quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

I MostrArte de Caicó

Foi em dezembro que aconteceu a I MostrArte da Casa de Cultura Popular de Caicó. O evento aconteceu no Centro Cultural Adjuto Dias, levando a platéia os frutos do trabalho anual da Casa de Cultura em Caicó. Estiveram no palco do Centro Cultural, os corais Canto Caá e Meninas do Encanto, com a maestrina Jussara Santos; grupo de teatro Filhos de Acauã, com crianças e adolescentes, tendo direção de Alexandre Muniz; além de membros da Oficina de Cordel; grupo de Verso e Prosa, e mamulengos; todos estes, trabalhos criados e desenvolvidos na Casa de Cultura de Caicó. Atendendo o convite da coordenação da Casa de Cultura, tive o prazer de fazer o texto de abertura da I MostrArte, abrindo o espetáculo. Também foi nesta noite que meu Saul representou o Menino Jesus, na peça teatral "O Nascimento de Jesus nas Quebradas do Sertão”. Então, revivendo dezembro, trago para vocês registros desta noite cultural realizada em Caicó.
"A Casa de Cultura Popular de Caicó realiza nesta noite a primeira MostrArte, trazendo para o palco todos os trabalhos artísticos e culturais desenvolvidos na Casa de Cultura neste ano de 2010. O Sobrado de Padre Guerra é o celeiro de cultura do Seridó. É um aconchego para o verso e a prosa, para a literatura de cordel, teatro, música, arte plástica e outras modalidades de arte. É na Casa de Cultura de Caicó, que as crianças vivenciam as brincadeiras populares, as cantigas de roda, a contação de história e o teatro; aprendendo a valorizar a infância e conhecendo a riqueza da nossa cultura: as lendas, histórias e valores do Seridó e seu povo. É no antigo Sobrado que nascem poetas; artistas plásticos de todas as idades; corais que contribuem para a valorização da boa música; atores e atrizes, que no teatro expressam a vida e o valor do sertão. As apresentações desta noite iniciam com o grupo de Verso e Prosa e equipe da Casa de Cultura Popular de Caicó, que ao som do baião marcam presença no palco. Em seguida, os mamulengos apresentam o desafio de viola; e o Coral Meninas do Encanto vai executar suas peças, com regência de Jussara; trazendo no repertório músicas que marcaram época, entre elas Seri Meu Seridó, de Elino Julião; e Légua Tirana, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira. O teatro se faz presente com o grupo Filhos de Acauã, apresentando a peça “O Nascimento de Jesus nas Quebradas do Sertão”. Na peça, as dificuldades que enfrentamos diariamente, a desigualdade social e o ambiente que vivemos são introduzidos no contexto. Além disso, a nossa culinária tão rica, está presente nos desejos de Maria, Mãe de Jesus. O “Nascimento de Jesus, nas Quebradas do Sertão” é apresentado em rimas, com direção de Alexandre Muniz e texto de Djalma Mota e Dodora Medeiros. Também nesta noite o público é presenteado com o Coral Canto Caá, que executa Assim Nasceu Jesus; depois apresentando músicas regionais, intercalando com o Sarau Poético de Cordel; onde os participantes da Oficina de Cordel da Casa de Cultura recitam versos de autoria própria. O Coral Canto Caá executará, Luar do Sertão,de Catullo da Paixão Cearense e João Pernambuco; ABC do Sertão de Zé Dantas e Luiz Gonzaga; Rabo do Jumento de Elino Julião; É proibido cochilar, de Antônio Barros; e Sebastiana, de Rosil Cavalcanti e Jackson do Pandeiro. No encerramento as poetisas do Sarau Poético se integram ao Canto Caá e executam Que nem Jiló, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira.
Com vocês, a I MostraArte da Casa de Cultura Popular de Caicó...
"










Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos - Site Sem Opção

Nenhum comentário: