quinta-feira, 7 de outubro de 2010

O Que Será?

Blogueiros adoram trocar figuras, de blog em blog...Como as comadres adoram trocar idéias de calçada em calçada ou de janela em janela [risos]. Eu e João Quintino, o Rei Midas de São João do Sabugi, trocamos figuras no blog dele e cá, no blog À Flor da Terra.
Vi "agorinha" o recado dele comentando a beleza da fotografia da Serra do Mulungu e surgiu dúvida sobre o título da música de Chico ( quando escuto muito um artista me sinto íntima, daí Chico Buarque é Chico, Caetano é Caê e por aí vai...audácia pura [risos] ). A música tem o nome de O Que Será mas tem duas versões O Que Será ( À Flor da Pele) e O Que Será ( À Flor da Terra), que deu nome ao blog. Como as duas versões são maravilhosas, vim compartilhar aqui com vocês.
Vale destacar que a versão À Flor da Terra lembra bem a época de eleições, a política neste país...E voltando a Chico, Aqui estão as versões de "O Que Será".
Chico Buarque: usem e não abusem.

Anna Jailma - jornalista e blogueira.


O Que Será ( À Flor da Terra)


O que será que será/Que andam suspirando/Pelas alcovas?/Que andam sussurrando/Em versos e trovas?/Que andam combinando/No breu das tocas?/Que anda nas cabeças?/Anda nas bocas?/Que andam acendendo/Velas nos becos?/Estão falando alto/Pelos botecos/E gritam nos mercados/Que com certeza/Está na natureza/Será, que será?/O que não tem certeza/Nem nunca terá!/O que não tem concerto/Nem nunca terá!/O que não tem tamanho.../
O que será?/ Que Será?/Que vive nas idéias/Desses amantes/Que cantam os poetas/Mais delirantes/Que juram os profetas/Embriagados/Está na romaria/Dos mutilados/Está nas fantasias/Dos infelizes/Está no dia a dia/Das meretrizes/No plano dos bandidos/Dos desvalidos/Em todos os sentidos/Será, que será?/O que não tem decência/Nem nunca terá!/O que não tem censura/Nem nunca terá!/O que não faz sentido.../
O que será? Que será?/Que todos os avisos/Não vão evitar/Porque todos os risos/Vão desafiar/Porque todos os sinos/Irão repicar/Porque todos os hinos/Irão consagrar/E todos os meninos/Vão desembestar/E todos os destinos/Irão se encontrar/E mesmo padre eterno/Que nunca foi lá aquele inferno/Vai abençoar!/O que não tem governo/Nem nunca terá!/O que não tem vergonha/Nem nunca terá!/O que não tem juízo..."




O Que Será ( À Flor da Pele)

"O que será que me dá/Que me bole por dentro, será que me dá/Que brota à flor da pele, será que me dá/E que me sobe às faces e me faz corar/E que me salta aos olhos a me atraiçoar/E que me aperta o peito e me faz confessar/O que não tem mais jeito de dissimular/E que nem é direito ninguém recusar/E que me faz mendigo, me faz suplicar/O que não tem medida, nem nunca terá/O que não tem remédio, nem nunca terá/O que não tem receita/O que será que será/Que dá dentro da gente e que não devia/Que desacata a gente, que é revelia/Que é feito uma aguardente que não sacia/Que é feito estar doente de uma folia/Que nem dez mandamentos vão conciliar/Nem todos os ungüentos vão aliviar/Nem todos os quebrantos, toda alquimia/Que nem todos os santos, será que será/O que não tem descanso, nem nunca terá/O que não tem cansaço, nem nunca terá/O que não tem limite/O que será que me dá/Que me queima por dentro, será que me dá/Que me perturba o sono, será que me dá/Que todos os tremores me vêm agitar/Que todos os ardores me vêm atiçar/Que todos os suores me vêm encharcar/Que todos os meus nervos estão a rogar/Que todos os meus órgãos estão a clamar/E uma aflição medonha me faz implorar/O que não tem vergonha, nem nunca terá/O que não tem governo, nem nunca terá/O que não tem juízo..."

2 comentários:

João Quintino disse...

Jailma, as duas versões são lindas: a primeira, política, social, engajada; a segunda, sensual, afetiva. A investigação e o esclarecimento foram válidos. Grato. Abraço!

ANNA JAILMA - annajailma@yahoo.com.br disse...

Isso mesmo JQ. Faço minhas as suas palavras. E vamos continuar na troca de figurinhas [risos]