quinta-feira, 25 de março de 2010

Artistas fazem da feira livre um palco!


A Casa de Cultura Popular de Caicó, comemora dia 27 o Dia Mundial do Teatro e realiza evento na feira livre deste próximo sábado, a partir das 9h em Caicó.
Os artistas vão sair da Casa de Cultura, ao lado da Catedral de Sant'Ana, até a feira livre, onde vai ocorrer apresentação de crianças e adolescentes do grupo de teatro Filhos do Acauã. O grupo vai apresentar uma peça sobre costumes do sertão, com foco no Seridó.
A peça que vai ser apresentada pelo grupo Filhos do Acauã é uma adaptação do texto de Hélio Pedro, membro do Clube de Trovadores do Seridó; que tem a cultura do povo seridoense como sua maior fonte de inspiração.
Também na feira livre, o artista e professor de teatro Alexandre Muniz vai recitar poesias matutas completando as apresentações. É a cultura de Caicó presente na feira livre.
Até o momento está a única manifestação artística e cultural em comemoração ao Dia Mundial do Teatro em Caicó. Mesmo a cidade sendo palco de vários grupos de teatro, com artistas brilhantes, como podemos presenciar no Auto de Sant'Ana de 2009, o poder público municipal parece nem ter conhecimento da existência da data comemorativa e nada providenciou em comemoração.
Bom seria se a tão esperada Praça da Alimentação José Augusto fosse inaugurada nesta data, com ampla programação cultural, em parceria da Prefeitura com os artistas da terra, uma festa da arte, com a cultura de raiz imperando no Dia Mundial do Teatro. Mas para isso é preciso ter aquela "visão" que vai além do "próprio umbigo" e alcança o povo. Essa visão a Casa de Cultura de Caicó tem, graças a Deus e a Sant'Ana!


Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto - Arte de Aracy

2 comentários:

Anônimo disse...

Amiga Anna Jailma,
Como sempre você defendendo com louvável mestria as nossas expressões culturais.

Parabéns a Casa de Cultura Popular de Caicó e os nossos enérgicos artistas.

O teatro é uma arte em que o artista
Interpreta com fervor o seu papel;
Arte total para quem quer ser fiel,
Sem perder a compostura de otimista...
Entretanto, é muito árdua essa conquista.
É preciso o preconceito superar!
Em defesa da cultura popular,
Pouca gente reconhece o seu valor,
Se não fosse o nosso povo lutador,
O teatro não teria o seu lugar!

Saudações!

Djalma Mota
Poeta/Radialista

JOSÉ MÁRIO DANTAS disse...

COMO HISTORIADOR EU ADMIRO MUITO CAICÓ PELO SGUINTE FATO:A ORDEM DO DISCURSO DAQUI É MUITO MAIS UMA DESORDEM DO QUE UMA ORDEM.A POPULAÇAO COMO UM TODO SEMPRE LEMBRA AS DATAS QUE DAO DESTAQUE AOS EVENTOS MEMORIAS DO TIPO DA "COLONIZAÇAO" PARA SER BEM ANACRONICO.AINDA BEM QUE HA UMA CASA DA CULTURA NA CIDADE QUE RECORDA COM CARINHO A IMPORTANCIA DA NOSSA CULTURA INDEPENDENTE DE POSIÇAO SEJA LÁ DE QUEM FOR.PORQUE MUITOS ESQUECEM O DIA DO TEATRO?O TEATRO GREGO PARECE QUE NAO QUER USAR SUAS MASCARAS EM CAICÓ ARCAICO."HA CAICÓ ARCAICO..."
É DO SEIO DA SUA POPULAÇAO CLAMANTE QUE SAEM OS GRITOS POR UMA CULTURA VERDADEIRA NAO INFESTADA PELA GRIPE DO MATERIALISMO GANANCIOSO.
ENFIM EXISTE UMA DODORA ,UM CUSTODIO, UM DJALMA , UM MAGAO ,UMA NISINHA , UM ANDRE , UM JOSE , UM JOAO , UMA MAIA ,UMA SEVERINA , UMA ANSTACIA ; COM OVERDADEIROS ARISTAS DESSA ANTIGA TRADIÇAO DE BUSCAR A CULTURA VERDADEIRA.