segunda-feira, 25 de julho de 2011

Festa dos Idosos do Seridó 2011

A Festa dos Idosos do Seridó, neste ano comemorou 12 anos, dentro dos festejos de Sant’Ana; em Caicó. Lamentavelmente a comemoração deixou a desejar. Talvez por falta de experiência da equipe responsável pela alimentação, ou por outros motivos desconhecidos, todo o feijão da festa azedou. Felizmente nem chegou a ser servido. Foi abrir os caldeirões e perceber o azedume.
Como se não bastasse, o strogonoff que fazia parte do cardápio, acabou cedo; nos primeiros 40 minutos de distribuição...e vale destacar que o almoço começou a ser servido às 13h30. Sem feijão e sem strogonoff o cardápio foi resumido a arroz, paçoca,e batata doce...Mas pouco tempo depois o arroz também acabou e o almoço foi resumido a paçoca e batata doce.
As críticas foram muitas. A insatisfação também. O grupo de idosos de São João do Sabugi, com quase 70 pessoas, foi embora sem almoçar.
É óbvio que situações constrangedoras como esta podem acontecer, em qualquer evento. Mas que os erros não se repitam. Esperamos que no próximo ano, a Festa dos Idosos do Seridó seja grandiosa e sem estas constrangedoras falhas.
E afinal, qual a lição que fica? Gostaria de deixar algumas sugestões:
1) Que um dia antes da festa, sejam disponibilizadas cadeiras, para cada grupo, conforme a quantidade de pessoas confirmadas. Deixar cadeiras insuficientes, provoca no mínimo, a correria das equipes pegando cadeira daqui e dali.
Que a equipe responsável pela refeição procure informações com pessoas que já fizeram comida para esta exorbitante quantidade de pessoas – 4 mil pessoas – para não haver possibilidade de erro no cálculo. E ainda que se faça um cálculo, prevendo um aumento de pessoas, porque em eventos de grande porte sempre aparece mais um...
3) Que seja checado com alguns restaurantes a possibilidade de ficarem de ‘sobreaviso’, em caso de uma emergência dessa. Afinal, todo bom planejamento tem um ‘plano B’ na manga, para eventuais imprevistos.
4) Ainda para melhoramento da distribuição, seria ideal que na hora da refeição, fossem criados mais pontos de distribuição. Se são 25 municípios, que façam no mínimo, 5 pontos estratégicos; havendo definição de 5 cidades para cada ponto, com placas sinalizando as cidades de cada local.
5) Que antes de começar a festa, alguém da equipe organizadora fale aos convidados, avisando como vai ocorrer a distribuição de refeição e principalmente, se as equipes que acompanham os idosos devem se dirigir aos pontos de distribuição para pegarem bandejas ou se os idosos vão pegar fila ( o que, particularmente, acho desumano...)
E por último, não faço uma sugestão, mas, uma indagação: "por que não a Ilha de Sant'Ana, para realizar a Festa dos Idosos?" Tem mais espaço e ainda é perto da Catedral de Sant'Ana, onde assistem Missa, antes da ida ao Iate Clube.

Anna Jailma - jornalista e blogueira

Nenhum comentário: