sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Curso de Cuidador de Idosos, do Pronatec, destaca idosos sabugienses



Grupo do curso de Cuidador de Idosos esteve no Memorial Mons. João Agripino Dantas, de São João do Sabugi RN
Através do PRONATEC - Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, foi oferecido em São João do Sabugi RN, assim como em outras cidades do Seridó. Entre os cursos disponíveis foi ofertado o de Cuidador de Idoso; que profissionalizou uma turma recentemente, tendo como professora Maria de Fátima Mariz. “O Pronatec tem feito a diferença em nosso município, porque o mercado de trabalho exige mão de obra qualificada e esse programa tem dado essa oportunidade aos jovens e adultos. Pessoas que há mais de 20 anos não frequentavam sala de aula, hoje estão na Escola Municipal Pe. Joaquim Félix, através deste programa”, destacou a professora. 

Professora Torres com o grupo que a homenageou, contando sua história em teatro

Grupo que homenageou Maria Bernarda

O homenageado Osvaldo Lins - Vavá - e alunos do curso

O popular Zebu, com alunos que o homenagearam

O referido curso contou com 23 alunos e na conclusão, que aconteceu na última quinta-feira, os alunos apresentaram um brilhante trabalho de valorização e reconhecimento das histórias de vida de idosos da cidade: Professora Maria do Socorro de Medeiros, conhecida como “Torre”, de 73 anos; a dona de casa Iná Maria de Araújo - “Maria Bernarda de Carrocinha”- de 78 anos; o funcionário público Osvaldo de Assis Medeiros – Vavá Lins, de 86 anos – e o agricultor José Francisco de Medeiros, popularmente” Zebu, que em documentação consta com 96 anos, mas conforme relato de familiares teve seu registro de nascimento já com cerca de 10 anos, o que pode ter causado equívoco em ano de nascimento. “Dentro das apresentações veio a história de “Zebu”, que poderia ter 106 anos. Dei destaque a esse trabalho porque quero chamar a atenção dos historiadores e escritores do nosso município. A longevidade com qualidade de vida é um tema atual e este senhor, mesmo com uma vida sofrida, tem entre 96 e 106 anos, inclusive com lucidez. É um arquivo vivo, do nosso município”, destaca Fátima Mariz.
Todos os homenageados foram visitados pelo Sarau, com voz e violão
A escolha dos idosos homenageados foi feita pelos alunos, e na finalização, houve um Sarau, visitando a residência dos idosos e apresentando a homenagem colhida com suas informações. Na ocasião, o idoso recebeu na sua residência alunos, professora e colaboradores, que enriqueceram o evento com voz e violão: Aldo Paiva, Ubirajara Nóbrega e Marcone Lucena.  No vestuário para peças teatrais, o grupo contou com colaboração de Zeneide Lucena.   
Após o Sarau, todos os idosos compareceram a Câmara Municipal, onde ocorreu apresentação da história dos homenageados, inclusive em peça teatral, tendo um significativo público. Vale destacar a presença do Grupo de Terceira Idade “Recordação do Passado”,  membros do Grupo de Alcoolicos Anônimos – AA e alunos do curso de Contação de História, além de pessoas da comunidade, que lotaram aquela Casa Legislativa. Também marcaram presença os historiadores Luciana Alencar e Railson Medeiros.
Professora Fafá Mariz e todo o grupo de alunos do curso de Cuidador de Idosos
Divididos em 04 grupos, os alunos entrevistaram idosos e montaram documentários. “O curso teve início em 09 de setembro e o término está programado para 14 de novembro. No decorrer do curso foi trabalhado o envelhecimento e o fato do nosso país ser “um país jovem de cabelos brancos”. O interesse inicial foi fazer a interação entre o cuidador e o idoso. Os idosos têm muitas histórias para contar mas as vezes não encontra quem escute,” disse a professora.

Anna Jailma - jornalista e blogueira
   

3 comentários:

Jonathan disse...

Aqui deixarei um agradecimento envolto por um agradecimento ímpar, pelo fato de ter tido a oportunidade de estar em contato com a história daqueles fazem a história viva da minha cidade.Foi gratificante ver o olho de cada idoso homenageado brilhar ao ver a sua história em evidência. Que nós possamos ter mais momentos como este afinal a história tem que ser contada para que seja lembrada! Obrigado a professora Fátima Mariz, as pessoas que fazem o PRONATEC núcleo SJS, a Casa Legislativa Aprígio Pereira por ter nos cedido o espaço, a PM de São João do Sabugí por esta oportunidade, aqueles que abriram suas portas e que foram o nosso objeto de estudo e, principalmente aos meus colegas pela coragem que tiveram de buscar e socializar os resultados daquilo que por muito tempo foi de conhecimento limitado. Confúcio nos diz que: "Se eu ouço eu esqueço. Se eu vejo eu me lembro. Se eu faço eu aprendo." Por esse motivo PARABÉNS a todos pela iniciativa.

graça Medeiros disse...

Ótimo Trabalho e belíssima cobertura. Parabéns aos alunos e a professora Fátima Mariz e a você Ana Jailma por dar destaque a essa matéria!

graça Medeiros disse...

Ótimo trabalho e belíssima cobertura. Parabéns aos alunos e a Professora Fátima Mariz, como também a você Ana Jailma por dar destaque esta matéria!