quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Carnaval sabugiense contou com diferencial






Neste ano, em todo Seridó, o carnaval sofreu pouco investimento – em comparação aos anos anteriores – devido a seca e outros fatores.  Juntando este fato com a vontade de vivenciar o carnaval, o povo seridoense ‘driblou’ as dificuldades e o carnaval aconteceu; com a criatividade do ‘jeitinho brasileiro’, que não deixou a ‘peteca cair’... ou seria a ‘sombrinha do frevo’?!
Em São João do Sabugi, o frevo invadiu as ruas.  Amantes incondicionais do frevo, o povo sabugiense entrou e saiu das ruas, frevando ao som da orquestra de frevo, seguindo o Caminhão do Frevo.   Sem dúvida, o Caminhão do Frevo foi o grande diferencial deste carnaval. Por iniciativa de Ivan Jr. e Pirini Rudá, o caminhão – que estava programado para sair somente no sábado – foi às ruas em dois dias e lotou a Avenida Honório Maciel, depois de percorrer as ruas Tenente Antônio Medeiros e Francisco Quinino.
O ponto de chegada era o Espaço de Eventos e lá, o frevo continuava...e não parava; porque a noite, os músicos da terra também fizeram a festa, animando os foliões com marchinhas e frevos carnavalescos.
O Bloco do Funil foi, sem dúvida, o mais animado. Simplesmente, não paravam. Ao meio-dia, sob um sol escaldante, eles já estavam aos pulos, dançando e cantando pela rua, fazendo mela-mela, incansavelmente. A noite estavam na ressaca? Que nada, a noite eles estavam explodindo de animação, em praça pública.
Tratando-se de criatividade, mais uma vez o bloco Ô Insônia, foi dono do trono: neste ano os foliões que não dormem, foram as ruas com o tema “índios” e surpreenderam pela diversidade de trajes e acessórios. Em época de grandes lutas do povo indígena pelos seus direitos – não posso deixar de lembrar os Guaranis – Kaiowás – o tema não poderia ter sido outro.
E finalizando, volto a frisar que o carnaval sabugiense tem que ir às ruas. O Caminhão do Frevo provou isso, quando a multidão o seguiu pelas ruas. A cidade de São João do Sabugi ama o frevo, e frevo sobe e desce ladeira, entra e sai pelas esquinas.
Quando nosso carnaval se estender como um verdadeiro carnaval de rua, seremos diferencial na região tratando-se de carnaval. Mesmo quem não acompanha a multidão, vai às ruas para assistir, aplaudir, dançar alguns passos; enquanto o povo passa. E o ponto de chegada, é claro, o Espaço de Eventos, na Praça Antônio Quintino; que concentra as bandas para a continuidade da festa.
Temos potencial para fazer um grande carnaval do frevo: aqui estão músicos, conhecedores de diferentes frevos e marchinhas, inclusive, também compositores. Nosso povo gosta e aprova o frevo, como principal ritmo carnavalesco e isso é histórico ( quem conhece a história da música em São João do Sabugi, sabe). Temos também pessoas conhecedoras de como organizar e fazer um grande carnaval – Ubirajara Nóbrega, João Quintino e tantos outros – então, vamos somar isso ao Caminhão do Frevo – que já é sucesso – e fazer acontecer. Fica à dica.
Parabéns a todos que fizeram, apoiaram e vivenciaram o carnaval sabugiense. Nosso carnaval foi bom demais!

Anna Jailma - jornalista e blogueira
Foto: Anna Jailma

Nenhum comentário: