quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Carnaval sabugiense contou com diferencial






Neste ano, em todo Seridó, o carnaval sofreu pouco investimento – em comparação aos anos anteriores – devido a seca e outros fatores.  Juntando este fato com a vontade de vivenciar o carnaval, o povo seridoense ‘driblou’ as dificuldades e o carnaval aconteceu; com a criatividade do ‘jeitinho brasileiro’, que não deixou a ‘peteca cair’... ou seria a ‘sombrinha do frevo’?!
Em São João do Sabugi, o frevo invadiu as ruas.  Amantes incondicionais do frevo, o povo sabugiense entrou e saiu das ruas, frevando ao som da orquestra de frevo, seguindo o Caminhão do Frevo.   Sem dúvida, o Caminhão do Frevo foi o grande diferencial deste carnaval. Por iniciativa de Ivan Jr. e Pirini Rudá, o caminhão – que estava programado para sair somente no sábado – foi às ruas em dois dias e lotou a Avenida Honório Maciel, depois de percorrer as ruas Tenente Antônio Medeiros e Francisco Quinino.
O ponto de chegada era o Espaço de Eventos e lá, o frevo continuava...e não parava; porque a noite, os músicos da terra também fizeram a festa, animando os foliões com marchinhas e frevos carnavalescos.
O Bloco do Funil foi, sem dúvida, o mais animado. Simplesmente, não paravam. Ao meio-dia, sob um sol escaldante, eles já estavam aos pulos, dançando e cantando pela rua, fazendo mela-mela, incansavelmente. A noite estavam na ressaca? Que nada, a noite eles estavam explodindo de animação, em praça pública.
Tratando-se de criatividade, mais uma vez o bloco Ô Insônia, foi dono do trono: neste ano os foliões que não dormem, foram as ruas com o tema “índios” e surpreenderam pela diversidade de trajes e acessórios. Em época de grandes lutas do povo indígena pelos seus direitos – não posso deixar de lembrar os Guaranis – Kaiowás – o tema não poderia ter sido outro.
E finalizando, volto a frisar que o carnaval sabugiense tem que ir às ruas. O Caminhão do Frevo provou isso, quando a multidão o seguiu pelas ruas. A cidade de São João do Sabugi ama o frevo, e frevo sobe e desce ladeira, entra e sai pelas esquinas.
Quando nosso carnaval se estender como um verdadeiro carnaval de rua, seremos diferencial na região tratando-se de carnaval. Mesmo quem não acompanha a multidão, vai às ruas para assistir, aplaudir, dançar alguns passos; enquanto o povo passa. E o ponto de chegada, é claro, o Espaço de Eventos, na Praça Antônio Quintino; que concentra as bandas para a continuidade da festa.
Temos potencial para fazer um grande carnaval do frevo: aqui estão músicos, conhecedores de diferentes frevos e marchinhas, inclusive, também compositores. Nosso povo gosta e aprova o frevo, como principal ritmo carnavalesco e isso é histórico ( quem conhece a história da música em São João do Sabugi, sabe). Temos também pessoas conhecedoras de como organizar e fazer um grande carnaval – Ubirajara Nóbrega, João Quintino e tantos outros – então, vamos somar isso ao Caminhão do Frevo – que já é sucesso – e fazer acontecer. Fica à dica.
Parabéns a todos que fizeram, apoiaram e vivenciaram o carnaval sabugiense. Nosso carnaval foi bom demais!

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto: Anna Jailma

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

NOTAS


HOJE - Será celebrada hoje, na Igreja Matriz de São João Batista, em São João do Sabugi, RN, a Missa em Ação de Graças, pelos 18 anos de vida sacerdotal do Pe. Joaquim José de Oliveira, administrador paroquial da Paróquia de São João Batista. A missa será celebrada às 19h.

TRABALHO - O escritório da ASTECON, localizado no Largo Ana de Souza, em São João do Sabugi, RN, está selecionando 100 (cem) pessoas; para trabalho em fábrica de confecções. Os interessados devem procurar Crisólogo no referido escritório, para realizarem inscrição, até a próxima sexta-feira, dia 08/02/2013. As vagas são para função de costureira (o) e exige idade acima de 18 anos. Não é obrigatório que tenha experiência na atividade. Telefone para outras informações: (84) 3425-2600.



DOMINGO - O bloco Ô Insônia, de São João do Sabugi, RN, idealizado pelo historiador e promotor de eventos João Quintino, sairá às ruas no domingo de carnaval, dia 10 de fevereiro; a partir das 20h.
O bloco sai do Cruzeiro, com destino a Praça Antônio Quintino de Araújo. Neste ano, o tema é  “América Indígena”. No Cruzeiro haverá declamação do poema “O Índio Tupi”, por Maria de América, na calçada do antigo Grupo Escolar. Conforme o idealizador João Quintino, na Praça Antônio Quintino de Araújo, haverá "um ambiente meio índio, meio mestiço", inclusive com degustação da “piaba com tapioca” de Alzira Gorgônio. Parabéns pelo tema e por mais um ano desta "sadia insônia". 

Anna Jailma - jornalista e blogueira.

Fotos - autoria desconhecida


Sabugienses seguem Caminhão do Frevo, neste carnaval


Inspirados pela valorização do frevo e amor à terra sabugiense, nasce em São João do Sabugi, RN, o Caminhão do Frevo. Trata-se de uma iniciativa dos bioquímicos Pirini Rudá – de Nino de Manoel Grande – e Ivan Júnior – neto dos saudosos Nicinha e Peinha Fonseca.

"O Projeto CAMINHÃO DO FREVO foi inspirado numa brincadeira despretensiosa entre amigos sabugienses durante os folguedos sanjoaninos de 2012: “O Caminhão do Forró”.
Durante a “Festa de Junho 2012”, os amantes do Forró Pé de Serra resolveram mostrar que São João do Sabugi tem músicos e forró de qualidade e saíram pelas ruas da cidade tocando em cima do caminhão de Ivan Cavalcanti (Ivan de Odílio), daí “Caminhão do Forró”, sendo muito bem aceito pelos ouvintes.
Agora, tivemos a ideia de resgatar o orgulho em sermos a “Terra Potiguar do Frevo” através da versão momesca daquele sucesso junino", explica Pirini Rudá.
O Caminhão do Frevo terá sua estréia no carnaval sabugiense, em 09 de fevereiro deste ano. Músicos da terra vão comandar os passos do povo e a previsão, é de que “atrás do caminhão, só não vá quem já morreu...”
O Caminhão do Frevo terá concentração nas imediações do antigo posto da TELERN, dia 09/02/2013, a partir das 14h. Entre 16h30 e 17h, o Caminhão do Frevo ganha as ruas da cidade, com os foliões, subindo pela Rua Tenente Antônio Medeiros (rua do Posto de Saúde), entrando pela direita na Rua Francisco Quinino (rua da Igreja Assembleia de Deus) e descendo pela Avenida Honório Maciel, até a Praça Antônio Quintino de Araújo.
A expectativa é de que o Caminhão do Frevo tenha participação de todos os blocos carnavalescos da cidade e foliões em geral.
São João do Sabugi tem o frevo pulsando forte nos seus eventos carnavalescos, ao longo da história. A  Filarmônica Honório Maciel,  fundada naquela cidade, em 1926, tem como maestro fundador Honório Maciel; músico pernambucano. É o frevo que faz o folião sabugiense vibrar com mais alegria.

Caminhão do Frevo

Música: Vassourinha
Letra: Pirini Rudá e Ivan Júnior


Olha o CAMINHÃO DO FREVO
Pelas ruas de São João
Animando a galera
Resgatando a tradição
De Capiba, Zé Honório,
Zé da Penha, Zé Romão,
E Manoel Felipe Nery
Tocam Frevo com emoção

Olha o CAMINHÃO DO FREVO
Pelas ruas de São João
Animando a galera
Resgatando a tradição
De Capiba, Zé Honório,
Zé da Penha e Zé Romão
Os músicos da Filarmônica
Tocam Frevo com emoção

Vou que vou
Que nem maluco
É um vuco-vuco
Eu quero é mais
Recife, Olinda, São João do Sabugi
Dos eternos carnavais

Vou que vou
Que nem maluco
É um vuco-vuco
Eu quero é mais
Recife, Olinda, São João do Sabugi
Dos eternos carnavais


Anna Jailma - jornalista e blogueira - que adora frevo!

CONFETE e SERPENTINA


O blog À Flor da Terra, mais uma vez está 'mudando a cara'. Saímos do clima natalino, com seu típico brilho, e já estamos no clima carnavalesco; com muito confete, serpentina e mistura de cores.
Que o carnaval venha com alegria, organização, participação de todos e o principal: saúde! Dela não se pode esquecer, em nenhuma época do ano.
Bom pique!

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto - autor desconhecido

NOTA DE SAUDADE



Foto - autor desconhecido

PARTIDAS - Em janeiro foram muitas as partidas de sabugienses: Partiram para a Casa do Pai, Luís Amâncio de Morais - Luís de América; Maria do Patrocínio Fernandes e recentemente, Irene das Dores Morais. 
Registro aqui os meus sinceros sentimentos aos familiares. Que Deus proteja seus familiares e os conforte com o sentimento de esperança.

Anna Jailma - jornalista e blogueira

REVIRANDO PÁGINAS - Dezembro 2012


Foto - acervo de Vandeberg


CRIAÇÃO - O artista plástico e poeta Vandeberg  Medeiros, autor do livro Versos e Nanquim, realizou lançamento de sua brilhante obra; na Sede da Filarmônica Honório Maciel, em São João do Sabugi, RN. O livro traz versos que retratam a visão poética de Vandeberg diante da vida, traduzindo em versos - e em nanquim - a vida cotidiana de quem vive com arte e enxerga a vida com o coração. 
Vale destacar que a poesia, retratando um dia de segunda-feira, traz a memória doce lembrança do tradicional "dia de feira" sabugiense. Parabéns pela brilhante criação.



O antes e o depois
Fotos: acervo de Djanira

DESMATAMENTO - Ao contrário do que se esperava,  a derrubada de árvores na Rua João Manoel de São João do Sabugi, RN, não foi cancelada. Foi divulgado pela professora Djanira, grande defensora do meio ambiente, sobre reunião ocorrida em 17 de dezembro/2012; junto ao vice- prefeito, na época prefeito interino, onde o resultado da reunião teria sido a decisão pela não continuação da retirada das árvores. 
A decisão de não retirar as árvores foi, inclusive, divulgada - e elogiada - neste blog; mas, entre o Natal e Ano Novo, as árvores foram destruídas pela administração municipal. A Rua João Manoel teve suas árvores retiradas, ao longo da rua, sendo usado o argumento de que a decisão melhora o trânsito. 

Anna Jailma - jornalista e blogueira