segunda-feira, 25 de julho de 2011

Cavalgada de Sant'Ana

Cavalgada de Sant'Ana...
Av. Cel. Martiniano
Coragem não tem idade...
Nesse mundo tudo tem. Tem até vaqueiro com medo de cavalo [risos]
Vaqueiros do meu Seridó
Amazonas destemidas
Mais um pequeno vaqueiro, de chapéu de couro...
Arco do Triunfo
Av. Seridó
Linda, saudando Sant'Ana com o chapéu
Ingrid Filgueira, acompanhada pelo pai, no galope pelas ruas
Dom Delson, Bispo Diocesano de Caicó, e autêntico nordestino

Ontem aconteceu a Cavalgada de Sant’Ana, saindo do Parque de Exposição até a Catedral de Sant’Ana. Homens, mulheres e crianças saudaram Sant’Ana, enchendo as ruas de alegria e cheiro do campo. Já na Catedral, houve bênção aos presentes e animadíssimo leilão.
Pelas calçadas, o povo emocionado recordava a vida do campo, tão intercalada a nossa história e nossa cultura.
Todo povo seridoense tem suas raízes na vida campesina. Mesmo quem não morou em sítios, teve – ou tem - um pai ou avô que usava chapéu de couro, que tinha as mãos calejadas pelo cabo da enxada, que contava causos envolvendo o cenário sertanejo. Por isso, a emoção que sentimos ao presenciar a Cavalgada, não vem do acaso. Vem das nossas raízes mais profundas, que sustentam nossa árvore genealógica.

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos - Anna Jailma

Nenhum comentário: