domingo, 5 de junho de 2011

Adeus



Partiu hoje, o poeta, violeiro, repentista e cordelista, Francisco Fernandes Mota, "Chico Mota", divulgador incondicional da cultura popular. Chico Mota contava com 86 anos de idade e 48 anos de dedicação ao programa Violeiros do Seridó, na Rádio Rural AM, de Caicó.
Caicó, o Seridó e todos os amantes da poesia, sentem sua perda. Aos familiares, os sinceros sentimentos. Que Chico Mota receba de Deus, o acolhimento.




Era junho, do baião...
Muito xote, animação
O poeta estava triste
Olhava e via solidão

Deus, com seu amor
Deu-lhe vida comprida
O poeta, com sua dor
Viu a vida sofrida

A viola, lá no canto...
Não tocou, caiu no pranto
Quando viu seu poeta
Sem sentidos, no recanto.


Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos: blog Viola de Chico Mota

5 comentários:

Anônimo disse...

GRANDE POETA. GRANDE DIVULGADOR DE NOSSA CULTURA! QUE DEUS (MISERICÓRDIA) O TRENHA EM SEUS BRAÇOS.
ORAÇÕES DO POBRE IRMÃO,
URBANO MEDEIROS E FAMÍLIA

ANNA JAILMA - annajailma@yahoo.com.br disse...

OBRIGADA PELA PRESENÇA NO BLOG, URBANO. GRANDE ABRAÇO À TODOS.

Dalva Candido disse...

Foi com muito pesar que recebi a notícia da morte de Seu Chico Motta. O mundo " do repente", do improviso, da poesia popular está em luto. Deus o receba em sua misericórdia. Um abraço Jailma.

railson disse...

Neste momento tão difícil quero externar minhas condolências a toda família Motta, especialmente ao meu amigo Djalma , com quem pude manter permanentemente um elo de ligação nos assuntos pertinentes a poesia popular desde o ano de 1998, quando tive a honra de o conhecer pessoalmente. Nesse momento, trabalhava na cidade de Serra negra do Norte, e essa aproximação, proporcionou-me também a admirar ainda mais os cantores da viola, ofício desempenhado pelo saudoso Chico Motta. Igualmente a todos os seridoenses nascidos nas últimas cinco décadas, eu, conheço o soar da Rádio Rural Am na voz do poeta Motta em todos os iniciar de quase todos meus dias de vida. “Não vi os primeiros passos da Rádio Rural, mas os meus primeiros passos foram ouvindo-a”.
Foi com muita tristeza que fiquei sabendo da notícia da morte do poeta Motta. Em alguns momentos que pude esta com ele em sua residência, senti a pureza daquele homem que “cantava” e “encantava” o sertanejos, tanto através das ondas da Rádio Rural Am de Caicó, quanto nos momentos esporádicos e regulares em que o Velho Chico Motta expressava seu talento nas cantorias de pé-de-parede e nos congressos regionais que lhe alegrava bastante quando se fazia vencedor. Apesar de sua idade tanto quanto avançada, animava os eventos poéticos como um menino saltitante. Pois ele dançava; versava; cantava; pulava, e nos fazia sentir-se bem com vossa presença. Uma cantoria com Motta jamais haveria de ter tristeza.
Aos seus familiares; funcionários da Emissora Rural; colegas cantadores e todos os apologistas da cantoria, recebam meus sinceros pêsames pelo momento que todos nós estamos passando. A lembrança de Seu Chico Motta ficará encravada em nossas mentes até o dia de nosso encontro com nosso Pai Celeste, pois afinal de contas, tudo voltará para Ele.

São João do Sabugi-RN.
Railson Antônio de Medeiros.

ANNA JAILMA - annajailma@yahoo.com.br disse...

Railson e Dalva, a partida de Chico Mota deixou de luto todos os amantes da cultura. Mas, ele estará sempre presente nas manifestações culturais; como exemplo de digno representante da nossa cultura e divulgador da nossa história.
Obrigada pelos ricos comentários.