segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Câmara Cascudo é destaque em Museu de São Paulo



Está em exposição no Museu de Língua Portuguesa de São Paulo, a trajetória de vida do professor  potiguar Câmara Cascudo, também advogado, jornalista, antropólogo, historiador e estudioso da cultura brasileira, com destaque para nossos hábitos, a culinária, os medos, superstições e fé.

Entre as curiosidades sobre o professor nascido em Natal, RN, relata-se na exposição que ele costumava deixar um ‘recado’ na porta de sua casa “o professor Câmara Cascudo não recebe pela manhã” e posteriormente, quando atendia as pessoas, usava seu traje preferido: pijama.

A culinária, os hábitos alimentares do povo brasileiro, teve atenção privilegiada nos estudos de Câmara Cascudo. Durante 20 anos ele estudou a alimentação portuguesa, africana e indígena, trazendo à tona o conhecimento sobre as influências na alimentação do brasileiro.

O folclore também foi uma das paixões literárias de Câmara Cascudo. Pelo folclore ele debruçou-se em vastas pesquisas e escreveu sobre o rico folclore brasileiro, inclusive, lançando em 1954 o Dicionário do Folclore Brasileiro que teve sucessivas edições.

A exposição permanece no Museu da Língua Portuguesa até 14 de fevereiro de 2016, na capital paulista, na Praça da Luz. A entrada custa 6 reais, sendo gratuita aos sábados. Para professores da rede pública, crianças até 10 anos e adultos a partir de 60 anos, a entrada é gratuita todos os dias.

Foto: Museu da Língua Portuguesa

Anna Jailma - jornalista e blogueira

Nenhum comentário: