há/Mas eis que chega a roda viva/E carrega a roseira prá lá.../Roda mundo, roda gigante/Roda moinho, roda pião/O tempo rodou num instante/Nas voltas do meu coração...[Roda Viva - Chico Buarque]

Anna Jailma - jornalista e blogueira

Foto - autor desconhecido

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

NOTAS DO DIA

CULTURA - A Casa de Cultura Popular de Caicó promove a Oficina de Férias 2010 com artes plásticas para crianças maiores de 8 anos, adolescentes e adultos. As atividades são ministradas por artistas plásticos, Adonay e Custódio Medeiros.
As Oficinas funcionam nas segundas e quartas-feiras, sendo das 9h às 11h e das 15h às 17h, de 29 deste mês até 22 de dezembro.
Outras informações na Casa de Cultura, antigo Sobrado de Pe. Guerra, ao lado da Catedral de Sant’Ana.
Tempo de férias também é tempo de arte e cultura!

SAÚDE - O Hospital Estadual Doutor Ruy Pereira, de Natal, vai começar a realizar angioplastias. O antigo ITORN, recebeu novos equipamentos, que estão sendo instalados e até dia 17 deste mês 20 intervenções vasculares já foram realizadas. A unidade está operando com duas salas de cirurgias totalmente habilitadas. Hoje o hospital Ruy Pereira tem 53 pacientes internados e todos com demanda em clínica médica ou cirurgias vasculares.
O governador Iberê Ferreira de Souza inaugurou dia 8 de outubro o novo Hospital Estadual Doutor Ruy Pereira dos Santos (antigo ITORN) e entregou à população mais 100 novos leitos, dos quais 84 são clínicos e 16 de UTI.


PROJOVEM ADOLESCENTE - Adolescentes do Projovem que funciona na Escola Estadual Rosa de Lima, visitaram a Casa de Cultura de Caicó na última quinta-feira. Custódio Medeiros que integra a direção da Casa de Cultura, falou sobre os trabalhos desenvolvidos lá o ano inteiro; como oficina de arte, de cordel, além de teatro, grupos de canto e coral, cinema, e outros trabalhos.

Anna Jailma - jornalista e blogueira

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Prazer de viajar nos livros

"Parabéns Maria Isabel Cândido de Brito, você foi a leitora destaque do mês de maio do ano letivo de 2010, sendo aluna do 4º ano B, que mais usufruiu da nossa Biblioteca.
Instituto Brasil sente orgulho em tê-la como aluna."

Maria Isabel com os pais, Carlos Brito (Carlos de Romero) e Dalva Cândido
Maria Isabel recebendo prêmio de "Leitora do Mês" do Instituto Brasil

Entre os colegas, Isabel viaja na leitura


Dalva Cândido, que sempre foi íntima dos bons livros, plantou boas sementes na criação de sua pequena Maria Isabel e agora, já colhe bons frutos. Quando Isabel ainda era bem pequena, Dalva contava, inventava e recontava historinhas infantis para a filha e hoje, Isabel é também uma leitora dos bons livros, cheia de curiosidade neste muito da leitura.
Atualmente Maria Isabel participou de um evento na Escola onde estuda, Instituto Brasil, em Natal, e recebeu prêmio de "Leitora do Mês". Ela destacou-se entre os colegas que visitam a biblioteca, como boa leitora, sempre atenciosa e apaixonada por livros.
Interessante que Isabel até adora cheirar livros, pura intimidade! Com tanto amor pelos livros e sede de conhecimento, ela foi escolhida para ficar junto com a professora falando do prazer de ler para os outros alunos do Instituto.

Parabéns a Maria Isabel e a Dalva, pela boa colheita!

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos - Dalva Cândido

Ato Público pela Paz - Imagens

Esposa, filhos e mãe de F. Gomes, na Missa.

Érika Gomes, homenageando o pai.



Lucineide Medeiros fazendo homenagem da Rádio Caicó AM

Pátio da Igreja Matriz de São José ficou lotado,
na saída para caminhada da paz...


No percurso até a Ilha de Sant'Ana foram muitos os lenços brancos e toalhas brancas saudando a multidão pelas janelas...

Um mar branco cobriu Caicó!

Na Ilha de Sant'Ana foram muitas as homenagens em voz e música para F. Gomes

Na Ilha de Sant'Ana o povo, incansável, exigia paz para Caicó e região
Durante a Missa de 30º dia da morte de F. Gomes, na Igreja Matriz de São José, e durante todo o percurso até a Ilha de Sant'Ana, diversas pessoas colheram assinatura da multidão solicitando ao Ministro da Justiça, a vinda e permanência da Delegacia da Polícia Federal para Caicó.
Também na Ilha, as diversas listas permaneceram em destaque colhendo assinaturas.
O abaixo-assinado, que deve conter cerca de 20 mil assinaturas, será entregue ao Ministro da Justiça em Brasília, através de uma comissão de Caicó, que irá a Brasília fazer a entrega. A Comissão conta com representantes da sociedade civil organizada e autoridades políticas do Estado.
Para assinar a lista, é preciso está com o número da identidade em mãos, para registro.
A lista deve continuar por alguns dias em locais estratégicos de Caicó, inclusive na Rádio Caicó AM, antes da ida para Brasília.
Assinar este manifesto é um ato concreto de cidadania.
Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos - Lucineide Medeiros


terça-feira, 16 de novembro de 2010

"Os bons não morrem, ficam encantados"


Ontem houve a Missa de 30º dia pela morte de F. Gomes e como disse Dom Delson, “Missa de Ação de Graças em agradecimento pela pessoa que F. Gomes foi”.
Caicó ontem foi banhado por um mar branco. A população vestiu branco e da Igreja Matriz de São José, até a Ilha de Sant’Ana, "caminhando e cantando", todos pediam pela paz, pela justiça. Todos diziam “não” ao tráfico de drogas, aos traficantes, à impunidade.
A gravação com a voz de F. Gomes pedindo pela paz nas famílias e pelo fim do tráfico de drogas, confirmava uma frase do escritor Guimarães Rosa: “os bons não morrem, ficam encantados”. E com F. Gomes é assim: não morreu; permanece encantado nas afirmações firmes pedindo, exigindo, ações concretas contra a violência.
Depois da Missa, do Ato Público pela Paz na Ilha, cheguei em casa e fiquei pensando naquela multidão irmanada, fazendo valer a voz de F. Gomes. Que mar branco bonito de contemplar.
Pensaram que matando F. Gomes iriam calar sua voz; mas que engano: agora a voz de F. está multiplicada! Aquela voz que, todos os dias, visitava as famílias do Seridó pelas ondas do rádio, está enraizada em cada caicoense, em cada seridoense; e hoje, cada cidadão de bem vai as ruas exigir ações concretas contra as drogas, contra a violência.
Pensaram que matando F. Gomes iriam enfraquecer a luta contra as drogas. Engano! Nosso povo está ferido, mas irmanado na dor, que transforma-se em coragem de lutar pela paz e justiça; como F. Gomes lutou a vida inteira. Este é nosso legado.
Como na oração de São Francisco, o povo de Caicó levou amor, união, fé, verdade, esperança pelas ruas. O time da paz está formado e em campo, destinado a vencer. Vamos seguir em frente, com paz e coragem, força e determinação.
"O sertanejo é antes de tudo um forte", como disse Euclides da Cunha. Esta força interior move montanhas, é capaz de fazer acontecer. O exemplo de F. Gomes está eternizado em nós e vai permanecer vivo de geração à geração, como homem de paz que despertou a coragem do povo do Seridó de lutar com garra; indo as ruas manifestar seu “não à violência e não as drogas”.
Um dia vou contar para meu filho, a história de um menino do sertão que transformou-se em herói da paz.


Anna Jailma - jornalista e blogueira

Foto - blog de Marcos Dantas

sábado, 13 de novembro de 2010

Dia 15: Missa de F. Gomes e manifesto pela Paz, contra as drogas!

Na próxima segunda-feira, dia 15 de novembro, será celebrada a Missa de 30º dia da morte do jornalista Francisco Gomes de Medeiros, F.Gomes. A missa será celebrada as 16h, na Igreja Matriz de São José, em Caicó, presidida pelo bispo da Diocese de Caicó, Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, e concelebrada por padres da Diocese.
Logo depois da missa, haverá caminhada pelas ruas de Caicó, até o Complexo Turístico Ilha de Sant’Ana. Será uma manifestação pela paz e contra as drogas, organizada pela Rádio Caicó AM; contando com a colaboração das outras rádios, demais órgãos da imprensa e sociedade civil organizada. Na Ilha de Sant’Ana as pessoas presentes vão poder assinar um abaixo-assinado solicitando a vinda da Delegacia da Polícia Federal para Caicó; visando o combate efetivo das drogas e da violência em Caicó e região.
Também na Ilha, será montado um palco, onde vai haver apresentações de Ronaldo Carlos, Dodora Cardoso, Galvão Freire, e a dupla de violeiros, Antônio Silva e Sebastião da Silva.
Na Starret Confecções, de Caicó, está a venda camiseta branca com foto de F. Gomes e a frase: “F.Gomes, sua voz jamais irá calar’. Na segunda-feira, até as 14h, a camiseta será vendida na Rádio Caicó AM.
É sugerido que todos vistam branco, cor que simboliza a paz.

Pássaros que sobrevoaram o carro de bombeiros, em frente a Matriz de São José, quando os bombeiros recebiam o corpo de F. Gomes.

Todo o povo seridoense é convidado a integrar esta celebração, momento de oração e de união, também colaborando com este manifesto pela Paz, que vai culminar com a solicitação de Delegacia da Polícia Federal para Caicó. É necessário que cada um de nós colabore, faça acontecer um combate efetivo contra a violência e as drogas; que estão presentes não só em Caicó, mas em todo Seridó. A hora do combate é agora. E cada um de nós, cidadão ou cidadã do bem, é convidado a agir.


Anna Jailma - jornalista e blogueira

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Comissão Interamericana de Direitos Humanos pede investigações rápidas sobre crime contra F. Gomes e outros jornalistas do Brasil


Corte de Direitos Humanos pede que Brasil investigue morte de jornalistas
Publicidade


DA ANSA, EM WASHINGTON - publicado em www1.folha.uol.com.br, em 03/11/2010


A Relatoria para a Liberdade de Expressão da CIDH (Comissão Interamericana de Direitos Humanos) condenou o assassinato dos jornalistas José Pontes de Souza e Francisco Gomes de Medeiros (F. Gomes), e pediu ações ao governo do Brasil.
Em um comunicado difundido em Washington, onde fica a sede da OEA (Organização dos Estados Americanos) -- à qual é vinculada a CIDH --, a relatoria solicitou às autoridades "a realização de investigações rápidas e diligentes para esclarecer o motivo dos crimes, identificar e sancionar adequadamente os responsáveis".
Souza era diretor e presidente do jornal Entre-Rios, da cidade fluminense de Três Rios, e foi morto em 30 de outubro em Paraíba do Sul, no mesmo estado. Já Medeiros trabalhava em uma rádio e foi assassinado em 18 de outubro em Caicó, no Rio Grande do Norte.
Citando informações do Brasil, a relatoria assinalou que o homicídio de Souza foi provocado por "uma pessoa desconhecida que atirou em sua cabeça". No caso de Medeiros, o organismo apontou que "um sujeito disparou em várias oportunidades em frente a sua casa", e que ele "foi levado com vida a um hospital local, onde faleceu".
"Recentemente, Gomes [de Medeiros] havia denunciado uma suposta compra de votos em troca de droga por parte de políticos da comunidade de Caicó, no primeiro turno das últimas eleições gerais brasileiras", realizado em 3 de outubro, continuou o órgão da CIDH.
A relatoria "exortou" o governo a "impedir a impunidade destes crimes com o impulso decidido das investigações, o julgamento e sanção adequada de quem forem os responsáveis, assim como a justa reparação aos familiares das vítimas".
No final do mês passado, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) já havia pedido às autoridades brasileiras que investigassem e punissem os responsáveis pela morte de Medeiros.
Ontem, a organização internacional Repórteres Sem Fronteiras (RSF) também condenou o assassinato de Souza, e recordou que este era o terceiro jornalista morto em 15 dias no país -- além dos dois, também foi morto Wanderley dos Reis, do jornal Popular News da cidade paulista de Ibitinga, em 16 de outubro.


Postagem: Anna Jailma

terça-feira, 26 de outubro de 2010

FEIRA DO LIVRO - O Prazer da Leitura

"Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história."
[Bill Gates]



A leitura de um bom livro é um diálogo incessante: o livro fala e a alma responde.
[André Maurois]

Tributo ao Livro
[Poeminha do Prazer]
O sumo prazer humano
Sente o ser que é seduzido
Não apenas pela leitura
Mas, sobretudo, pelo livro
Porque o livro é o corpo
E a leitura, o espírito
[Bruno Bezerra]

Viajar pela leitura
[Clarice Pacheco]
Viajar pela leitura
sem rumo, sem intenção.
Só para viver a aventura
que é ter um livro nas mãos.
É uma pena que só saiba disso
quem gosta de ler.
Experimente!
Assim sem compromisso,
você vai me entender.
Mergulhe de cabeça na imaginação!



Postagem/Fotos - Anna Jailma

FEIRA DO LIVRO - Artesanato


Tânia Belo - artesã gaúcha, fazendo sucesso no Seridó
Quem me conhece sabe, adoro artesanato. Na Feira do Livro deste ano tive a grata surpresa de conhecer a arte diferente, "estilosa", de Tânia Belo, uma gaúcha da gema, que veio do Rio Grande do Sul para o Rio Grande do Norte, trazida pela mão de um pequeno gigante: seu neto de 2 anos.
O genro de Tânia Belo, Professor Lourival, veio para UFRN. Consequentemente vieram Mônica, esposa dele e professora de dança no CDS, o filho do casal, e a avó Tânia; que segundo ela, veio para ficar com o netinho, maior paixão de sua vida.
Tânia chegou em Caicó no primeiro dia de Carnaval, neste ano, e já se deixou levar pelo Bloco do Magão. Fez a festa em Caicó no passo do frevo, adora Caicó e sua arte faz sucesso por aqui. Colares, terços bem artesanais (dentro de caixinhas cobertas com tecidos), brincos, pulseiras, tudo num estilo hippie chic de ser. Crochès, fuxicos, bonequinhos, palhaços, flores, miçangas, tecidos coloridos, pedras, tudo vira arte bonita de se ver, pelas mãos de Tânia.
Um diferencial é que Tânia gosta de fazer pesquisa antes de realizar novos trabalhos. Recentemente ela criou broches baseados em fotografias antigas de sua mãe, reproduzindo acessórios de ontem, com peças de hoje. Uma beleza!
Além de artesã e avó dedicada, Tânia Belo é uma pessoa de riso franco, que transmite alegria de viver. Parabéns pelo seu trabalho e seja muito bem-vinda ao Seridó!
Contato com o trabalho de Tânia: (84) 9944-0986
Anna Jailma - jornalista e blogueira

FEIRA DO LIVRO DO SERIDÓ - Circo da Luz!

Circo da Luz na Feira do Livro

Nós do Projovem - iluminados pelo Circo da Luz!

Enquanto a Filarmônica Recreio Caicoense se apresenta,
o povo dança!



Moacy Cirne e Abimael Silva - fazendo acontecer no palco

Na noite de quinta-feira, 21, o Circo da Luz, da Feira do Livro do Seridó, trouxe Moacy Cirne e Abimael Silva. Fui à Ilha de Sant'Ana como Orientadora Sócio-Educacional do Projovem Adolescente, junto a outras orientadoras e adolescentes do Projovem.
Para minha alegria tive a oportunidade de conhecer de perto o escritor Abimael Silva, também proprietário do famoso Sebo Vermelho, de Natal, que funciona na Avenida Rio Branco. Abimael já editou 200 títulos sobre o Nordeste e era justamente sobre a literatura que fala e registra o Rio Grande do Norte, que ele estava falando no Circo da Luz. Foi cobrado o interesse dos nossos gestores pela nossa história, nossos registros, o mundo "potiguar", nossas raízes.
Dividindo o palco com Abimael, estava o grande Moacy Cirne, poeta, artista visual e professor-aposentado do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal Fluminense, considerado o maior estudioso brasileiro das histórias em quadrinhos.
Moacy Cirne é de São José do Seridó mas há décadas reside no Rio de Janeiro. Para minha satisfação ouvi de Moacy: "você eu estou reconhecendo...do blog!" Adorei conhecer Moacy, que mesmo há anos no Rio, conserva um jeito todo seridoense de ser e demonstra preocupação com o desenvolvimento da nossa juventude, com o espaço que é dado a leitura, a cultura do Seridó.
Depois de Moacy Cirne e Abimael Silva, o palco do Circo da Luz abraçou a Filarmônica Recreio Caicoense, que fez a festa para o público. Enquanto a banda tocava, o povo dançava - e muito! Isto é Seridó! E eu amo tudo isso!
Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos - Anna Jailma