sábado, 1 de agosto de 2015

Associação União do Sobrado presente na Feirinha de Sant'Ana com frevo, bonecaria e literatura de cordel



Poeta cordelista e recitador Edcarlos Medeiros, poetisa e contadora de história Dodora Medeiros e o poeta cordelista Djalma Mota
Diretor da Fundação José Augusto Rodrigo Bico, declamou poesia no lançamento de cordéis


Prof. Muirakytan Macedo falando sobre seu livro Rústicos Cabedais: Patrimônio e Cotidiano Familiar nos Sertões da Pecuária (Seridó - Século XVIII) 
O grande poeta cordelista e recitador Antônio Francisco, emocionou o público com poesia sobre o Rio Mossoró
Bonecaria e Frevo do Bloco Ala Ursa do Poço de Sant'Ana
A Associação União do Sobrado realizou lançamento de cordéis na última quinta-feira, dia 30 de julho, na Casa de Pedra - Coletivo de Arte. Foram lançados 20 cordéis inéditos e foram distribuídos na Feirinha de Sant'Ana 800 cordéis.

Os cordéis foram impressos pela Gráfica Manimbu da Fundação José Augusto e a Casa de Pedra acolheu poetas cordelistas e visitantes, na agradável manhã da Feirinha de Sant'Ana. Nada faltou: o ambiente acolheu com culinária regional, amantes da poesia, poetas e ilustres representantes da cultura do Estado como o diretor da Fundação José Augusto Rodrigo Bico e o poeta cordelista e recitador Antônio Francisco, vindo da capital da cultura, Mossoró.

O momento poético iniciou com declamação emocionante do poeta Antônio Francisco, que declamou cordel homenageando o Rio de Mossoró e sua luta constante pela sobrevivência diante da poluição e do descaso sofrido por autoridades. A poesia tem sua semelhança ao nosso Rio Seridó e Poço de Sant'Ana que, localizados nas proximidades da Casa de Pedra, também pedem socorro a população, sofrendo constantes atentados de esgotos, lixo e descaso.

No lançamento de cordéis, poesias que falam de amor, no descaso do poder para com o povo, na natureza, na infância, no Seridó...Inspirações não faltam. A Associação União do Sobrado, em 07 anos, conta com mais de 80 poetas cordelistas, que passaram pela Oficina de Cordel, que tem como professor, ou como ele próprio destaca "orientador", o poeta cordelista Djalma Mota: 

" Não existe professor de poesia. O poeta já nasce com seu dom que, posteriormente, descobre-se. Na Oficina de Cordel, sou um orientador destes poetas de vocação, que valorizam a cultura popular e identificam-se com a poesia. E é com satisfação que participo do lançamento destes cordéis", destacou Djalma Mota. 

O lançamento de cordéis culminou com cortejo cultural, com Bloco Ala Ursa do Poço de Sant'Ana - o popular Bloco do Magão, ao som de muito frevo, junto ao artista Emanuel Bonequeiro e poetas cordelistas distribuindo cordéis a população. 

Associação União do Sobrado desenvolve amplo trabalho de cultura popular em Caicó, produzindo arte em poesia, teatro, bonecaria, fantoches e música. 


Anna Jailma - jornalista e blogueira
Fotos: FJA e Anna Jailma


Nenhum comentário: