quarta-feira, 27 de julho de 2011

Vergonha: vereadores aprovam Bolsa Paletó


Em São João do Sabugi, a Câmara Municipal de Vereadores, através dos seus edis, criaram a Bolsa Paletó, que teve como autor o vereador Marcílio de Medeiros Dantas.
O documento diz:

"A Câmara Municipal de São João do Sabugi, através dos seus vereadores, com base no artigo 146, parágrafo 2º do Regimento Interno, resolve:

Artigo 1º - Será concedida a cada Vereador uma ajuda de custo, sob forma indenizatória, para aquisição de paletó ou blazer a serem usados nas sessões da Câmara Municipal, no valor de 35% (trinta e cinco por cento) do subsídio mensal do Vereador, a partir de 1º de julho de 2011.

Parágrafo único – A ajuda de custo será paga nos meses de julho e agosto do corrente ano e dos anos subseqüentes.

Art. 2º - Esta resolução entra em vigor na data de sua publicação.

São João do Sabugi – RN, em 05 de julho de 2011.

Marcílio de Medeiros Dantas
Vereador autor."
Fonte: www.anchietafotofranca.blogspot.com

Do blog À Flor da Terra:
Para meu espanto – juro que quase caio de susto – o vereador na pequena São João do Sabugi, que tem menos de 6 mil habitantes, tem salário mensal de mil e 500 reais. Assim sendo, a “ajuda de custo” chega a 525 reais, em julho e agosto.
Conforme informações obtidas, a votação na Câmara de Vereadores, contou com um único voto contra: o do vereador Batista do Posto. Os vereadores Didi Fernandes e Gugu, não compareceram. Os demais: Marcílio Dantas, Alcides Carneiro, Carlindo Júnior, Rutênio, Yuri Pereira, e Dadá , votaram a favor.
Registro aqui, minha indignação e meu repúdio a este abuso: Caro$ vereadore$, por que não criam uma parceria com a Associação da Filarmônica Honório Maciel e conseguem uma bolsa para os músicos da Filarmônica, que só ganham na Festa do Padroeiro ou em pequenas festas da Paróquia? Por que não buscam uma forma de acabar com a muriçoca, que é causa de problemas alérgicos e tanto prejudica a população desde junho?
Por que não buscam uma forma de gerar emprego em São João? São Fernando é muito menor, São José do Seridó também e ambas têm pequenas empresas instaladas, gerando emprego. Por que não criam campanhas educativas de combate a droga, principalmente o álcool, já que nossos adolescentes ( meninos e meninas) bebem até cair, vendo nisso uma forma de lazer? E ainda, POR QUE NÃO PENSAM, ANTES DE CRIAREM PROJETOS E VOTAREM?
Ainda vou fazer um desabafo: "Quem cala consente", portanto, na minha opinião, os caro$ edi$ que se omitiram, também estão na turma do “sim a bolsa paletó”...ou apresentem motivos justíssimos para não terem comparecido a votação.
Que a população não perca a memória, no próximo voto.

Anna Jailma - jornalista e blogueira.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Cavalgada de Sant'Ana

Cavalgada de Sant'Ana...
Av. Cel. Martiniano
Coragem não tem idade...
Nesse mundo tudo tem. Tem até vaqueiro com medo de cavalo [risos]
Vaqueiros do meu Seridó
Amazonas destemidas
Mais um pequeno vaqueiro, de chapéu de couro...
Arco do Triunfo
Av. Seridó
Linda, saudando Sant'Ana com o chapéu
Ingrid Filgueira, acompanhada pelo pai, no galope pelas ruas
Dom Delson, Bispo Diocesano de Caicó, e autêntico nordestino

Ontem aconteceu a Cavalgada de Sant’Ana, saindo do Parque de Exposição até a Catedral de Sant’Ana. Homens, mulheres e crianças saudaram Sant’Ana, enchendo as ruas de alegria e cheiro do campo. Já na Catedral, houve bênção aos presentes e animadíssimo leilão.
Pelas calçadas, o povo emocionado recordava a vida do campo, tão intercalada a nossa história e nossa cultura.
Todo povo seridoense tem suas raízes na vida campesina. Mesmo quem não morou em sítios, teve – ou tem - um pai ou avô que usava chapéu de couro, que tinha as mãos calejadas pelo cabo da enxada, que contava causos envolvendo o cenário sertanejo. Por isso, a emoção que sentimos ao presenciar a Cavalgada, não vem do acaso. Vem das nossas raízes mais profundas, que sustentam nossa árvore genealógica.

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos - Anna Jailma

São João do Sabugi na Festa dos Idosos do Seridó









O Grupo de Terceira Idade Recordação do Passado, de São João do Sabugi, participaram ativamente da 12ª Festa dos Idosos do Seridó, realizada anualmente em Caicó; nos festejos da padroeira Sant'Ana.
O grupo sabugiense foi acompanhado da coordenadora Carminha Morais e equipe de apoio.
São João do Sabugi marcou presença com alegria contagiante e ainda com o toque da sanfona de Zé de Jarda. Com muito forró e animação eles fizeram a festa. Seguiram em caminhada pelas ruas, junto aos outros municípios seridoenses, até a Catedral de Sant'Ana, onde houve celebração da Missa; e em seguida, foram para o Iate Clube, onde houve recepção para os convidados.
No palco, decorado com arcos de mil e cem bolas, a mensagem traduzia o sentimento de todos que estavam ali: "Não temos idade. Temos vida".

Fotos - Kurtição

Anna Jailma - jornalista e blogueira

Festa dos Idosos do Seridó 2011

A Festa dos Idosos do Seridó, neste ano comemorou 12 anos, dentro dos festejos de Sant’Ana; em Caicó. Lamentavelmente a comemoração deixou a desejar. Talvez por falta de experiência da equipe responsável pela alimentação, ou por outros motivos desconhecidos, todo o feijão da festa azedou. Felizmente nem chegou a ser servido. Foi abrir os caldeirões e perceber o azedume.
Como se não bastasse, o strogonoff que fazia parte do cardápio, acabou cedo; nos primeiros 40 minutos de distribuição...e vale destacar que o almoço começou a ser servido às 13h30. Sem feijão e sem strogonoff o cardápio foi resumido a arroz, paçoca,e batata doce...Mas pouco tempo depois o arroz também acabou e o almoço foi resumido a paçoca e batata doce.
As críticas foram muitas. A insatisfação também. O grupo de idosos de São João do Sabugi, com quase 70 pessoas, foi embora sem almoçar.
É óbvio que situações constrangedoras como esta podem acontecer, em qualquer evento. Mas que os erros não se repitam. Esperamos que no próximo ano, a Festa dos Idosos do Seridó seja grandiosa e sem estas constrangedoras falhas.
E afinal, qual a lição que fica? Gostaria de deixar algumas sugestões:
1) Que um dia antes da festa, sejam disponibilizadas cadeiras, para cada grupo, conforme a quantidade de pessoas confirmadas. Deixar cadeiras insuficientes, provoca no mínimo, a correria das equipes pegando cadeira daqui e dali.
Que a equipe responsável pela refeição procure informações com pessoas que já fizeram comida para esta exorbitante quantidade de pessoas – 4 mil pessoas – para não haver possibilidade de erro no cálculo. E ainda que se faça um cálculo, prevendo um aumento de pessoas, porque em eventos de grande porte sempre aparece mais um...
3) Que seja checado com alguns restaurantes a possibilidade de ficarem de ‘sobreaviso’, em caso de uma emergência dessa. Afinal, todo bom planejamento tem um ‘plano B’ na manga, para eventuais imprevistos.
4) Ainda para melhoramento da distribuição, seria ideal que na hora da refeição, fossem criados mais pontos de distribuição. Se são 25 municípios, que façam no mínimo, 5 pontos estratégicos; havendo definição de 5 cidades para cada ponto, com placas sinalizando as cidades de cada local.
5) Que antes de começar a festa, alguém da equipe organizadora fale aos convidados, avisando como vai ocorrer a distribuição de refeição e principalmente, se as equipes que acompanham os idosos devem se dirigir aos pontos de distribuição para pegarem bandejas ou se os idosos vão pegar fila ( o que, particularmente, acho desumano...)
E por último, não faço uma sugestão, mas, uma indagação: "por que não a Ilha de Sant'Ana, para realizar a Festa dos Idosos?" Tem mais espaço e ainda é perto da Catedral de Sant'Ana, onde assistem Missa, antes da ida ao Iate Clube.

Anna Jailma - jornalista e blogueira

sexta-feira, 22 de julho de 2011

A Volta


Retornamos com a Serra do Mulungu que tem a cara do blog À Flor da Terra. Esta também é uma fotografia de Anchieta França.


Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto - Anchieta França

terça-feira, 19 de julho de 2011

São João em Hortolândia - 23 e 24 de JULHO




São João em Hortolândia nos anos anteriores - sabugiense da gema, leva o São João onde vai!

O São João ainda não acabou. Quem quiser viver o tempo junino, pode participar do São João em Hortolândia, que há 5 anos vem realizando a festa junina; como forma de não “morrer de saudade” do São João em São João.
No Bairro São Bento, de Hortolândia, SP, moram dezenas de sabugienses. Como forma de viver nossa festa maior – o São João em São João – eles passaram a realizar o São João por lá, com muito forró, quadrilha, leilão, comidas típicas e muito calor humano, exatamente como o São João em São João.
Neste ano, a festança vai acontecer na Chácara Recanto dos Brotos, um lugar encantador, que vai combinar com a maravilhosa festa junina.
A programação inicia dia 23 de julho, com churrasco a noite, esquentando a noite fria do interior paulista com creme de galinha, caldo de mocotó e quentão. Na mesma noite a festa conta com quadrilha, momentos rádio difusora ( deve ser ótimo...”de fulano pra sicrano...” ), Literatura de Cordel, forró pé-de-serra, leilão e divulgação da festa do padroeiro em São João, mostrando o que se passou em São João.
No domingo, dia 24 de julho, o São João em Hortolândia inicia cedinho, com café da manhã, com gosto de Seridó: cuscuz com ovo, tapioca, polenta, bolachas e mesa de frutas...humm delícia. O almoço traz arroz ( será que é de leite?), feijoada da boa, farofa e churrasco, seguindo de leilão.
Durante os dois dias, vai haver registro de todo o encontro, e um DVD será comercializado, podendo ser enviado a quem estiver em São João do Sabugi ou outro lugar, e quiser adquirir.
Para informação sobre como participar da festa, qual o acesso ao Recanto dos Brotos, como adquirir o DVD e outras dúvidas, você deve acessar o blog do São João em Hortolândia: www.sabugiensehortolandia2011.blogspot.com


Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos: Blog Sabugiense Hortolândia

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Festa de Sant'Ana - em Caicó


Como diz a música "...todo ano tem/uma festa famosa na região..." Na próxima semana - como o tempo voa! - vamos iniciar a Festa de Sant'Ana, em Caicó. Os preparativos são muitos e neste ano, o templo maior de toda esta festa, está restaurado: a Catedral de Sant'Ana, restaurada com intensa colaboração do povo e incondicional batalha do Pároco Edson Medeiros, recebe seus filhos com todo acolhimento e segurança. A união faz a força e a Paróquia de Sant'Ana vivencia isso muito bem.
O programa dos festejos de Sant'Ana nos traz a Catedral de portas abertas, nos acolhendo com a programação festiva, fortalecendo a fé e nos convidando a novas reflexões. O tema deste ano é "Jesus, o jeito novo de ser" e o lema "Nas pegadas de Jesus, somos Igreja em missão".
E nós, também temos um "jeito novo de ser"? O que é um "novo jeito de ser"? E o que é "ser Igreja em missão"? Será que, de fato, atuamos como missionários, em comunidade, em sociedade, onde vivemos? Durante 10 dias de festa, vamos refletir e encontrar respostas para estas e outras questões relevantes para nossa paz. Sejam todos bem-vindos à Festa de Sant'Ana, a este encontro de fé com a avó de Jesus, que de olhar sereno e ensinamentos no colo, nos convida a vivenciar a vida em Cristo.



Programação

20 de julho - 18h30: Chegada dos Peregrinos de Sant'Ana. O grande encontro dos peregrinos, e das imagens de toda peregrinação urbana e rural, acontece no cruzamento da Av. Cel. Martiniano e Av. Seridó ( esquina do Mercado Público). A caminhada segue até a Catedral de Sant'Ana, onde é celebrada Missa em Ação de Graças por todas as famílias que receberam Sant'Ana em seus lares.

20h - VI Festa dos Doces, no Pavilhão de Sant'Ana

21 de julho
6h30: Missa na Catedral de Sant'Ana
7h - Adoração ao Santíssimo Sacramento, até meio-dia
16h30: Abertura oficial da Festa de Sant'Ana com procissão, hasteamento da bandeira e palavra de abertura. Itinerário da procissão: Av. Seridó - R. Renato Dantas - Av. Celso Dantas - Av. Cel. Martiniano e Av. Seridó.

20h: XXVI Jantar de Sant'Ana, no Pavilhão de Sant'Ana

22 de julho
6h30: Missa na Catedral de Sant'Ana
8h: XII Marcha dos Idosos do Seridó e Missa na Catedral
17h: Missa na Catedral de Sant'Ana
19h: 1ª novena e bênção do Santíssimo Sacramento / Pregador Pe. Janilson Alves de Oliveira, adm. paroquial de São João do Sabugi.

23 de julho
6h30: Missa na Catedral de Sant'Ana
7h30: III Encontro das Crianças com a avó Sant'Ana
Itinerário:
Praça José Augusto - Av. Cel Martiniano - Av. Seridó - Praça Monsenhor Walfredo ( praça da Catedral)
10h: Batizados na Catedral de Sant'Ana
17h: Missa na Catedral de Sant'Ana
19h: 2ª novena e bênção do Santíssimo Sacramento / Pregador Pe. José Tadeu, adm. paroquial da Paróquia de São José, em Caicó.
20h30: Confissões individuais


24 de julho
6h30: Missa na Catedral de Sant'Ana
8h: Batizados na Catedral de Sant'Ana
17h: Missa na Catedral de Sant'Ana
19h: 3ª novena e bênção do Santíssimo Sacramento / Pregador Dom Jaime Vieira Rocha, Bispo Diocesano de Campina Grande, PB.
20h30: Confissões individuais

9h: X Cavalgada de Sant'Ana e Leilão
Do Parque de Exposição à Praça da Catedral de Sant'Ana

10h: III Viagem Ciclística de Sant'Ana
De Natal a Caicó - chegada na Praça da Catedral

16h: XV Corrida de Sant'Ana
Do Caico Iate Clube ao Complexo Turístico Ilha de Sant'Ana

25 de julho
6h30: Missa na Catedral de Sant'Ana
8h: Confissões individuais na Catedral de Sant'Ana
17h: Missa na Catedral de Sant'Ana
19h: 4ª novena e bênção do Santíssimo Sacramento / Pregador Pe. Ivanoff da Costa Pereira, Pároco da Paróquia de Santo Estevão Diácono, em Caicó.
20h30: Confissões individuais

26 de julho - Dia de Sant'Ana
6h30: Missa na Catedral de Sant'Ana
8h: Confissões individuais na Catedral de Sant'Ana
17h: Missa na Catedral de Sant'Ana
18h30: Ofício de Sant'Ana e São Joaquim
19h: 5ª novena e bênção do Santíssimo Sacramento / Pregação de Ir. Lúcia Imaculada, CNSB, da Arquidiocese do Rio de Janeiro.
20h30: Confissões individuais.

27 de julho
6h30: Missa na Catedral de Sant'Ana
8h: Confissões individuais na Catedral de Sant'Ana
9h: Missa com Unção dos Enfermos
17h: Missa na Catedral de Sant'Ana
19h: 6ª novena e bênção do Santíssimo Sacramento / Pregador Pe. Manoel Pedro Neto, Pároco da Paróquia de Santa Cruz
20h30: Confissões individuais.

20h30: II Leilão de Sant'Ana, no Complexo Turístico Ilha de Sant'Ana.

28 de julho
6h30: Missa na Catedral de Sant'Ana
17h: Missa na Catedral de Sant'Ana
19h: 7ª novena e bênção do Santíssimo Sacramento / Pregador Pe. Flávio José de Medeiros Filho, da Arquidiocese de Natal.
20h30: Confissões individuais.

9h: Tradicional Feira de Sant'Ana, na Praça da Catedral

29 de julho
6h30: Missa na Catedral de Sant'Ana
17h: Missa na Catedral de Sant'Ana
19h: 8ª novena e bênção do Santíssimo Sacramento / Pregador Pe. Alcivan Tadeus Gomes de Araújo, da Diocese de Caicó, atualmente estudando em Roma.
20h30: Confissões individuais.


30 de julho
6h30: Missa na Catedral de Sant'Ana
10h: Batizados na Catedral de Sant'Ana
19h: 9ª novena e bênção do Santíssimo Sacramento / Pregador Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, Bispo da Diocese de Caicó.

31 de julho
6h30: Missa na Catedral de Sant'Ana
10h: Missa Solene na Catedral de Sant'Ana. A solene Concelebração Eucarística será presidida pelo Revmº Bispo Diocesano de Patos, PB, Dom Manuel dos Reis de Farias.
16h30: Procissão de Encerramento e Missa, com descida da bandeira.
Itinerário da procissão: Av. Seridó - R. Pedro Velho e Av. Celso Dantas - Av. Cel. Martiniano e Av. Seridó.

Para quem gosta da boa música:

O Pavilhão de Sant'Ana vai funcionar todas as noites, ao lado da Catedral de Sant'Ana, com música ao vivo.


Anna Jailma - jornalista e blogueira, devota de Sant'Ana.
Foto - Anna Jailma

segunda-feira, 11 de julho de 2011

NOTAS












TURISMO NO SERIDÓ _ Até o dia 17 deste mês acontece no Parque de Exposições do Anhembi, em São Paulo, a 6ª edição do Salão do Turismo – Roteiros do Brasil, reunindo gestores de todo país, empresas privadas que têm interesse no turismo. É uma apresentação do turismo nacional para quem quer viajar e/ou fechar bons negócios.
O evento é de grande porte, promovido pelo Governo Federal, através do Ministério do Turismo. Saindo do ‘local para o global’, o prefeito Francisco, de Parelhas, e o secretário de Turismo daquele município, Carlos Assis, participam do evento para participarem de rodada de negócios, com agências nacionais de viagem e turismo, divulgando interesses de Parelhas, Lagoa Nova e Acari. Eles pretendem divulgar o roteiro turístico, envolvendo Mirantes e Chalé dos Cajueiros/Lagoa Nova; Museu Sertanejo, Gargalheiras e Casario Urbano/Acari; e Açude Boqueirão/Parelhas, pela trilha dos jipes. "Quem sabe faz a hora, não espera acontecer..."












PRAÇA DA ALIMENTAÇÃO - Em São João do Sabugi, o prefeito em exercício - Vivarte Brito - está construindo a Praça de Alimentação, onde era localizada a Quadra de Esportes.
Do lado da Quadra de Esportes, já demolida, funciona pequenos quiosques, vendendo alimentos. A proposta é de que estes quiosques passem a funcionar dentro da Praça de Alimentação, criando um novo ambiente de lazer e com mais estrutura para venda de alimentos. A expectativa é de que em dezembro, a Praça de Alimentação inicie seu funcionamento.
No município há um Ginásio de Esportes, vizinho ao Clube Municipal; de forma que a cidade não deixa de ter um espaço para o Esporte.

TÍTULO DE CIDADÃO SABUGIENSE - Nos festejos juninos de São João do Sabugi, houve entrega de título de cidadão sabugiense para diversas pessoas. Confesso que diante de alguns discursos de autoridades sobre o homenageado, eu fiquei a me perguntar: "... e o que foi que esta pessoa fez por São João do Sabugi para estar recebendo o título?". Acredito que está na hora das autoridades pensarem seriamente sobre o papel de representar o povo. Passam horas a fio escolhendo uma lista de pessoas à serem homenageadas com "título de cidadão", e homenageiam alguns - ou seriam vários - que nunca fizeram algo de concreto pela cidade. Título de Cidadão deve ser dado a quem de fato trabalha pela cidade de alguma forma, a quem já realizou ou realiza algo de importância para o bem comum do município e seu povo. Não é um título de beleza, popularidade ou simpatia, que deve ser dado simplesmente para ganhar prestígio, abraço apertado ou voto de alguns...Pensem nisso. Deixando a crítica - construtiva - de lado, parabéns aos que de fato, souberam escolher seus homenageados.


LIXÃO – Finalmente a montanha de lixo instalada em frente ao antigo prédio da Escola Municipal Olívia Pereira Rodrigues, em Caicó, foi retirada. Naquele local funciona o projeto Mais Educação, com crianças das primeiras séries, durante o dia; e funciona o Projovem Adolescente, no período noturno. Tanto os adolescentes, quanto as crianças, não agüentavam mais o mau cheiro do acúmulo de lixo. A escola e a Secretaria Municipal de Trabalho, Habitação e Assistência Social, enviaram ofícios a secretaria responsável pedindo retirada do lixo e nada acontecia...Até que foi previsto a visita de uma equipe de fiscalização do Governo Federal no município e – coincidência ou não – o lixão foi retirado, depois de meses.


MANUAL DO TURISTA – Em Caicó, o visitante terá acesso ao Manual do Turista, lançado pela Casa do Empresário, para a Festa de Sant’Ana. O manual será distribuído gratuitamente em blitz das entradas de Caicó e nos locais estratégicos, dos eventos da Festa de Sant’Ana; com objetivo de informar o visitante sobre pontos turísticos, sobre como circular nas ruas e avenidas e sobre restaurantes, bares, pousadas, e hotéis. Além disso, o manual traz telefones úteis e outras informações de utilidade a quem visita os festejos da padroeira. Valiosa iniciativa. Quando o visitante chega na cidade e não sabe informação básica de localização e horário dos restaurantes, dos eventos, ou de qualquer outra coisa dos festejos, sente-se 'peixe fora d'água', dá meia volta e vai embora.

CORRIDA DE SANT’ANA – Quem quiser participar da 15ª Corrida de Sant’Ana, em Caicó, pode fazer inscrição até dia 22 de julho, no Centro Administrativo. Para a inscrição, é preciso doar 2 kg de alimentos e deixar uma cópia do RG. O evento é realizado pela Prefeitura Municipal de Caicó e podem participar pessoas de todo o Brasil. Bom fôlego para os participantes!

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos - Anna Jailma

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Você sabe quem é Sant'Ana?


Há muito tempo, presencio várias pessoas - políticos, comunicadores, professores - pronunciarem "Nossa Senhora Sant'Ana" ou ainda "Nossa Senhora de Sant'Ana". Isso demonstra uma verdadeira dúvida, do nosso povo, sobre quem é Sant'Ana...
Todos nós sabemos - ou deveríamos saber - que Sant'Ana é Ana, mãe de Maria e avó de Jesus. Todos nós sabemos - ou deveríamos saber - que o título de 'Nossa Senhora' se dá somente a Maria, mãe de Jesus, filha de Sant'Ana. Sant'Ana pode ser chamada Senhora Sant'Ana, por tratar-se de uma senhora, avó de Jesus, mas Nossa Senhora, somente Maria.
Agora, escuto nas rádios de Caicó, um comercial onde se diz "Nossa Senhora DE Sant'Ana". Pronto! Agora piorou de vez. Já estão dizendo que além de ser Nossa Senhora, Sant'Ana agora simplesmente tem o sobrenome Sant'Ana ou talvez seja Maria, Nossa Senhora, que apareceu em uma cidade chamada Sant'Ana... Nossa Senhora é uma só, mas Nossa Senhora de Fátima é assim chamada devido a aparição em Fátima (Portugal); Nossa Senhora de Lourdes , porque houve sua aparição em Lourdes (França)...Seguindo por esta lógica, Nossa Senhora de Sant'Ana seria Maria, Nossa Senhora, que apareceu em Sant'Ana.
Está na hora da gente, gente do Seridó, tão devotos de Sant'Ana, se referir a ela como lhe é devido: "Santa Ana", "Sant'Ana", ou "Senhora Sant'Ana". Simples assim.

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto - Anna Jailma

À Flor da Terra


Como costumo afirmar, 'é para Anchieta França que a Serra do Mulungu faz as melhores poses'. Para as lentes de França ela se enfeita com o verde da flora sertaneja ou com o colorido de um arco-íris.
Passando os festejos juninos, o blog À Flor da Terra traz novamente uma fotografia da nossa majestosa montanha, registrada por Anchieta França; desta vez, surgindo entre o verde da vegetação - com cheiro de inverno - e o azul do céu, emoldurado por um arco-íris.

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto França

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Campo Alegre


"Respeite, ame e cultive, os recantos que lhe transmitem paz..."

Há muito tempo li uma bela história, que talvez seja "lenda", mas vale a pena comentar - e comparar... A história dizia assim: "um comerciante pediu ao amigo Olavo Bilac, poeta e jornalista, que escrevesse um texto para o jornal, anunciando a venda de um sítio de sua propriedade. Dias depois, o poeta Olavo Bilac enviou ao jornal: Vende-se encantadora propriedade, onde cantam os pássaros ao amanhecer no extenso arvoredo, cortada por cristalinas e marejantes águas de um ribeirão. A casa, banhada pelo sol nascente, oferece a sombra tranqüila das tardes na varanda”. Dias depois aquele comerciante, proprietário do sítio, encontrou Olavo Bilac e disse-lhe que havia desistido da venda, porque pelo texto do poeta, viu que ali não havia uma casa abandonada, que só lhe dava prejuízos e incomodações; mas sim, um lugar de paz, como Olavo Bilac o fez enxergar.

No final de junho, depois dos festejos de São João Batista, conheci um lugar que me fez lembrar o sítio divulgado por Olavo Bilac. Trata-se de Campo Alegre - o nome não podia ser outro - no município de Ipueira. O sítio é hoje propriedade de Toinho Brito e Suele. É lá que eles escutam o canto dos pássaros ao amanhecer, contemplam as águas cristalinas da barragem ao lado da casa e se deixam banhar pela luz do sol nascente nas manhãs, e pelo sossêgo da sombra tranquila ao entardecer...exatamente como o lugar descrito por Bilac. E como se não bastasse Bilac, Campo Alegre também traz a mente a música cantada por Elis:

"Eu quero uma casa no campo/Onde eu possa compor muitos rocks rurais/E tenha somente a certeza/Dos amigos do peito e nada mais/Eu quero uma casa no campo/Onde eu possa ficar no tamanho da paz/E tenha somente a certeza/Dos limites do corpo e nada mais/Eu quero carneiros e cabras pastando solenes/No meu jardim/Eu quero o silêncio das línguas cansadas/Eu quero a esperança de óculos/Meu filho de cuca legal/Eu quero plantar e colher com a mão/A pimenta e o sal/Eu quero uma casa no campo/Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé/Onde eu possa plantar meus amigos/Meus discos e livros/E nada mais..."


Anna Jailma - jornalista e blogueira

Fotos- Anna Jailma

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Urbano, o forrozeiro


O músico Urbano Medeiros recentemente me enviou esta fotografia. Ele saiu do sertão mas o sertão não saiu dele; e em época de festejos juninos todo coração sertanejo fala mais alto.
Urbano me enviou a foto com o título "velho forrozeiro". Ilusão sua,Urbano...Os incansáveis, que amam o que fazem e não temem novos conhecimentos, nunca envelhecem. Por isso há tantos "jovens velhos" e tantos "velhos jovens". Que sua fonte da juventude continue jorrando boa música e que logo chegue por aqui uma porção de bom forró; forró autêntico, de raíz. O sertão agradece.

Anna Jailma - jornalista e blogueira

sábado, 2 de julho de 2011

Gente da Gente


Junho é tempo de encontro e reencontro, em São João. Foi neste São João, que Totó Medeiros conheceu Geraldo Medeiros, descendente dos "Salvino", residente em Pernambuco e amante incondicional da boa música.
Geraldo e sua esposa, escritora e maestrina Conceição, residem em Recife e já são amigos da Filarmônica Honório Maciel; onde inclusive, fizeram doações de dois instrumentos para a banda de música. Neste ano, enquanto Totó Medeiros integrava a Filarmônica Honório Maciel, durante a Procissão de Encerramento, fazendo solo, era observado por Geraldo; que acompanhava a banda. Depois Geraldo foi surpreendido ao saber que o músico era seu parente próximo e no dia seguinte se conheceram na casa de D. Cotinha, onde Geraldo e a esposa estavam hospedados. A conversa rendeu e o assunto principal foi a música; concluindo com a troca de telefones.
São João em São João é assim: tempo de construir novos amigos, além de reencontrar laços familiares.

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto - Anna Jailma