quinta-feira, 12 de setembro de 2013

NOTÍCIAS DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA EM CAICÓ

FEIRA DE NEGÓCIOS É NEGADA A CAICÓ - A deputada estadual Márcia Maia participou da sessão ordinária da Assembleia Itinerante em Caicó e trouxe a informação que as Feiras de Negócios não são mais prioridades do Governo do Estado. “Há quatro meses eu tinha enviado uma solicitação ao Governo para definir o calendário de Feira de Negócios, inclusive a de Caicó, e ontem recebi um ofício negando", disse a deputada. Diante das indefinições quanto à realização das Feiras de Negócios do RN, a deputada estadual tinha apresentado requerimento na Assembleia Legislativa solicitando que o Governo e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico celebrassem convênio com a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL/RN), garantindo a realização dos eventos em 2013. Em outro requerimento, Márcia Maia também tinha solicitado do Governo uma atenção especial às Feiras do Seridó. A não realização da Feira de Negócios em Caicó, pelo segundo ano consecutivo, foi uma das críticas dos empresários no ofício entregue ao presidente da Assembleia, Ricardo Motta, relatando entraves do Governo que tem prejudicado a classe produtiva. “A Feira de Negócios realizada em Caicó sempre abria o calendário de Feiras, sendo considerada a maior do Estado”, observou José Jorge, presidente da CDL-Caicó.


A DIFICULDADE DE CAICÓ TER O SONHADO DISTRITO INDUSTRIAL - “É visível a desconfiança dos diretores da Casa do Empresário quando o assunto é a instalação do Distrito Industrial de Caicó. Uma luta de dez anos que não obteve êxito”, foi o que disse Cleide Nogueira, presidente do Sindcomércio de Caicó, lembrando desacreditada que três governadores já prometeram o Distrito e ele não se tornou realidade. “O Distrito Industrial de Caicó tem uma particularidade: a idéia de sua implantação nasceu dos empresários, da necessidade que tínhamos de ampliar nossas empresas e promover o desenvolvimento do município. Ele não nasceu da idéia de político, talvez por isso não tenha sido prioridade”, destacou Cleide durante visita de comitiva de deputados a Casa do Empresário nesta quarta-feira (11). A presidente do Sindcomércio é uma das empresárias que desistiu de esperar a implantação do Distrito e adquiriu um terreno para ampliação da sua indústria de sorvetes. Outro exemplo é Saul Gurgel, com sua fábrica de reciclagem. “Vários empresários não acreditam mais nessa promessa. Aqueles que não aceitam os convites para se instalarem em outras cidades estão construindo suas indústrias em terrenos próprios, com dificuldades e burocracias que no Distrito não teríamos”, observou Saul, vice-presidente da Associação Comercial e Industrial de Caicó.



EMPRESÁRIOS DE CAICÓ RELATAM PREOCUPAÇÃO COM VIOLÊNCIA LOCAL - Violência e clima de insegurança têm atingido diretamente a economia local. Essa foi a afirmação do presidente da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Caicó – ACISC, Dênio Alves, durante reunião com deputados na Casa do Empresário. Ele lembrou o crescente número de ocorrências, não só no centro comercial, mas em estabelecimentos de diversos bairros de Caicó. O representante da classe empresarial elencou uma série de dificuldades vividas pelas instituições da segurança. “A Polícia Militar tem viaturas sem manutenção, diárias operacionais atrasadas, faltam equipamentos básicos para diligências”, exemplificou Dênio, lembrando que a Polícia Civil também carece de melhores condições de trabalho, com número de agentes e frota insuficientes. Em ofício entregue ao presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta, a Casa do Empresário também destacou as condições precárias do ITEP de Caicó, que não dispõe de núcleo com peritos criminais, nem equipamentos necessários para elucidar crimes; da Defensoria Pública, com número reduzido de defensores; e do Presídio e Casa de Albergue, com estruturas comprometidas. Presente à reunião, o deputado Nélter Queiroz acrescentou a necessidade da sociedade organizada reivindicar uma delegacia da Polícia Federal em Caicó. “É preciso reunir todas as instituições que prezam por Caicó para lutarmos pelo retorno da Polícia Federal para o município, para investigar, entre outros crimes, o tráfico de drogas”, enfatizou Nélter, afirmando que Caicó está situada em uma posição estratégica relacionada ao Rio Grande do Norte, Paraíba e Ceará.


Postagem Anna Jailma
Fonte: Referência Comunicação

Nenhum comentário: